Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

14
Nov20

You And I - Capítulo 72


JustAnOrdinaryGirl

ALL & LOVELY ( FACECLAIMS. ) - [10] LUKE BILYK - Wattpad

- Digo-vos já que preferia não estar a ter esta conversa convosco! - Foi o diretor da escola quem começou a conversa. Tinha todos os jogadores da equipa de futebol da escola à sua frente e o treinador ao seu lado. - Mas é um assunto sério e que tem de ficar resolvido neste momento. - continuou, aumentando cada vez mais a curiosidade dos alunos. Menos a de Leo e Tim, que tinham quase a certeza que sabiam do que se tratava. - Como sabem, a equipa até pode ter o nome da escola, mas é financiada por entidades externas... - prosseguiu. Foi nesse momento que Tim e Leo tiveram a certeza de que as suas ideias sobre a reunião estavam certas. Leo baixou a cabeça, abanando-a. Nem queria acreditar que aquilo estava mesmo a acontecer. Tim olhou-o. Não havia nada que pudessem fazer para impedir aquilo e Leo sabia que estava na hora de tomar uma decisão. - Um dos nossos patrocinadores, o mais importante talvez, alertou-me acerca de uma situação que o incomoda. Não temos a certeza se a desconfiança dele está ou não certa porque nunca reparámos em nada, mas cabe-nos averiguar e tomar medidas - Todos continuavam atentos, à espera de mais - Sabem que esta escola sempre teve os seus princípios e sempre seguiu um determinado tipo de valores. E a última coisa que queremos são escândalos...

- Ou perder dinheiro... - Leo interrompeu

- Leonard, por favor... - foi o treinador quem pediu a Leo que se mantivesse calado

- Como eu estava a dizer, é preciso evitar certas situações. - o diretor retomou - E, de facto, o dinheiro é importante. Sem ele não teríamos equipa - explicou - Chegou-me aos ouvidos uma situação... complicada. E que nada verdade não me agrada absolutamente nada - ele continuou e Leo encarou-o com alguma fúria. A escola devia proteger os alunos, não colocá-los na situação em que o diretor estava prestes a colocá-lo - Tenho quase a certeza de que isto não passa de um mal entendido ou de uma dessas experiências que os adolescentes adoram fazer. E estão na idade disso. Desde que nada disso interfira com os estudos ou prejudique o bom nome de uma escola ou de uma equipa de prestígio como a nossa - Leo nem queria acreditar que o diretor estava a ter um discurso daqueles. Até Tim, que até há bem pouco tempo pensava de forma parecida, estava incomodado - Bom, como estava a referir, chegou-me aos ouvidos que existe, na nossa equipa, um caso de homossexualidade... - disse, mas voltou a ser interrompido

- "Um caso de homossexualidade"?! - Leo perguntou, fulo - Está a falar como se de uma doença se tratasse, diretor! - acusou

- Não está muito longe da verdade, Leo - o treinador comentou, fazendo Leo cerrar os punhos

- Doentes são as pessoas que em pleno século XXI continuam a tratar a homossexualidade como uma doença, como se fosse uma aberração - continuou, cada vez mais a sentir que estava a perder o controlo

- Leonard! - o diretor da escola gritou - Não é o momento para uma discussão dessas, temos um assunto a resolver... Alguém foi dizer ao seu pai que há um caso de homossexualidade e temos de tomar medidas. É um assunto muito sério. Ele ameaça deixar de financiar a equipa se o assunto não se resolver. Temos de perceber quem é que inventou uma história destas, não podemos permitir que as pessoas pensem que é verdade! 

- Mas é verdade! - Leo gritou, levantando-se. Aquela afirmação fez com que o burburinho parasse. Tim levantou-se e colocou-se ao lado dele

- Leo, podemos resolver isto de outra maneira... - Tim sussurrou. Não queria que o amigo tomasse uma decisão precipitada e que se arrependesse logo a seguir. Mas Leo abanou a cabeça, estava disposto a continuar. 

