Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

You And I

28
Abr19

You And I - Capítulo 27


JustAnOrdinaryGirl

Resultado de imagem para dianna agron cry gif

Tinha passado mais de uma semana desde que Alex terminara o namoro com Laura. Ela tinha tentado falar várias vezes com ele, mas Alex continuava a insistir que o melhor para os dois era estarem separados e que ela ia acabar por perceber isso. No entanto, Laura não era rapariga de desistir e continuava a estar com Alex em todos os intervalos, juntamente com os amigos, como sempre fizera. E isso custava-lhe. Claro que sim. Estar perto dele sem lhe poder tocar, sem o poder beijar como antes. Mas ela queria perceber, queria descobrir o motivo que, de repente, o tinha feito afastar. Ela sabia que ele continuava a gostar dela. Estava a faltar-lhe alguma coisa. A primeira semana tinha sido a mais complicada e Laura tinha esperança que os dois resolvessem as coisas. Nem que começassem novamente por se dar como amigos. 

- Não achas que está na hora de tirares esse colar do pescoço? - Edward perguntou. Era sábado e a família estava sentada à mesa, a tomar o pequeno-almoço. Dali a uns minutos saíam para o jogo da equipa a que Leo pertencia. Laura não respondeu. Apesar de ter acabado o namoro com Alex, a relação com o pai não tinha melhorado. Puxou o colar do pescoço e colocou-o em cima da mesa. Depois, avisando que ia acabar de se arranjar, saiu da sala de jantar.

Leo, que tinha assistido a tudo em silêncio, agarrou no colar antes de o pai ter tempo de o fazer. Sabia que, mais tarde ou mais cedo, a irmã iria voltar a usá-lo. - Vou buscar o meu saco e depois podemos sair. - Leo disse antes de se levantar da mesa. A caminho do quarto encontrou a irmã - Preparada para gritar por mim? - Meteu-se com ela para lhe arrancar um sorriso e ficou feliz por ter conseguido. Há uns dias que não acontecia e tinha saudades de a ver sorrir. 

Quando todos estavam prontos, a família Collins seguiu para a escola. Edward e Theresa nem sempre assistiam aos jogos do filho mas, da maneira como estavam as coisas, e para controlarem os filhos, tinha decidido que seria a melhor opção. Quando chegaram, Nick já estava junto do pavilhão. Laura e Leo seguiram em direção ao rapaz, seguidos pelos pais. 

- Bom dia! - Nick cumprimentou todos - O pessoal da equipa já começou a entrar - O rapaz avisou Leo. 

- Tenho de esperar pelo Tim, é sempre o último a aparecer - Leo comentou - Mas podem ir entrando, logo vos encontro. 

- Eu estou à espera da Aly! - Nick informou

- Mas nós podemos ir andando! - Laura disse, referindo-se a ela e aos pais - Assim ainda conseguimos lugares fixes antes que o pavilhão fique cheio. Nick, depois vais ter às bancadas? - Laura nem deu tempo de ninguém barafustar. Nem Nick, nem Leo, nem os pais. Virou-se e fez sinal aos pais para a seguirem. Antes disso, de uma forma totalmente invisível para os outros, piscou o olho a Nick, que abanou a cabeça. Laura era sempre a mesma coisa. O seu mundo podia estar a desabar, mas os amigos e as suas ideias estavam sempre presentes. Os dois rapazes ficaram ali, sem dizer grande coisa. Era verdade que a amizade se mantinha, mas nenhum dos dois se sentia completamente à vontade quando sozinho com o outro. Alycia apareceu pouco tempo depois, salvando a situação. Sorriu aos dois rapazes e cumprimentou-os com um beijo na bohecha. A rapariga e Nick acabaram por esperar junto com Leo e mantiveram uma conversa animada. Nick recebeu uma mensagem nesse segundo. Era Laura a perguntar-lhe se tinha o cartaz com ele.

- Tenho de ir ao carro, esqueci-me de uma cena... - Nick avisou - Eu não me demoro nada - saiu e deixou Leo e Alycia sozinhos, ainda a conversar. 

Pouco depois, Tim também chegou, acompanhado de Clarissa. A cheerleader vinha de braço dado com o rapaz. Claramente não gostou do que viu. Leo e Alycia estavam cúmplices de mais para o seu gosto, muito animados. Largou o braço de Tim e tentou não mostrar-se afetada, não à frente de Leo. Exibiu o melhor sorriso e aproximou-se dos dois. 

- Bom dia! - Clarissa disse, animada - Preparado para o jogo, Leo? - perguntou, sem desviar o olhar. Leo apenas acenou, sem qualquer emoção, deixando a rapariga chateada com a atitude. - Alycia, não devias já estar nos balnéarios? - perguntou, com tom de superioridade

- Eu já estou equipada, Clarissa! - Alycia respondeu o óbvio - E tu também ainda aqui estás! - acrescentou, provocando a loira. A líder da claque não disse mais nada. 

