Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

22
Mai21

You And I - Capítulo 86


JustAnOrdinaryGirl

Pretty Little Liars Gif Imagines - 11. Ella Montgomery - Wattpad

Theresa repetiu aos filhos e aos amigos deles a história que já tinha contado aos pais e à irmã. Contou tudo, sem esconder qualquer pormenor, principalmente no que dizia respeito à sua amizade com Joseph e ao acidente que tivera no dia em que tentava fugir. Depois, acrescentou também os motivos que a levaram a permanecer casada com Edward durante todos aqueles anos. Quando terminou, reparou nas expressões dos que ali estavam. Laura olhava para ela, a chorar. Mas não era um choro apenas de tristeza, era também de revolta. Leo estava furioso com o pai. Depois do que acontecera entre os dois, o jovem nunca mais tinha conseguido olhar para o pai da mesma maneira. 

- Desculpem ter-vos sujeitado a tudo isto durante estes anos... - Theresa pediu - Eu nunca pensei que o vosso pai pudesse ir contra vocês desta maneira. E sinceramente, ao longo dos anos, fui tendo esperança de que ele podia mudar. Na verdade, enquanto vocês cresciam, ele não era assim tão... como é agora... - explicou - E eu não podia ser a responsável por mais uma desgraça na família do Joseph... - acrescentou

- Tu não tens de pedir desculpa, mãe - Leo disse. Levantou-se e foi para junto da mãe, pegando-lhe nas mãos - Durante estes anos todos tu foste apenas mais uma vítima da pessoa que é o Edward Collins. Sempre a querer manter as aparências, mostrar que é o senhr perfeito, quando na verdade não vale nada... - ele disse - Só tenho pena que tenhas passado por tudo isto sozinha... - lamentou, abraçando a mãe logo de seguida. 

- Eu tinha-vos lá comigo... - ela disse, já a chorar. Laura também se levantou para abraçar a progenitora e ficaram assim durante alguns momentos. Nenhum dos outros teve coragem de dizer alguma coisa. 

- E agora, como é que as coisas vão ser? - Leo perguntou

- Eu já confrontei o vosso pai - ela disse - Disse-lhe que já sei de tudo sobre os avós, falei com ele sobre o facto de não me poder ameaçar mais com a questão da família do Joseph... e pedi o divórcio - revelou - Agora preciso de encontrar um sítio para morarmos... Leo, também conto contigo, mas quero que saibas que, se quiseres continuar a viver com o Nick, estás à vontade filho - ela acrescentou, ao que ele assentiu - E depois falta uma coisa mais complicada... É preciso contar a verdade aos vossos avós paternos, eles têm o direito de saber. É impossível esconder o que quer que seja, agora que a tia e os avós estão cá... - Theresa disse. E todos sabiam que ia ser uma conversa longa e dolorosa

- Eles vão ficar tão desiludidos... - Laura disse, triste

- Vai ter de ser uma conversa calma... - Theresa disse - Gostava que fosse o vosso pai a fazê-lo, por respeito a eles, mas... Se for ele, ou esconde pormenores ou as coisas tornam-se ainda mais difíceis, por isso... Acho que vou ter de lhes telefonar e avisar que preciso de falar com eles... Ou talvez seja melhor passar lá por casa e explicar tudo... Eles ainda nem sabem que saíste de casa, Leo... Ou que a Laura esteve no hospital... - disse, preocupada e nervosa só de pensar na conversa que se avizinhava. - E tenho de tratar disso o mais depressa possível, não posso deixar que isto se arraste por muito mais tempo... E vai ser já! - decidiu. Saiu de casa apenas alguns minutos depois, pronta a ir a casa dos sogros. Eles não eram em nada parecidos com Edward, e Theresa sabia que, independentemente de tudo, poderia sempre contar com a ajuda e presença deles. Tinham sido uns pais para si ao longo de todos aqueles anos e tinha a certeza de que, depois de saberem toda a verdade, iriam querer estar ainda mais presentes. 