- Que conversa é essa, Leo? O que é que tu sabes? - foi o treiandor quem perguntou. 

- Estou a dizer que aquilo que o meu pai disse, sobre existir... como é que vocês dizem? Um "caso de homossexualidade" na equipa? - Leo continuou, os olhares de todos postos em si - É tudo verdade! O meu soube disso e, preconceituoso como é, deicidiu deixar de financiar a equipa se esse jogador não for expulso. - contou - Ele é daquelas pessoas que detesta ser falado por coisas destas. Acha um escândalo. Se se soubesse que ele financia uma equipa onde há um jogador homossexual ou negro ou seja lá o que for, seria o fim da sua maravilhosa reputação - prosseguiu. Fez uma pausa dramática antes de continuar - E sabem qual é a melhor parte desta história? - ainda esperou que alguém falasse ou fizesse um comentário, mas ainda ninguém lá tinha chegado - A melhor parte é que o tal jogador homossexual é nada mais nada menos do que o próprio filho! - revelou e o burburinho voltou a invadir aquela sala 

- O que é que estás a dizer, Leo? - o treinador falou. Queria tentar que Leo acabasse com aquilo de uma vez

- É isso mesmo que perceberam! - todos se voltaram a calar - Eu estou com um rapaz, sim! E acreditem que foi a melhor coisa que fiz nada vida! Mas vocês nunca iriam perceber isso... Portanto, não se preocupem mais com este assunto. Fiquem lá com a vossa equipa de futebol. Eu estou fora! Pode dizer ao senhor Edward Collins que não tem se de preocupar. O filho não vai prejudicar o seu bom nome! - E sem dizer mais nada, saiu da sala 

- Sabias disto, Tim? - o treinador perguntou - Como é que consegues colaborar com algo assim? Logo tu? - perguntou quando o rapaz não respondeu à primeira pergunta

- Vocês não iam entender... - ele apenas disse - E podem deixar de contar comigo também... - e saiu da sala. 

Leo não parou ao sair da sala de professores. Laura, Alycia, Alex e Nick viram-no passar, claramente zangado, e sair para o exterior. Viram-no depois sentar-se nas escadas de acesso à saída da escola. Nem tiveram tempo de ir atrás dele, Tim saiu logo depois da sala e não vinha com melhor cara. Contou o que se passara ao resto do grupo que, para serem sinceros, não esperavam um desfecho muito diferente. 

- Isso quer dizer que ele desitiu mesmo da equipa? - Laura perguntou, triste. Sabia o quanto o irmão adorava jogar

- Desistimos os dois, na verdade... - Tim confessou, deixando todos surpresos - O Leo é o meu melhor amigo e eu já o desiludi demasiadas vezes. Era o mínimo que podia fazer neste momento. Não era capaz de continuar ali e ouvir os julgamentos, os comentários... - explicou depois de ver a cara de espanto dos outros. Centrou-se em Alycia, que lhe sorria. Um sorriso de orgulho, talvez - Acho que devias ir ter com ele, Nick... Ele acabou de se assumir e... Acho que és a pessoa certa para o ajudar neste momento... - Tim sugeriu e Nick fez isso mesmo. - Ah, e a Clarissa também sabe, portanto... - Tim disse, não precisando de dizer mais nada. Até porque Alycia já tinha contado aos amigos o que tinha acontecido no pavilhão. No dia seguinte, era provável que toda a escola ficasse a saber da relação de Leo e Nick. Bastava Clarissa, ou mesmo um dos elemetos da equipa, lançar o boato e todos iriam saber. Leo precisava de força e, acima de tudo, dos amigos. De todos eles! 

.......................

Boa tarde! Como está a ser esse vosso sábado? O meu está a ser passado em casa. E aproveito para vos trazer um novo capítulo, que espero que gostem :) Estavam à espera deste desfecho com a equipa de futebol? E a decisão do Tim de ter destido com ele? Deixem as vossas opiniões e obrigada a quem tem acompanhado! Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)