Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

You And I

15
Jan17

"Live After Storm" - Capítulo 17


JustAnOrdinaryGirl

Resultado de imagem para marie avgeropoulos gif

- Sabes que a minha casa não é esta, não sabes? – Melissa perguntou quando Liam estacionou o carro a umas quatro ou cinco casas da sua

- Claro que sei, Melissa – disse-lhe enquanto desligava o carro – Mas também sei que terás problemas se os teus pais me virem chegar contigo – acrescentou, encarando-a

- Liam… - começou, assustando-o um bocadinho – Não estás à espera que no dia do baile de finalistas eu vá a pé para tua casa ou para a escola, pois não? – Acrescentou, fazendo uma cara séria

- Tenho esperança que até esse dia os teus pais comecem a achar mais piada a… nós – disse

- Eles vão ter de se habituar, Liam. E mais vale cedo do que tarde, não? – Melissa insistiu – Eu gosto de ti e não quero que tenhamos de esconder o que quer que se esteja a passar entre nós – a morena explicou, encarando-o

- Então quer dizer que a partir de agora passamos a agir como dois namorados devem agir? – Perguntou sem conseguir esconder a felicidade que começava a sentir

- Se é isso que nós somos, então sim, devemos agir como tal – Sorriu-lhe – Eu não me importo com que as pessoas dizem, Liam. E tu já deixaste de fazer muitas coisas por causa do que aconteceu com a Taylor, por causa de teres estado preso – justificou

- Mas os teus pais não são umas pessoas quaisquer, são os teus pais, Melissa – o rapaz insistiu

- São os meus pais, sim, mas não precisas de ter medo, agora és uma pessoa livre e que foi considerada inocente – acariciou-lhe o rosto com a mão – Os meus pais vão acabar por aceitar, tenho a certeza

- Sabes que és uma pessoa especial, não sabes? – Perguntou e isso fê-la corar ligeiramente – É verdade, Melissa – Liam segurou-lhe o queixo e fê-la olhar novamente para si – Desde que mostraste que acreditavas em mim, que te estavas pouco importando para o que os outros diziam de mim. Talvez devessem existir mais pessoas como tu – Foi a vez dele de lhe acariciar o rosto

- Se houvesse mais pessoas como eu, já não seria assim tão especial – Melissa brincou, sorrindo

- Tu serás sempre especial – disse, levando depois os seus lábios ao dela, beijando-a suavemente – E eu gosto muito de ti – disse junto dela depois de ter terminado o beijo

- Acompanhas-me a casa? Desta vez mesmo a casa e não aos arredores? – Melissa insistiu e Liam lá acabou por ceder. Deixou o carro mesmo em frente à casa da morena e saíram os dois do carro, encaminhando-se para a porta da vivenda – Anda, os meus pais ainda não estão em casa – descansou-o e entraram em casa – Vou preparar alguma coisa para comermos – Melissa dirigiu-se à cozinha e Liam seguiu-a, ainda um pouco receoso por causa dos pais dela. Sentou-se à mesa enquanto ela preparava duas chávenas de chocolate quente e duas fatias de bolo caseiro. Ao rapaz olhava-a, com ternura. Levantou-se e aproximou-se dela. Quando se aproximou o suficiente fê-la rodar e virar-se para si

- O que foi? – Melissa perguntou, surpreendida. Mas não obteve qualquer tipo de resposta. Liam apenas sorriu e depois beijou-a. Um daqueles beijos apaixonados, que a fez sentir borboletas no estômago. Nunca se tinha sentido assim e adorava a sensação. A morena correspondeu de imediato ao beijo, pondo os braços à volta do pescoço dele. Liam colocou as suas mãos na cintura dela e puxou-a ainda mais para si, tornando o beijo cada vez mais apaixonado e intenso.