Tocou à campainha de casa dos sogros. Rose veio abrir a porta, estranhando ver Theresa ali àquela hora. 

- Theresa, minha querida! - Rose cumprimentou, abraçando a nora - Não contava ver-te por aqui a esta hora... - disse, deixando-a entrar dentro de casa - Aconteceu alguma coisa? - perguntou, preocupada

- Na verdade, aconteceu um conjunto de coisas... - Theresa admitiu - Preciso mesmo de falar consigo, Rose... E com o Jeremy também... - disse, um pouco nervosa

- Claro que sim, querida... - Rose concordou, também ela já a sentir-se nervosa. A expressão e o tom de voz de Theresa davam-lhe a certeza de que o que acontecera era algo sério - Vou fazer um chá e sentamo-nos lá fora. Vai andando, que eu vou chamar o Jeremy e já vamos ter contigo. - sugeriu

Theresa seguiu a sugestão e foi sentar-se no exterior, junto à piscina. A última vez que tinham estado ali fora no aniversário de Jeremy. Parecia que tinha sido há uma eternidade. Os seus pensamentos foram interrompidos com a chegada de Jeremy e Rose, acompanhados de um tabuleiro com chá e biscoitos. 

- Então, Theresa, o que é que se passa? - Jeremy perguntar depois de a cumprimentar com um abraço - Para estares aqui a uma hora destas e com essa cara de aflição... Está tudo bem com os meninos e o Edward? - perguntou, preocupado. 

- Sim, eles estão bem... Ou tentam estar, já nem sei... - Theresa começou, não fazendo grande sentido - É tanta coisa que nem sequer sei por onde começar... ou como fazê-lo... - disse, tentando organizar os pensamentos

- Pode soar um pouco clichê, mas... Começa pelo princípio, querida... - Rose disse, cada vez mais ansiosa

- Então vamos ter de voltar quase dezoito anos no tempo... - Theresa disse. Limpou uma lágrima que lhe escorreu pelo rosto só de pensar no assunto - Vocês lembram-se do acidente que eu tive? - eles acenaram - Quando eu acordei do coma...

- Ficaste a saber que os teus pais, infelizmente, tinham sido vítimas de um acidente... - Jeremy disse, com calma. Sabia o quanto aquilo sempre magoara Theresa 

- Sim, mas... - Theresa suspirou, tentando controlar as lágrimas - Os meus pais, eles... Eles... Eu nem sei como vos contar isto e lamento desde já que tenha de vos dar esta notícia...

- Theresa, o que é que se passa? - Rose perguntou, enquanto lhe pegava nas mãos

- Esse acidente nunca aconteceu e os meus pais estão vivos... - ela disse aquelas palavras e o choque nos rostos de Rose e Jeremy foi imediato. Theresa contou a verdade aos dois, deixando-os mais chocados a cada palavra que dizia. Depois explicou-lhes como Leo e Laura tinham chegado ao paradeiros dos avós maternos e da tia e falou um pouco sobre o reencontro no dia anterior.

- Isso quer dizer que durante todos estes anos tu viveste numa mentira e sob a ameaça constante do teu marido? - Rose perguntou e Theresa apenas acenou - Como é que ele foi capaz?

- Eu lamento tanto ter de vos contar uma coisa destas... Mas vocês têm o direito de saber... - Theresa lamentou

- Nós é que temos de lamentar que não tenhamos percebido que tipo de pessoa é o nosso filho... - Jeremy disse, chocado

- Eu acabei por aceitar viver esta vida... Pelos meus filhos, pela família do Jospeh, que já tinha perdido tanto... - ela disse - Só nunca desconfiei que ele pudesse esconder um segredo destes... 

