Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

12
Jan20

You And I - Capítulo 47


JustAnOrdinaryGirl

Resultado de imagem para thank you tumblr gif"

Tim entrou no apartamento de Alycia. Estava a usar a chave que Anthony acabara de lhe dar, à entada do prédio. Entrou à espera de encontrar Alycia e o namorado enrolados no sofá ou coisa parecida. Mas deparou-se antes com uma casa silenciosa. Demasiado silenciosa. 

- Alycia? - Chamou, entrando na sala, mas não obteve qualquer resposta - Alycia? - voltou a chamar, desta vez num tom de voz mais elevado. Quando pensou em desistir, a rapariga apareceu por fim. Vinha da zona dos quartos, de fato treino. O fato de treino que todas as cheerleaders da escola têm. E não vinha com boa cara. Mas antes que Tim tivesse oportunidade de dizer mais alguma coisa, ela falou.

- O que é que estás aqui a fazer? O meu pai? - perguntou, sem sequer dizer um "olá" antes. Não eram amigos, mas Tim sempre pensou que ela fosse mais... simpática. 

- O teu pai não está, ele... - Tim ia responder

- Então como é que estás aqui? - perguntou, confusa. Desde quando é que o rapaz andava assim lá por casa, sem alguém o convidar a entrar. 

- Encontrei o teu pai lá em baixo, com a minha mãe. Eles decidiram ir jantar fora e depois vão ao cinema. - Tim começou, finalmente, a explicar - O teu pai deu-me a chave para te vir avisar, diz que não lhe atendes o telefone - continuou, olhando para ela - Estás bem? - acabou por perguntar

- E o que é que isso te interessa? - Alycia perguntou, rude - Os nossos pais não estão aqui, Tim, não precisas de fingir que te preocupas! - Atirou e aquelas palavras atingiam Tim mais do que ele queria 

- Não estava a fingir! - Tim respondeu, também ele mudando para um tom menos simpático - Mas se não queres responder, eu não insisto... O teu pai disse para mandarmos vir comida para nós. Vou mandar vir pizza, tens alguma alergia? 

- Porque é que estás a agir assim? - Alycia perguntou - Porque é que aqui és uma pessoa e na escola és aquele racista nojento? - explicou ao ver as dúvidas na expressão dele.

- Já te disse que o faço pela minha mãe... - Tim disse, mais uma vez - E além disso, não está a ser tão mau quanto eu pensei - admitiu

- Mau?! - Alycia perguntou, curiosa e, ao mesmo tempo, a sentir a fúria crescer dentro dela - Pensavas que seria como? Que por sermos negros, eu e o meu pai seríamos algo de outro mundo? Que te iríamos bater ou tratar mal? - perguntou - Diz lá, como é que achavas que nós éramos?! - quis saber, quase a gritar - Admite! 

- Queres que te admita que sempre fui racista, é? Então pronto, sempre fui racista! - Tim levantou o tom de voz - É a verdade. Sempre achei que as pessoas diferentes de mim, fosse de que forma fosse, não valiam nada. Que mereciam desaparecer da face da terra. Que as pessoas como tu não mereciam nada, que nós, os brancos, somos os melhores! - Tim ia dizendo, deixando Alycia surpresa por o ver falar assim - Sempre foi assim que o meu pai pensou e foi assim que ele me educou. E sabes que mais? Eu via-o como um herói, como um exemplo a seguir. Sempre achei que ele tinha razão, que essas diferenças existiam e que, de facto, nós é que somos os melhores. - Tim continuava a falar e Alycia continuava ali, especada a olhar para ele, percebendo que debaixo de tudo aquilo havia alguma humanidade - E depois, um dia, descubro que o meu pai anda a enganar a minha mãe. No início não questionei sequer a maneira como ele me tinha educado. Mas depois da primeira vez que vi a minha mãe chorar à minha frente, de ela me ter dito as coisas que disse, de perceber a desilusão que ela sentia... As coisas começaram a mudar. Percebi que o meu pai não é a boa pessoa que eu pensava que ele era. O pior de tudo, foi perceber que eu era exatamente como ele... - lamentou - Mas continuei a ser... Até a minha mãe ter chegado a casa novamente a sorrir e eu ter descoberto pouco tempo depois que quem a fazia feliz era uma das pessoas que eu abominara a minha vida inteira. 

- Um preto... - Alycia disse por ele e viu-o assentir

- Estou a fazer isto pela minha mãe, sim, e pelo facto de ter começado a perceber que há coisas mais importantes. Era isso que eu queria dizer que não é assim tão "mau" - Tim explicou - Não deixei de ser aquele Tim da escola... Mas estou a tentar ser um Tim que vê além do que esse que tu achas que conheces tão bem é.  A explicação dele ficou por ali, assim como as palavras de Alycia, ela não sabia o que dizer a seguir - Vou encomendar pizzas, alguma alergia ou coisa que não gostas? - voltou a perguntar e Alycia limitou-se a abanar a cabeça. Tim deixou-a ali e foi para a sala. Alycia, ainda meio abananada com o que acabava de ouvir, voltou a entrar no quarto. 