- Melissa? – Assim que ouviram a voz de Jane separaram-se de imediato e Liam voltou a sentar-se onde estava antes. Ambos tentaram controlar a respiração e agir normalmente, mas não se antes sorrirem um para o outro – Melissa? – Voltou-se a ouvir a voz da mãe da morena

- Na cozinha, mãe – Melissa avisou esperando que a progenitora aparecesse – Olá, mãe

- Olá, Melissa… e Liam – cumprimentou, claramente desagradada com a situação – Não sabia que íamos ter visitas – disse, alternando o olhar entre os dois

- Pois, mas o Liam trouxe-me a casa e decidi preparar um lanche – informou – Queres lanchar connosco? – Perguntou. Jane assentiu e Melissa preparou mais uma bebida e uma fatia de bolo. Sentaram-se os três à mesa e o silêncio reinava

- O bolo está muito bom – Liam elogiou ao mesmo tempo que tentava quebrar o gelo

- Foi a minha mãe que fez – Melissa informou

- Está muito bom, Dona Jane, tem imenso jeito – elogiou com um sorriso. Melissa reprimiu uma gargalhada. Liam estava a fazer um esforço para ficar bem visto. Também no rosto de Jane apareceu algo que se assemelhava a um sorriso, apesar de disfarçado

- Obrigada – a mãe de Melissa agradeceu, mais por educação que por outra coisa, bebendo um gole da bebida – E o Zack? – Perguntou de repente

- O que é que tem o Zack? – A morena perguntou, olhando confusa para a mãe

- Ele não se importa que estejas aqui com o Liam? Quer dizer, depois da surpresa dele sempre achei que ele estivesse por cá – Jane explicou a sua pergunta

- Mãe, eu e o Zack não temos nada um com o outro – Melissa confessou – Ele fez aquilo ontem mas ele sabe que não é dele que eu gosto, por isso…

- Oh – Jane lamentou – Sempre achei que tu e o Zack seriam um belo casal. Muita gente pensava isso – comentou, fazendo Liam engolir em seco e sentir-se ainda mais desconfortável

- Pois, mas tu sabes que eu não ligo muito ao que as pessoas pensam – Melissa respondeu – Além disso não me parece justo estar com alguém quando gostamos de outra pessoa – acrescentou, olhando depois para Liam e sorriu

- Bem, está a ficar tarde e tenho a certeza que tens de estudar. Além disso o Liam também deve ter que fazer e os pais já devem estar à espera – Jane levantou-se

- Sim, eu vou andando – Liam concordou, percebendo a dica de Jane – Precisas de boleia amanhã? – Perguntou sem sequer pensar muito na pergunta e sentiu depois o olhar reprovador de Jane sobre si

- Sim, aceito – Melissa sorriu-lhe e recebeu o mesmo olhar reprovador que Liam recebera – Acompanho-te à porta – o rapaz seguiu-a até à porta – Desculpa a minha mãe – a morena pediu

- Eu percebo-a. Afinal a filha é amiga de um ex-presidiário – brincou com a situação

- Amiga? A sério? Não me parece que amigos se beijem como me beijaste na cozinha, Liam – Melissa provocou-o

- Ok, eu percebo-a porque a filha é namorada de um ex-presidiário – retificou, com um sorriso estampado no rosto e fazendo a rapariga corar – Melhor assim?

- Muito melhor - sorriu, feliz – Até amanhã – inclinou-se para lhe dar um beijo rápido nos lábios

- Dorme bem – sorriu-lhe e depois saiu, deixando Melissa a suspirar

A morena pegou nas suas coisas, avisou a mãe que ia subir e foi fazer os seus trabalhos de casa. Quando estava quase a terminar, o telemóvel tocou. Levantou-se para o ir buscar e quando lhe pegou leu o nome “Chloe” no visor. Respirou fundo antes de atender

#Início da Chamada#

- Olá – Ouviu-se do outro lado – É má altura ou podemos falar? – Perguntou assim que Melissa retribuiu o cumprimento

- Sim, podemos falar – a morena concordou

- É sobre o Zack e tudo o que se tem passado – Chloe informou

- Chloe, eu já sei que achas que eu devia estar com o Zack mas… eu não posso fazer isso, não é justo para nenhum dos dois – Melissa repetiu. Estava a ficar farta de repetir aquela frase constantemente

- Ele ama-te, Mel – Chloe insistiu – E ele está sempre a provar-te isso. E eu sei que tu já tiveste uma paixoneta por ele – acrescentou

- Sim, eu senti alguma coisa pelo Zack. Mas isso foi quando cheguei a esta cidade onde não conhecia ninguém. Ele dava-me atenção, era meu amigo e eu acabei por confundir as coisas. Mas ele namorava e eu ultrapassei isso – Melissa explicou. Só queria que as pessoas percebessem também o lado dela – Eu já tinha dito ao Zack o que sentia, Chloe. Aliás, acho que todos vocês sabiam o que eu sentia