- E se formos entrando? Já estamos a ficar atrasados! - Tim comentou, preparando-se para entrar no pavilhão

- Estamos só à espera do Nick. - Leo avisou

- Claro, tinha de ser! - Tim disse - A florzinha tinha de se atrasar, deve ter ficado a escolher a roupa - provocou, sendo ele o único a achar piada ao comentário

- O Nick foi o primeiro a chegar, foi só buscar uma coisa ao carro! - Alycia disse - Na verdade, o único motivo por termos demorado tanto a entrar foi o vosso atraso! - atirou, apontado para Tim e Clarissa. Leo reprimiu uma gargalhada, mais por Tim do que por Clarissa, claro. Assim que Nick chegou, o grupo entrou, dirigindo-se cada um a seu sítio. Clarissa, ainda a ferver por causa dos comentários de Alycia, puxou a rapariga por um braço antes de entrarem no balneário feminino.

- Qual era a tua ideia? - Clarissa perguntou, deixando a outra confusa - Estares ali toda cheia de sorrisinhos para o Leo, a conversar toda animada, a tentar provocar-me? - explicou, puxando Alycia para um canto para que ninguém as interrompesse.  

- Pelos vistos consegui mesmo provocar-te, Clarissa! - Alycia respondeu sem perder a compostura. Não tinha paciência para meninas mimadas com Clarissa

- Mas diz lá qual é a tua ideia, afinal? - insistiu - Conquistares o Leo, é?

- E se fosse essa a minha ideia, o que é que tu tinhas a ver com isso? - Alycia respondeu. Sabia que uma resposta daquelas ia deixar Clarissa furiosa, mas não conseguia evitar

- Bem podes tirar o cavalinho da chuva, minha querida, o Leo nunca vai olhar para uma pessoa como tu! - disse, áspera 

- Eu não estou interessada no Leo, Clarissa! - Alycia confessou - Não que tenhas alguma coisa a ver com isso, mas eu tenho namorado há algum tempo e estamos muito felizes! - continuou. Alycia namorada com Johnathan, um rapaz da sua antiga escola. A relação durava há dois anos e, apesar de ele agora estar na universidade, os dois continuavam a ter uma boa relação. -  De qualquer maneira, não sei porque é que te preocupas tanto. O Leo já deixou bem claro que não quer nada contigo! - disse

- Essa história do namorado não me convence! Tu gostas do Leo! - Clarissa insitiu

- Acredita no que quiseres, Clarissa! - Alycia encolheu os ombros, não adiantava insistir quando Clarissa não queria ouvi-la - Mas tens razão! Eu gosto do Leo, como um amigo! E não percebo como é que deitaste tudo a perder! Não percebo como é que foste capaz de o trair e agir como se nada fosse. - Estas palavras custaram a ouvir e Clarissa ficou vermelha de raiva - Mas felizmente ele tem amigos e descobriu a verdade! Caso contrário ia continuar a ser traído e falado pela escola toda! - acrescentou e viu como Clarissa ficou parada e calada à sua frente. 

- Foste tu! - Clarissa disse de repente. Só podia ter sido Alycia! - Foste tu que lhe contaste, sua cabra! - Assim que disse estas palavras, Clarissa levantou a mão para bater em Alycia, mas esta impediu-a, segurando-lhe o braço. 

- Sim, fui eu! - Alycia confessou. Pensou em continuar com o segredo mas depois da atitude de Clarissa, queria que ela percebesse que não tinha medo dela - O Leo estava desconfiado que alguma coisa tinha acontecido e pediu-me ajuda! Mas sabes porque é que eu descobri? Porque foste burra! Vieste falar disso aqui para os balneários, depois de um treino. Eu ouvi e como é óbvio não ia esconder isso do Leo. Isso seria outra traição. - Alycia contou como tudo se tinha passado - Não imaginas como foi difícil contar a verdade ao Leo - Alycia confessou, deixando Clarissa a olhar para ela fixamente - Foi horrível ver o Leo naquele estado! Ele ficou devastado, foi como se todo o mundo dele desabasse naquele momento. E eu percebi que ele gostava mesmo de ti, Clarissa! - Alycia limpou as lágrimas que surgiram ao lembrar-se daquele dia e reparou que Clarissa também chorava - Ele adorava-te e acho que ele tinha esperança que o que quer que tivesse acontecido não tivesse sido assim tão grave. Ele tinha esperança que fosse apenas uma paranoia na cabeça dele. - prosseguiu. Já tinha largado o braço de Clarissa, a outra já não tinha forças para lhe bater - Espero que já tenhas percebido o mal que lhe fizeste e que, quem quer que tenha sido esse rapaz com quem o traíste, tenha valido a pena. Que seja alguém de quem gostes e que goste de ti. Ao menos isso, Clarissa! - Alycia deixou Clarissa, claramente transtornada, e seguiu para o balneário. Limpou as lágrimas e recompôs-se. Juntou-se às outras raparigas e avisou que Clarissa estava a chegar. O que aconteceu segundos depois. Clarissa, tal como Alycia fizera, limpou as lágrimas e retocou a maquilhagem. Depois, juntou-se às outras raparigas e fizeram o "grito de guerra" da claque. Saíram todas do balneário, todas com o pensamento no jogo. Mas Clarissa tinha ainda outra coisa em mente: "Isto não fica assim, podes ter a certeza!" Alycia ia sofrer por tê-la denunciado. 

........................

Boa noite! Aqui fica mais um capítulo e eu espero que gostem! O ponto alto acho que foi esta conversa entre a Aly e a Clarissa! A Alycia soube mesmo o que dizer, mas a Clarissa não se vai ficar. O que acham que vai sair daqui? E o que acharam do capítulo em geral? Deixem os vossos comentários :) Fiquem bem e até ao próximo capítulo!

2 comentários

Comentar post