Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

27
Mar21

You And I - Capítulo 82


JustAnOrdinaryGirl

Holly marie combs GIFs - Get the best gif on GIFER

- E se o Edward aparece enquanto estamos aqui, Theresa? - Louise sussurrou à irmã, enquanto se encaminhavam para o corredor onde se situava o quarto de Laura

- Não te preocupes. Eu enviei uma mensagem ao Edward a dizer que a Laura ia passar o resto da tarde sem visitas e que só a poderíamos ver à noite - Theresa disse, tentanto descansar a irmã - E ainda lhe disse que ela ia fazer alguns exames. Por isso ele disse que ia ficar no escritório a adiantar trabalho. Além disso, a secretária dele telefona se ele sair. - acrescentou

- E podes confiar nela? - Louise perguntou, ainda sem estar cem por cento convencida 

- Sim, ela é uma rapariga de confiança, isso tenho a certeza - Theresa garantiu - Agora vamos aproveitar para visitar a Laura e para vocês conhecerem os meus filhos - sorriu à irmã e continuaram a andar pelo corredor. 
Quando se aproximaram do local, Theresa olhou para a irmã e para os pais e sorriu-lhes, mais uma vez. Ela avançou na frente, seguida pelos outros três. Avistou o grupo na sala de espera. Leo, Tim, Nick, Alycia e Alex, o que significava que Laura devia estar sozinha nesse momento. Os cinco estavam sentados de costas para a entrada da sala de espera, em silêncio. - Leo? - Theresa chamou. O filho virou-se de imediato, assim como o resto do grupo e, assim que viram que Theresa não estava sozinha, levantaram-se. O silêncio foi geral - Eu gostava de vos apresentar os meus pais e a minha irmã... - Theresa disse, já com lágrimas nos olhos. Eles chegaram-se à frente, também emocionados, e disseram todos um quase inaudível "olá". - É o Leo, o meu filho mais velho... - Theresa começou as apresentações. Leo chegou-se à frente, também ele emocionado. Pegou primeiro na mão da mãe e sorriu para ela. Depois avançou e deixou-se ser abraçado pela família - A avó e o avô ainda te conheceram, mas eras muito pequenino... - Theresa comentou

- Estás tão crescido, Leo... - Foi Candice quem disse, abraçando o neto - Tenho tanta pena de não te ter visto crescer... - ela lamentou, a chorar. Leo não tinha palavras. Só sabia que aquele abraço era reconfortante. Quando a avó o parou, Leo cumprimentou finalmente o avô, que também o abraço com todas as suas forças. Depois seguiu-se Louise, a única que nunca tinha visto Leo sem ser nas fotografias. Nenhum deles sabia ao certo o que dizer. Mas aquele abraço já estava carregado de emoção suficiente. Depois de Leo ser mais uma vez abraçado pelos avós, que não o largaram mais, seguiram-se algumas apresentações. 

- É o Tim, o melhor amigo do Leo, a Alycia, uma amiga de ambos, muito chegada à Laura. O Alex, o namorado da Laura e o Nick, o melhor amigo da Laura e namorado do Leo - Theresa disse, deixando todos surpreendidos com a última apresentação - Já fiz um breve resumos aos avós e à tia... - explicou-se - A Laura está sozinha? - perguntou depois

- O médico está lá dentro a fazer uns testes, para ter a certeza de que está bem, mas disse que depois podemos voltar a entrar - Leo explicou

- Ótimo. E quanto ao colégio... - Theresa quis saber

- Está tudo tratado, tal como pediste - Leo disse, sorrindo à mãe - Fomos lá buscar todos os documentos e a professora Isabella já os levou de novo para a escola para tratar da anulação da transferência - explicou

- Obrigada, meu amor! - Theresa disse, beijando a bochecha do filho - E vocês meninos... Muito obrigada por terem ficado aqui e por todo o apoio que têm dado a estes dois - agradeceu, referindo-se a tudo o que o grupo já tinha feito pelos filhos

- Estamos apenas a cumprir o nosso papel de amigos, Dona Theresa - Alycia disse - E eles já fizeram muito por nós também... - Alycia sorriu, sendo retribuída por Theresa

- Apenas Theresa, minha querida - Theresa pediu, ainda a sorrir - Fico contente que vocês tenham entrado na vida deles. Apesar de tudo, permaneceram e isso é de louvar... - Theresa continuou, visivelmente agradecida - Se quiserem ir descansar ou ir às aulas para não terem mais faltas, estejam à vontade - ela disse

- Sim, depois tenho mesmo de passar em casa, mas vou esperar para me despedir da Laura - Alycia disse

- Eu aproveito e vou contigo, mas preciso de passar em minha casa depois... - Tim avisou - Será que a Laura se importa que a visite? - perguntou. Apesar de a relação de ambos estar melhor, tinha a certeza de que Laura ainda não se tinha esquecido de muito do que ele tinha feito

- Claro que não se importa, Tim... - Foi Alex quem disse - Nos últimos dias tens provado que mudaste e, além disso, hoje ficaste contra um dos teus colegas de equipa em prol dela, por isso, acho que ela é bem capaz de deixar o passado para trás - ele garantiu, ao que Tim assentiu. 