- E os teus pais e a tua irmã? Eles nunca te procuraram? - Jeremy quis saber

- Achavam que não havia nada para procurar... O Edward disse-lhe que o meu acidente tinha sido fatal e que tanto eu como o Leo tinhamos acabado por morrer... - disse, deixando-os ainda mais chocados - Foi uma mentira muito bem contada, não havia como descobrir

- Mas os teus filhos descobriram... - Rose notou

- Sim... Eles começaram a notar algo estranho. Eles sabiam que eu não tinha os mesmos ideais que o pai, mas depois nunca me viam a defendê-los de nada... A Laura e o Alex passaram por um período complicado e eu nunca fui capaz de a defender. Depois foi o Leo...

- O Leo? - Rose perguntou

- Sim... Uns dias depois de termos vindo à sua festa de anos, Jeremy, o Edward descobriu umas mensagens no telemóvel do Leo. Depois de terminar o namoro com a Clarissa, o Leo aproximou-se muito do Nick. Retomaram a amizade de infância, desta vez mais sólida. Ao que parece, no dia da festa, eles beijaram-se e... O Edward descobriu e expulsou o Leo de casa, depois de lhe bater... Eu estava em pânico e não fui capaz de fazer nada. Mas foi a partir daí que a Laura começou a desconfiar de algo, convenceu o irmão a investigar e foram dar com a verdade... - Theresa contou, vendo tanto Jeremy como Rose a abanar a cabeça, incrédulos - Não vos contamos do Leo porque ele não estava preparado para se assumir e eu tinha de respeitar isso... - justificou 

- Claro, isso é perfeitamente compreenssível... Apesar de eu já desconfiar de que algo entre eles viesse a acontecer... - Rose disse

- De qualquer maneira, o Leo já se assumiu... Teve de o fazer... - contou

- Como assim?

- O Edward foi à escola e ameaçou o treinador ou o diretor... Disse que deixava de financiar a equipa se fossem permitidos jogadores homossexuais, apesar de nunca ter referido que estava a falar do próprio filho... Mas o Leo passou-se e contou a verdade toda aos colegas. No dia a seguir toda a escola sabia e... - Theresa fez uma pausa - Houve consequências, apesar de agora estar tudo bem... Um ex-colega de equipa do Leo quis provocar o Leo e a Laura acabou por ter de ser assistida no hospital... - contou. Rose e Jeremy levaram as mãos à cabeça e Theresa acabou por contar tudo.

- E agora? - Jeremy perguntou

- Pedi o divórcio ao Edward. Descobri que ele já não tem nada contra a família do Joseph, portanto já não há nada que me prenda a ele - ela revelou - O Leo é maior de idade e já não vive connosco. Quanto à Laura, peguei nas nossas coisas e saímos de casa. Por enquanto estamos em casa do namorado dela. Os pais dele foram para fora e ele deixou-nos à vontade. Estamos lá com os meus pais e a minha irmã. Calculo que ela deva voltar à Irlanda em breve, por causa do marido e das filhas... Vou tentar encontrar uma casa para nós...

- Sabes que podes ficar aqui, querida... - eles ofereceram

- Eu sei que sim, mas quero um sítio onde o Edward não nos econtre com tanta facilidade... Sinto que vão ser dias muito complicados até ele aceitar que perdeu... E que desta vez pode mesmo ter perdido tudo...

Ficaram os três ali sentados, enquanto Theresa ia respondendo a algumas perguntas. Todos sabiam que não ia ser fácil, mas acreditavam num futuro melhor. Além disso, também sabiam que em breve teriam de falar com  Edward e não seria uma situação nada fácil para nenhum deles. 

..................

Boa tarde. Como estão? Aqui fica mais um capítulo e eu espero que gostem! Como acham que vai ser a conversa de Edwatd com os pais e o reencontro dele com Theresa depois de saber que ela saiu de casa com Laura? Deixem as vossas opiniões. Fiquem bem e até ao próximo capítulo :) 

Pág. 1/2