Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

You And I

06
Out18

You And I - Capítulo 2


JustAnOrdinaryGirl

 

Alycia entrou na escola e percorreu os corredores até encontrar a sala de aula. Sentia todos os olhares caídos sobre si. Mas decidiu continuar o seu caminho, a olhar em frente, de cabeça erguida. Estava mais do que habituada a passar por situações assim. Tinha a pele negra e isso era o suficiente para ser posta no “saco” dos diferentes. Já tinha ouvido tanta coisa, tantos insultos que, agora com 17 anos e a iniciar o ano numa escola nova, queria deixar isso passar-lhe ao lado. Era difícil, e ela tinha noção disso. Mas Alycia queria apenas ser uma adolescente normal e, acima de tudo, ser feliz e gostar de si mesma.

Quando finalmente encontrou a sala que pretendia, reparou que já havia imensa gente à porta. Estava quase na hora de entrada e a campainha deveria estar quase a fazer-se ouvir. Já na sala, Alycia acabou por ficar sentada mesmo na fila da frente. Afinal, além de ser uma aluna novos, era o segundo dia de aulas e todos já tinham lugares marcados. Quando a professora a apresentou à turma, a jovem reparou que, apesar de muitos terem reagido com naturalidade e lhe terem dado as boas-vindas, houve também quem se pusesse com sussurros com as colegas do lado. Reparou num grupo de raparigas. Estavam aos cochichos desde que Alycia entrara. Conhecia bem o tipo, mas não lhes queria dar importância. A colega de carteira era simpática, chamava-se Laura. Depois de 90 minutos, soou novamente a campainha.

- O que estás a achar da escola? – Laura perguntou a Alycia enquanto saíam da sala

- Não me parece má – Alycia respondeu – Claro que já ouvi certos comentários, mas… acho que ao fim de tanto tempo acaba por ser “normal” – acrescentou com um encolher de ombros

- Lamento que seja assim – Laura disse – Há muita gente parva nesta escola. Mas, felizmente, também há pessoas fixes, que não têm esse tipo de comportamentos – sorriu

- O que é que vocês costumam fazer nos intervalos? – Alycia perguntou, quando já caminhavam pelo corredor – Ainda não conheço ninguém, nem quase nada do que aqui se faz – comentou

- Nos intervalos, agora que o tempo ainda está bom, costumamos reunir-nos lá fora no pátio – Laura contou – Na verdade, vou para lá agora ter com o meu melhor amigo. E o meu irmão também deve lá estar – explicou – Queres vir? Há sempre mais gente lá fora – convidou. Alycia acenou e as duas raparigas foram para o pátio que, naquele momento, já estava cheio de alunos. Era ali que a maioria comia alguma coisa, outros jogavam à bola e outros simplesmente aproveitavam para relaxar e conversar.

- Não costumas ficar com o pessoal da turma?  - Alycia perguntou de repente, reparando que a maioria da turma já não estava por ali

- Sim, há dias que sim, mas costumamos encontrar-nos todos no parque – Laura explicou. Assim que chegaram ao pátio, Laura avistou Nick, que estava ao pé de Leo e de Alex. As duas raparigas aproximaram-se e logo foram vistas – Rapazes, esta é a Alycia, uma aluna nova na minha turma. Alycia, é o Leo, o meu irmão, o Nick, o meu melhor amigo e o Alex, que também é novo cá na escola – a jovem apresentou-os e eles cumprimentaram a nova aluna.

- Jogas futebol? – Alycia perguntou ao ver Leo com uma bola junto de si. O rapaz acenou – Isso quer dizer que também há uma claque? – perguntou, entusiasmada com a ideia

- Sim – Laura confirmou – Estás interessada em entrar?

- Eu fazia parte da claque na minha antiga escola e eu adorava! – Alycia disse, com um enorme sorriso – Acham que ainda dá para entrar?

 - Não sei, mas vem aí a pessoa certa para fazeres essa pergunta – Laura disse assim que avistou Clarissa. A cheerleader era namorada de Leo e juntava-se a eles várias vezes nos intervalos. Quando Clarissa se aproximou, beijou o namorado e cumprimentou os restantes.

- Vejo que os já integraram os alunos novos – A loira comentou enquanto olhava para Alex e Alycia – Aposto que foi ideia tua, Laura, és sempre tão amiga de toda a gente – comentou, em tom meio provocador. Laura não respondeu, limitou-se a encolher os ombros

- Clarissa, pertences à claque, não é? – Alycia perguntou, fazendo logo com que a atenção da outra recaísse sobre si

- Sim, sou a líder da claque na verdade – disse num tom que, alguém de orgulho, demonstrava também um pouco de mania – Mas porque é que perguntas? Não me digas que estás interessada? – Alycia achou que a pergunta trazia um pouco de gozo à mistura, bastava olhar para aquele sorrisinho

- Por acaso até estou – a nova aluna disse, fazendo com que Clarissa ficasse bastante séria – Eu costumava ser líder da claque na minha antiga escola – acrescentou

- A sério? – Clarissa sentou-se mais direita no colo do namorado – Mas para entrar na claque é preciso fazer uns testes e não sei se ainda vais a tempo – acabou por dizer

- Quais testes? – Laura intrometeu-se – Nunca ouvi falar de nenhuns testes!