- E achas normal estares a abdicar de algo que te podia trazer felicidade por causa de uma paixoneta por um presidiário?Chloe perguntou e Melissa percebia a maldade naquelas palavras

- EX-PRESIDIÁRIO – corrigiu-a, levantando um pouco a voz – E se queres saber, eu não tenho paixoneta nenhuma pelo Liam. Eu gosto dele, a sério e nunca senti isto por ninguém antes. Eu estou apaixonada pelo Liam, Chloe, e só vos peço que entendam isso – pediu, cada vez mais farta da conversa

- Apaixonada, Melissa? Não, aposto que o que sentes é a excitação por estares a desafiar os teus pais, a desafiar as pessoas todas. Sentes aquela adrenalina de estar com alguém perigoso. Isso não é amor, é loucura!

- Não, sabes o que é que é loucura? Loucura foi eu ter pensado que tinhas uma amizade suficientemente forte para ultrapassar estas coisas. Na verdade, acho que loucura foi ter pensado que éramos realmente amigas, que podia contar contigo como sempre contei, foi ter pensado que acabarias por perceber o que sinto. Nunca te pediria para escolheres entre mim e o Zack, mas sempre acreditei que irias respeitar as minhas escolhas. Eu ter pensado isso é que foi loucura. Quanto ao Liam, não é excitação nenhuma pelo perigo ou pelo desafio, eu estou apaixonada por ele! – Melissa disse tudo o que precisava de ser dito. Era triste que amizades se perdessem por coisas assim mas a morena sabia que, naquele momento, aquilo tinha de ser dito. Estava cansada que todos julgassem Liam, que a julgassem a ela

- Uau, não estava à espera que dissesses isso, Melissa – Chloe estava surpreendida com o que acabara de ouvir – Agora tenho a certeza que não foi loucura quando pensei que essa tua maneira de ser iria trazer dissabores

 - Adeus, Chloe – Melissa despediu-se, tentando terminar a chamada

- Espero que isso te passe depressa, Melissa, antes que te magoes a sério – Chloe tentava continuar a conversa. – Tenho pena que o Liam e essa tua mania de veres sempre o bom das pessoas te esteja a tornar nesta pessoa. Não tens de estar com ele por pena…

- Já te disse que não é pena – interrompeu-a com alguma brusquidão - Nunca me aproximei de ninguém por pena. E se defendo as pessoas é porque sei que as pessoas merecem, porque confio nelas, porque nem sempre as pessoas são más e porque não podemos julgar ninguém baseando-nos no que nos dizem dessa pessoa

- Quando é que começaste a ser assim? – Chloe interrompeu-a

- Quando passei pela mesma situação pela qual o Liam tem passado! – Melissa confessou

- Só estás a passar por isso, a ser julgada, porque te dás com ele, Melissa. És a única culpada por as coisas serem assim – Chloe voltou a referir

- Não, Chloe, eu passei por uma situação de ser julgada antes de conhecer o Liam, antes de conhecer qualquer um de vocês. E acredita, isso faz-te ver as coisas de uma maneira diferente – Melissa segurou as lágrimas – Tenho de desligar! Adeus, Chloe – e carregou no botão, ficando a ouvir-se apenas o barulho de chamada desligada.

#Fim da Chamada#

Quando desligou a chamada, Melissa respirou fundo e estava prestes a cair em cima da cama quando sentiu a porta do quarto ser aberta. Eram os pais, os dois com uma cara bastante séria.

- O que é que se passa? – Perguntou, preocupada e com algum receio

- Isso perguntamos nós, Melissa – foi o pai quem falou

- Nós passámos no corredor no exato momento em que disseste que estás apaixonada pelo Liam – a mãe estava completamente desagradada com a situação e não fazia questão de disfarçar

- Claro – bufou, sentando-se na cama e enterrando as mãos na cara

- Melissa estamos à espera de explicações – Jane pediu e entrou no quarto com o marido, ficando ambos à espera que a filha decidisse falar.

......................

E aqui fica o capítulo desta semana! Espero que gostem :) Deixem as vossas opiniões nos comentários. Na reta final tivémos mais uma discussão, além dos momentos fofos entre o Liam e a Melissa. Mais uma vez espero que tenham gostado e desculpem por, mais uma vez, ter publicado fora de horas! É verdade, o fundo do blog está diferente porque a outra imagem que eu tinha não estava a aparecer e tive de mudar, espero que gostem da mudança. Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)

1 comentário

Comentar post