Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Hope.Love.Christmas

uma história de World Of Stories

Hope.Love.Christmas

"I'll Always Love You" - Capítulo 5

Nick: Então? Conhecem-se ou não?

Joe: Sim, conhecemos. Nós fomos….

Demi: Colegas de turma no secundário. Não sabia que estavas por cá, Joe. Não tinhas ido para fora?

Joe: Sim, mas já voltei. Tenho cá um assunto para resolver, por isso é que vim.

Demi: Ah. E depois vais embora de novo, é?

Joe: Não sei. Depende de como as coisas ficarem resolvidas. Não depende só de mim. E tu, que fazes por aqui? Trabalhas na área da publicidade?

Demi: Não, eu…

Nick: Ela veio ter comigo. A Demetria é a minha noiva.

Joe: Então, muitos parabéns aos dois. Arranjou uma bela noiva, Nick.

Nick: Sim, eu sei. Obrigada.

Joe: Se não precisa de mais nada da minha parte, eu vou andando. Até amanhã e…felicidades aos dois.

Nick: Obrigada. Até amanhã.

Demi: Obrigada Joe. Gostei de ter ver e boa sorte para resolveres esse assunto.

Joe: Obrigada Dem….Demetria. Adeus.

 

Boa, como se não bastasse que Demi fosse casar, ainda tinha que ir trabalhar para o noivo dela. Podia desistir do emprego, mas aquele era o único que tinha conseguido encontrar e precisava de algum dinheiro.

Não tinha imaginado o seu reencontro com Demi daquela maneira, ao pé do noivo dela. Tinha que falar com Selena, pois precisava de arranjar maneira de voltar a estar com Demi, o quanto antes. Tinha que resolver todo aquele assunto antes que fosse tarde demais.

Quanto a Demi, deixou-se ficar ali, com Nick a olhar para ela. Depois de tanto tempo sem o ver, agora que finalmente o tinha reencontrado, não lhe podia dizer aquilo que lhe queria dizer. Bom, na verdade até podia. Só não o podia fazer no local onde estava, ou seja, ao pé do…do noivo.

Nick: Então, meu amor, que vieste aqui fazer?

Demi: Vim…Passei aqui perto e vim dizer-te olá.

Nick: Fizeste bem. E tens tempo para um almoço com o teu futuro marido?

Demi: aaaa….Não, não vai dar. Tenho umas coisas combinadas por causa do casamento. Tem de ficar para outro dia. Até logo amor, beijinho.

 

Demi saiu dali meio à pressa. Tinha esperança de ainda encontrar Joe ali por perto. Se bem conhecia o ex-namorado, depois do que acontecera ela ainda devia estar por ali. Tinha de estar por ali. Olhou em volta e tal como previra, ele ainda estava à porta do edifício. Dirigiu-se a ele.

 

 

 

Demi: Olá Joe.

Joe: Olá…Demi.

Demi: Anda comigo. Precisamos de falar.

 

Depois de andarem durante algum tempo, sempre em silêncio, chegaram a um pequeno parque de piqueniques.

Olharam um para o outro durante algum tempo. Depois, Demi aproximou-se e deu-lhe um abraço apertado, ao qual ele retribuiu.

 

Demi: Nem imaginas a vontade que tinha de te abraçar.

Joe: Se for tanta como a vontade que eu tinha de te ter nos meus braços, então sim, imagino. O que é que se passou Demi? Porque é que acabou?

Diz-me porquê.

Demi: Não vamos falar disso agora. Não quero estragar este momento.

Joe: Tive tantas saudades tuas, meu amor.

 

Devia ter-lhe pedido que não a tratasse por “meu amor” mas não conseguiu. Sabia-lhe tão bem ouvir aquelas palavras vindas dele. Sabia que continuava a amá-lo, mas também sabia que as coisas tinham mudado. Mas não interessava, naquele momento, apenas queria estar perto dele.

 

Demi: E que tal irmos almoçar? Precisamos mesmo de falar, não é?

Joe: Sim. Às duas perguntas. Onde queres ir?

Demi: Ao mesmo sítio onde íamos antes.

Joe: Sempre com boas ideias. Vamos?

Demi: Bora lá. 

 

Caminharam lado a lado e, de vez em quando, olhavam-se e sorriam. Joe pôs-lhe a mão à volta dos ombros e ela não se importou. Era como se tivessem voltado aos velhos tempos. Só que agora ela tinha um noivo. Agora havia coisas que os impediam de estar juntos.

 

 

.............................................................

Gostaram??

Em breve haverá mais :)

Beijinhos, DemiJonasFan

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.