- Porque nunca estiveste interessada na claque, Laura! – Clarissa respondeu – Eu vou falar com as outras raparigas e vamos analisar o teu caso – acabou por dizer a Alycia, que apenas assentiu, e o assunto morreu por ali.

A campainha voltou a tocar no exato momento em que Tim se aproximava do grupo, seguido por mais uma das suas conquistas. Laura e Alex respiraram de alívio quando perceberam que não teriam de o aturar pelo menos naquele intervalo. No fim de mais uma aula, e depois de todos almoçarem, o grupo acabou por juntar-se ali novamente. Desta vez, Alex vinha acompanhado pela sua guitarra.

- Tocas guitarra? – Laura perguntou assim que viu o instrumento musical

- Sim, é uma espécie de hobbie – Alex confirmou – É uma boa maneira de me distrair e de passar o tempo – acrescentou. Laura percebeu, pela maneira como ele falava, que era algo de que realmente gostava

- E não queres tocar um bocadinho para nós ouvirmos? – Laura pediu com um sorriso no rosto

- Realmente podias tocar qualquer coisa, para animar aqui a malta – Nick também pediu, sentando-se ao lado de Laura – Prometemos que seremos um bom público – acrescentou a rir

- Acham que não vai haver problema? Há aqui imensa gente – Alex estava um pouco receoso

- As pessoas usam o pátio para jogar futebol, computador, ensaiar para a claque, para peças de teatro, para tocar e cantar – Laura disse, tentando convencer o colega

- Há quem o use para coisas muito piores – Nick acrescentou, provocando a gargalhada geral

- Ok, eu posso tocar qualquer coisa – Alex acabou por ceder. Alycia, Laura e Nick desviaram-se de modo a dar espaço ao rapaz

- Leo! – Laura gritou para o irmão, que estava um pouco afastado com Clarissa – Venham ouvir o Alex tocar uma música – sugeriu. A rapariga viu logo a cara de aborrecimento de Clarissa, mas Leo arrastou-a consigo. No entanto, em vez de se sentar ao pé dos outros, ficou de pé, encostada à árvore que lhes estava a fazer sombra. Alex pegou na guitarra e logo se começaram a ouvir os primeiros acordes. Não conheciam a música, mas a melodia era bastante bonita e dava vontade de dançar. Perceberam depois que era uma música cigana, o que não os incomodou de todo. Alycia e Laura não resistiram e começaram a mover-se ao ritmo da música e a bater palmas. Nick não demorou muito a juntar-se a elas. De repente, mais alunos ali à volta observavam o grupo. Quando Alex terminou, os amigos bateram palmas e felicitaram-no pelo talento.

- Que palhaçada! – ouviram uma voz masculina. Era Tim, que estava a chegar junto deles – Aqui não é nenhum acampamento cigano! – atirou, olhando para Alex com um olhar provocador

- Desculpa? – O rapaz apenas perguntou – Afinal qual é o teu problema?

- Já me chega ter de levar com gente como tu aqui na escola, não preciso de levar também com as tuas músicas – disse

- És mesmo estúpido! – Laura disse-lhe

- Não precisas de ofender, Laurinha! – Tim disse, provocando-a

- Mas tu precisas, não é? – Laura continuou – Não percebo como é que consegues ser assim, sinceramente. E percebo ainda menos como é que o meu irmão consegue ser teu amigo – disse

- Enfim! – Tim ignorou aquele comentário da morena – Quanto a ti, cigano, não tens o direito de estar a incomodar as pessoas. Não temos de levar com as tuas cenas aqui na escola, guarda lá isso para os da tua raça – continuou a atacar

- Não me parece que alguém esteja incomodado – Alex disse, olhando em volta. Já ninguém estava a prestar grande atenção ao grupo

- As pessoas estavam era com medo de falar – Tim disse – Sabem como vocês são, ainda batias em alguém! – riu

- Tu tens noção do que estás a dizer? – Alycia meteu-se na conversa – Estávamos aqui numa boa, se há alguém a incomodar alguém és tu, meu! – disse, olhando para ele

- Pronto, estava-se mesmo a ver que a preta agora tinha de ir defender o cigano! - Tim disse aquelas palavras enquanto ria. Alycia respirou fundo e levantou-se. Ficou de frente para Tim e então, sem ninguém prever, deu-lhe um valente estalo. Depois disso, pegou nas suas coisas e saiu dali. Laura, Nick e Alex desataram a rir. Tim olhou para Leo e reparou que o amigo estava a fazer um esforço para não gozar com a situação.

- Desculpa lá, Tim, mas esta foi merecida – Leo acabou por dizer e Tim saiu dali.

........................

Boa tarde! Aqui está o segundo capítulo de You And I! Espero que estejam a gostar. A Alycia chegou e parece que com ela é melhor não se meterem muito. O Tim continua a abusar nos comentários e as coisas começam a ficar complicadas para o lado dele. Deixem as vossas opiniões e obrigada por acompanharem :) Em breve vou disponibilizar a capa desta história. Ah, se ainda não seguem o blog no instagram passem por lá, é patriicia.j.a.o.g

Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)

 

2 comentários

Comentar post