O médico apareceu nesse momento, vindo do quarto de Laura. Falou com o grupo e garantiu que a jovem estava bem e que, se passasse bem a noite, teria alta logo pela manhã. Depois, Theresa pediu se podia entrar com os pais e com a irmã, dada a situação em que se encontravam. O médico acabou por concordar, pedindo apenas que não se demorassem, pois não queria que Laura ficasse muito agitada e porque aquela já não era hora de visita. Assim, depois de cada um dos amigos se ter ido despedir de Laura, Theresa entrou. Candice, Bryan e Louise mantiveram-se à porta, à espera que Theresa os chamasse.

- Como estás, filha? - Theresa perguntou, assim que se aproximou da cama - Estás com melhor cara, pelo menos... - ela disse, o que era verdade. Laura já tinha recuperado a cor, já não estava pálida como nessa manhã. 

- Sinto-me bem melhor. - Laura confirmou, sorrindo à mãe - O mano disse que já estiveste com os avós e com a tia e que ele já os conheceu... - ela comentou - Eles estão aqui?

- Sim, estão ali fora, à espera que possam entrar - Theresa confirmou - Estás preparada para conhecê-los? 

- Sim, mas... E tu, como é que estás? - quis saber

- Estou feliz! - Theresa disse - Nunca pensei que este dia fosse chegar. Quer dizer, acho que tinha esperança que um dia pudesse reencontrar a Louise, mas nunca os meus pais - confessou - Mas estou mesmo feliz. E determinada a mudar de vida - acrescentou - Na verdade, tomei uma decisão.

- O quê? - Laura quis saber, ansiosa

- Quando te contar toda a minha história, vais perceber melhor... Mas por enquanto quero que saibas que eu e tu vamos sair de casa - anunciou - Tenho parte das nossas coisas na mala do carro. Não sei para onde vamos nem o que havemos de fazer ao certo, mas depois de tudo isto, não podemos continuar lá em casa. Espero que compreendas... Claro que se preferires ficar em casa, eu percebo, mas...

- Eu fico contigo, como é óbvio, mãe... - Laura interrompeu-a - Depois de tudo, eu nunca conseguiria ficar lá em casa com o pai... Ele já sabe? 

- Ainda não... Pelo menos não que nós vamos sair de casa. E prefiro que não saiba, porque isso só faria com que ele fizesse aguma coisa contra a nossa saída - Theresa contou - Sabe que eu já sei a verdade sobre os avós, mas ainda não sabe que eles estão cá e que já estão connosco. E não quero que saiba até eu ter a certeza de que é seguro - Laura ouvia a mãe com atenção, concordando com ela. - Eles vêm apenas conhecer-te e depois vão ter de ir embora. Precisamos apenas de um sitío onde possam ficar em segurança. 

- E o hotel do George? - Laura sugeriu

- O teu pai sabe onde fica, não quero que ele os encontre

- Então pede ao Alex que os deixe ficar lá em casa - Laura sugeriu - Os pais dele mudaram-se por causa do emprego e o Alex ficou com a casa para poder permanecer por cá junto do resto da família e para poder terminar o ano cá na escola. Ele até já me tinha dito que eu podia ficar com ele, caso as coisas lá em casa continuassem a piorar - ela explicou - Tenho a certeza de que não se vai importar - garantiu - E agora acho que já os podes mandar entrar - Laura disse, com um sorriso e nervos à mistura. 

Theresa chamou os pais e a irmã que, assim que entraram, ficaram emocionados ao ver Laura. Claro que o local não era o melhor para se conhecerem, nem as circunstâncias, mas mesmo assim era um momento de alegria. Acercaram-se da cama onde ela se tentou sentar o melhor possível. Mais uma vez, não havia grandes palavras a dizer. Por isso apenas ficaram ali, entre abraços, e algumas informações dadas por Theresa, sobre Laura e as suas vidas, até que chegou a hora de saírem. 

- Amanhã teremos oportunidade de nos conhecermos todos melhor - Theresa garantiu - Querida, vou apenas tratar da estadia dos avós e da tia e despedir-me do grupo. Vou ficar cá contigo esta noite. O teu pai é capaz de vir cá mais tarde - informou

- Hmm - Laura apenas murmurou, um pouco desconfortável com a ideia. Despediu-se dos familiares e sorriu-lhes antes de fecharem a porta do quarto e a deixarem entregue aos seus pensamentos. Na sala de espera, Theresa falou a Alex na sugestão de Laura, que de imediato concordou. Ofereceu-se até para levá-los lá a casa e deixá-los à vontade. Para que ficassem ainda mais à vontade, Nick ofereceu-se para que Alex ficasse em casa dele, com ele e com Leo, deixando assim que Bryan, Candice e Louise tivessem mais privacidade. Combinados todos os pormenores, Alex saiu com os familiares de Laura, dizendo que voltaria mais tarde ao hospital. Leo e Nick também aproveitaram para fazer uma viagem a casa. Tim e Alycia aproveitaram e saíram também. Quanto a Theresa, sentou-se numa das cadeiras, exausta. Alguns minutos depois, recbeu uma mensagem de Joanna, a secretária de Edward, a informá-la de que o marido acabava de sair do escritório para ir visitar a filha ao hospital. 

- Mesmo a tempo... - Theresa murmurou, aliviada. 

......................

Boa tarde, como estão? Espero que gostem de mais um capítulo da história. As revelações estão a chegar ao fim mas ainda há algumas coisas à espera de acontecer. Espero que gostem, estamos a entrar na reta final. Obrigada a quem acompanha. Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)