Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

You And I

24
Jun17

"Amnesia" - Capítulo 10


JustAnOrdinaryGirl

Contar o pesadelo que tivera a Clark acabou por não ajudar grande coisa, mas pelo menos April desabafou e foi como se um peso lhe tivesse saído de cima. Tinha quase a certeza de que aquele sonho iria voltar e talvez aí ela se lembrasse se era uma memória a voltar.

Depois de tomarem o pequeno-almoço, Clark propôs a April irem ao hospital para que ela pudesse falar com o psicólogo e dar início à sua terapia. A rapariga acabou por vestir as roupas do dia anterior, penteou o cabelo num rabo-de-cavalo. Pegou no casaco e juntou-se ao médico, que a esperava na sala.

Preparavam-se para abrir a porta de saída quando a campainha soou. Olharam um para o outro, como que interrogando-se sobre quem seria. Foi ele que abriu a porta.

- Inspetora Lydia – disse mal viu quem estava à sua frente – Não a esperava por cá hoje – acrescentou, desviando-se e fazendo sinal a Lydia para que entrasse

- Estou a ver que vim em má altura – a inspetora disse, já dentro do apartamento – Iam sair? – Perguntou, olhando de um para o outro

- Sim, o Clark ia levar-me ao hospital, para falar com o psicólogo – April informou, fazendo a inspetora arquear uma sobrancelha quando a rapariga apenas o tratou por Clark – Mas penso que posso ir lá noutra altura – acrescentou

- Ainda bem porque eu precisava mesmo de falar contigo – Lydia disse – Podemos sentar-nos um bocadinho? – Clark acenou e indicou a sala à inspetora. Lydia e April sentaram-se no sofá – Doutor, não precisa de ficar a assistir à conversa, se tiver alguma coisa que fazer…

- Eu preferia que ficasse – April interrompeu – Por favor – pediu, olhando primeiro para Clark, que acenou de imediato, e depois para Lydia, que também acabou por concordar

- Eu consegui finalmente entrar em contacto com o teu antigo patrão – Lydia começou sem rodeios – Quando ele decidiu vender o café ao novo proprietário ele decidiu guardar as coisas que estavam no teu quarto. Ele sabia que tinhas tido um acidente e, como não sabia se irias sobreviver ou não, acabou por guardar tudo – explicou – Portanto, eu tenho as tuas coisas lá em baixo, no meu carro. Como é óbvio não mexemos em nada mas acho que as coisas talvez te ajudem a recordar quem és – Lydia disse-lhe

- Pensei que tinha ficado sem todas as minhas coisas – O olhar da rapariga demonstrava que estava feliz com a novidade – E finalmente vou ter outra roupa para vestir – disse, animada, olhando para as suas roupas, que não podiam ser usadas novamente sem serem lavadas 

- Mas há outras coisas sobre as quais precisas de ser informada – Lydia acrescentou, notando-se pela sua cara de que as notícias que ia dar de seguida não eram muito animadoras – Quando fui falar com o teu antigo patrão, aproveitei para lhe pedir algumas informações sobre o rapaz com quem namoravas – informou. April endireitou-se e respirou fundo, preparando-se para o que a inspetora diria a seguir – Infelizmente o teu namorado faleceu – começou, tentando fazer algumas pausas para que April assimilasse cada uma das informações – O Julian, o teu patrão, disse que foste viver para lá assim que saíste da instituição. O teu namorado já vivia lá e vocês passaram a morar juntos – continuou, dando tempo a April para assimilar o que ia ouvindo – O Julian disse também que apesar de ele ser muito simpático, amigo e trabalhador, não tinha as melhores companhias… aliás, vocês os dois não tinham as melhores companhias. April, o Julian disse que o teu namorado morreu depois de ser agredido num beco atrás do café e que tu apenas conseguiste escapar porque os vizinhos ouviram barulho e avisaram as autoridades. Eles andavam ali perto e chegaram a tempo de não te acontecer nada… mas infelizmente ele não sobreviveu – quando a inspetora acabou de falar, April estava sem reação. Estava sentada no sofá, muito direita, séria, a encarar o vazio.

- April… - Clark disse, sentando-se ao seu lado no sofá. Colocou-lhe uma mão no ombro e esperou que ela reagisse de alguma maneira, mas a jovem continuava imóvel

- O Julian também me disse que o nome dele era…

- Robert – April falou, interrompendo a inspetora, mas continuava quieta. Lydia e Clark olharam um para o outro

- Lamento imenso, April – Clark falou baixo, mantendo a mão no ombro da rapariga. April olhou para ele e as lágrimas começaram a cair-lhe pelo rosto. Clark abraçou-a, puxando-a para si e a rapariga desabou no ombro dele. Enquanto isso, a inspetora apenas observava a cena, sem saber como contar a novidade seguinte.

- April, eu sei que este é um momento complicado, mas há outra coisa que precisas de saber – Lydia disse finalmente, fazendo a rapariga encará-la

- Inspetora Lydia é mesmo necessário ser agora? A April deveria descansar, são muitas emoções juntas e ela acabou de sair do hospital – Clark falou, esperando que Lydia concordasse

- É muito importante, doutor – Lydia insistiu.

- April? – Clark perguntou e a rapariga apenas encolheu os ombros se forças para mais – Se tem mesmo de ser, prossiga inspetora

- Relaciona-se com o acidente – Estas palavras fizeram April e Clark olharem-na com mais atenção – O carro ficou bastante danificado mas felizmente houve uma equipa bastante competente a tratar do assunto e eles chegaram à conclusão de que naquela noite os travões falharam – informou e a mente de April pareceu querer recordar alguma coisa, mas a rapariga não conseguiu, não naquele estado

- Isso quer dizer que o acidente foi provocado por uma avaria? – Foi Clark quem perguntou, surpreendido e ao mesmo tempo aliviado.

- Não – Assim que Lydia falou os olhos de Clark arregalaram-se, não querendo acreditar – Os travões falharam porque alguém os sabotou – Assim que Lydia proferiu estas palavras, April levantou-se de repente e correu para a varanda, encostando-se às grades e respirando aceleradamente.

................

Boa tarde! Como estão? Aqui fica mais um capítulo :) Este é mais pequeno mas traz algumas revelações importantes. Temos finalmente a história do namorado de April e também o motivo do acidente. Espero que tenham gostado :) Fiquem bem e até ao próximo capítulo!!

2 comentários

Comentar post