Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

You And I

24
Dez16

"Live After Storm" - Capítulo 14


JustAnOrdinaryGirl

- É agora que mais contar a tua conversa com o Liam? – Melissa tinha perdido a conta ao número de vezes que tinha feito esta pergunta ao longo do dia – Vá lá, Dianna. Eu percebi a razão de não falarmos na escola, não querias que a Chloe e o Zack ouvissem, mas agora estamos em minha casa, podes falar – suplicou mais uma vez

- Já te disse que falámos de várias coisas – Dianna repetiu – E eu aproveitei para lhe pedir desculpa por ter agido mal com ele no início. E falámos também do facto de os nossos pais se conhecerem – a loira acrescentou, deixando Melissa com vontade de lhe bater

- Dianna! O que eu quero mesmo saber é o que falaram sobre mim – explicou, como se Dianna ainda não tivesse percebido

- Adoro ver-te assim, toda nervosinha por causa dele – Dianna provocou antes de começar a conversa, o que apenas serviu para que Melissa lhe atirasse com uma almofada – Falámos sobre o fim-de-semana que passaram juntos – assim que a loira mencionou o assunto Melissa ficou com uma cor avermelhada nas faces – Estávamos a falar do dia em que eu fui a casa dele com os meus pais e eu acabei por dizer que sabia que vocês tinham estado juntos – Dianna explicou como tinha surgido a conversa

- E foi esse o assunto da conversa? Tu já sabias que eu tinha ido com ele – a morena queria saber mais pormenores

- Sim, eu sabia disso – Dianna concordou – O que eu não sabia era que vocês se tinham beijado – assim que disse estas palavras, Dianna viu as bochechas da amiga ficarem ainda mais vermelhas, parecendo que podia explodir a qualquer momento

- Ele disse-te isso? – Melissa perguntou, claramente atrapalhada por ter sido apanhada

- Quando eu disse lhe disse que sabia desse vosso passeio de fim-de-semana ele calculou que eu também sabia do beijo. Havias de ver a cara dele – Dianna sorriu – Aliás, se te vires ao espelho neste preciso momento vês logo a cara que com que ele ficou, que é a mesma que tu tens agora – a amiga gozou com Melissa, que lhe voltou a atirar uma almofada – Porque é que não me contaste que se tinha beijado?

- Porque… nós não… - Melissa estava cada vez mais atrapalhada, sem saber o que dizer

- Vais dizer que não se beijaram…

- Não disse isso – Melissa contrapôs. Sentia que estava a meter os pés pelas mãos. Mas se Dianna já sabia, mais valia contar tudo – Eu e o Liam estivemos a falar nesse dia. Ele contou-me o que realmente aconteceu na noite em que a Taylor entrou em coma. E eu… falei-lhe de coisas da minha antiga cidade, dos meus amigos. Foi um longo dia e acabou por acontecer – explicou sentindo-se de certa forma aliviada por ter falado nisto a alguém. Apercebeu-se depois que Dianna estava a rir – Não tem piada, Dianna! – Resmungou

- Não disse que tinha, Mel – a loira defendeu-se – É só que naquela segunda-feira de manhã eu vi as vossas caras quando estavam juntos, vi os sorrisos que trocaram disfarçadamente. Eu já sabia que tinham passado o fim-de-semana juntos. Mas mesmo que não soubesse, bastava-me estar atenta para perceber que alguma coisa tinha acontecido, que havia algum sentimento no ar – sorriu à amiga – E foi disso que eu e o Liam falámos. Depois de ele me ter contado do beijo, disse-me que ainda não tinham falado. E disse que depois daquele abraço no dia da audiência, a sensação que teve quando correste para ele e o abraçaste com força, ele percebeu que havia alguma coisa. Mas ele não sabe bem como abordar o assunto, ele tem medo que o ignores ou rejeites ou que não consigas sentir o mesmo. – Contou, deixando Melissa surpreendida e sem palavras – Eu disse-lhe que ia tentar sondar o que sentes para lhe dar uma pequena ajuda. Por isso, desabafa comigo – Dianna pediu, chegando-se para mais perto da amiga

- Não sei que te diga, Di! – Melissa disse e estava a ser sincera. Não sabia mesmo o que dizer, ou como começar

- Sentes alguma coisa por ele? – Dianna fez a pergunta diretamente – Tu desde o início que o defendes, sempre estiveste do lado dele. Já sentias alguma coisa antes?

– Quando ele regressou à escola estava apenas a cumprir o meu papel de colega de turma. Eu sabia que ninguém estava disposto a aproximar-se dele, alguns por repulsa, outros por medo do que as pessoas podiam dizer se o ajudassem. – Melissa suspirou antes de continuar – Depois eu fui percebendo que ela era uma boa pessoa, que apenas precisava de ter a liberdade que tanto queria, alguém que precisava que os outros parassem de o culpar sem saberem o que tinha realmente acontecido. E eu acreditava nele, algo me dizia que ele era de confiança mesmo quando as pessoas continuavam a pedir-me que me afastasse – a morena viu Dianna sorrir, o que lhe deu coragem de continuar – Depois veio toda a história do Zack e… quando o vi ir-se embora naquele fim-de-semana pensei que era isso que eu precisava, de me afastar por uns momentos. E ele estava disposto a dar-me isso, a deixar-me sair daqui para poder espairecer e poder estar afastada de tudo. Ele confiou em mim, contou-me do tribunal, contou-me o que se passou naquela noite. Mas nunca me pedia nada em troca, apenas a minha amizade. E eu confiei nele o suficiente para lhe falar mais de mim – Melissa sorriu ao lembrar-se de como tinha sido bom desabafar sobre o seu passado – E quando demos por nós… estávamos a beijar-nos e… - voltou a suspirar, pensando no que queria dizer a seguir – Nesse momento eu percebi que talvez houvesse mais, que talvez eu sentisse alguma coisa por ele, algo mais do que uma simples amizade. Mas depois o meu telemóvel tocou e ele deixou-me sozinha e depois fomos dormir e no dia seguinte viemos embora. A viagem para cá foi boa, não houve nenhum tipo de constrangimento. Acho que ambos nos sentíamos bem, descontraídos. E depois já estávamos de volta… - Melissa concluiu e Dianna percebeu o que a amiga queria dizer

- E depois estavam de volta ao sítio onde não conseguem ter essa liberdade, onde as pessoas não aceitam que estejam juntos ou não percebem – Dianna disse e Melissa concordou – Mas tu sabes que as pessoas são assim, Mel. Eu própria fui assim, apesar de me ter arrependido – Um sorriso triste e arrependido apareceu-lhe no rosto

- E além disso tudo ainda há o Zack – Melissa relembrou – Ele gosta de mim, Dianna e nós… a verdade é que naquele dia que fomos jantar beijámo-nos…

- Eu sei, ele falou disso connosco – Dianna revelou

- Deves estar a pensar belas coisas de mim. Ora beijo um, ora beijo o outro – Melissa sentiu-se ligeiramente embaraçada com a situação – Eu não posso magoar o Zack, Dianna

- Melissa, o Zack está farto de saber que não gostas dele dessa maneira, ele já nos disse isso várias vezes. E eu sei que ele está disposto a lutar por ti mas não podes fugir ao que sentes pelo Liam. E eu sei que o Zack é um dos meus melhores amigos, o teu melhor amigo mas não podes estar com ele apenas para não o magoar. Isso só iria magoá-lo mais. E iria magoar-te a ti e até mesmo ao Liam. – Dianna disse à amiga, pegando-lhe depois e ambas as mãos – Melissa, dou-te um conselho, fala novamente com o Zack e sê sincera com ele sobre o Liam. Eu sei que provavelmente isso vai fazer com que o Zack odeie ainda mais o Liam mas pelo menos ele assim percebe que não vale a pena continuar à espera. Ah, e fala com o Liam. O rapaz não sabe mesmo como avançar. E ele gosta de ti, basta olhar para ele quando te vê ou quando fala sobre ti.  

- Obrigada – Melissa agradeceu – A sério, Dianna, o facto de estares do meu lado, tem sido ótimo. A Chloe nunca mais voltou a ser a mesma depois de eu me ter aproximado do Liam e as coisas com o Zack… bem, tu sabes, por isso obrigada – agradeceu novamente e puxou a amiga para um abraço. Entretanto Jane, a mãe de Melissa, entrou em casa.

- Olá, meninas – cumprimentou-as, achando estranho vê-las no meio de um abraço – Está tudo bem? – Perguntou, ligeiramente preocupada

- Está tudo ótimo, mãe – sorriu à progenitora – Eu e a Dianna estivemos apenas a falar, a debater uns assuntos

- O importante é estar tudo bem – Jane sorriu, mais descansada – Bem, agora se não te importas vai ali fora, querida, alguém decidiu preparar-te uma surpresa – sorriu-lhes novamente, enquanto as raparigas se levantavam do sofá

Melissa olhou para Dianna, perguntando-se se a amiga sabia de alguma coisa. Dianna apenas encolheu os ombros, demonstrando estar também ela fora do assunto. Quando chegaram à porta da casa de Melissa ambas pararam, olhando lá para fora, onde decorria a surpresa para Melissa. E que surpresa!

............

Boa tarde! Aqui fica mais um capítulo, em jeito de prenda de Natal para vocês. Este acabou assim para vos deixar assim curiosas para o que será que se segue. Espero que tenham gostado, deixem as vossas opiniões :) Obrigada a quem tem acompanhado, é muito bom ter o vosso apoio e os vossos comentários. Um grande beijinho e um Feliz Natal!! Fiquem bem e até ao próximo capítulo :) 

1 comentário

Comentar post