***** ***** ***** ***** *****

Alycia só voltou a aparecer depois de ter dado conta do estafeta que veio deixar as pizzas. Foi dar com Tim na cozinha, ataredado à procura de uma faca para partir as fatias de pizza e de copos para beberem alguma coisa. 

- Estão no outro armário - Alycia disse, entrando na divisão - Ouve, eu queria pedir-te desculpa...  - começou

- Eis uma coisa que eu não pensava ouvir da tua parte... - Tim disse, meio a brincar, para quebrar o gelo

- Também nunca pensei ouvir aquelas coisas vindas de ti, tudo o que me contaste... - Alycia disse - E é por isso que te peço desculpa. Durante estes últimos dias tens tentado ser uma pessoa melhor e eu só tenho dificultado as coisas. Além disso, eu não te devia ter falado assim, não tens culpa dos meus problemas... - acabou por dizer. Alycia pegou na pizza e começou a dirigir-se à sala. Tim seguiu-a, sem dizer nada. 

- E esses problemas têm a ver com a ausência do teu namorado ou com a claque? - perguntou, apontando depois para o fato de treino que ela ainda usava 

- Com as duas coisas, para ser sincera... - ela admitiu - É um daqueles dias em que parece que todos os problemas decidiram assombrar-me de uma vez - acrescentou - Acabei tudo com o Jon... E a claque faz-me falta... E agora estou aqui a falar disto tudo contigo, o que acaba por ser um pouco surreal - riu com a ironia 

- Porque é que acabaste com ele? - Tim perguntou. Os planos de Clarissa vieram de repente à sua memória. Teria ela feito alguma coisa? Teria Clarissa aproveitado o facto de ele estar ali em casa e ter falado com Johnathan? 

- Ele traiu-me com uma rapariga da nossa antiga escola... - Alycia disse, não adiantava esconder aquilo - O pior de tudo é que ele achou que eu o ia perdoar... - ela disse, ainda chocada com tudo - Cheguei a conclusão que ele não me conhecia de todo... - constatou - Eu odeio traições! 

- Eu sei... Sei que foste tu que contaste ao Leo sobre a Clarissa... - Tim relembrou - Devia ter sido eu a fazê-lo...

- Pois devias... - Alycia concordou - És o melhor amigo dele... Porque é que não o fizeste? - quis saber

- Por medo, por cobardia... - Tim admitiu e Alycia estava cada vez mais espantada com aquela faceta do rapaz

- Ela tem alguma coisa contra ti, não tem? - Alycia percebeu e depois Tim confirmou com um aceno - E vale a pena?

- Já não sei de nada, para ser sincero... - Tim encolheu os ombros - E o mais grave é que até o meu pai ter traído a minha mãe, eu não me importava com isto... Até ver o estado do Leo, lá na escola, eu nem sequer pensava no assunto... 

- Seja o que for, devias contar ao Leo. - Alycia sugeriu - É a única forma de a Clarissa deixar de te ter na mão. Além disso, se fores tu a contar, talvez ele consiga entender ou perdoar ou whatever. 

- Acredita que não seria assim tão simples... - Tim disse e notava-se que estava triste. E até arrependido.

- É assim tão grave? - Alycia perguntou. Tim não disse nada, limitou-se a assentir. Fosse o que fosse, ele não queria dizer. 

- E em relação ao outro problema... - Tim disse, apontando para o fato treino 

- Mais uma coisa que temos de agradecer à tua amiguinha Clarissa - Alycia bufou - Sinceramente, como é que consegues ser amiga daquela cabra? - perguntou, furiosa só de pensar nela. E depois, do nada, sorriu. 

- O que foi? - Tim ficou confuso. Rir depois de barafustar com Clarissa?

- Esta pergunta que acabei de te fazer... É a mesma que eu e o pessoal estamos sempre a fazer ao Leo sobre ti. Sempre nos perguntámos como é que ele consegue ser teu amigo... - contou, ainda a sorrir com a ironia do rumo da conversa. 

- Ultimamente também me pergunto o mesmo, sabes? Como é que ele continua a ser meu amigo... - Tim confessou

- Se continuares a ser esta pessoa que mostraste ser durante esta nossa conversa, acho que todos conseguiremos arranjar uma resposta, mesmo que pequena, para essa pergunta. - Alycia disse, tentando animá-lo. - Gostei de conhecer esse teu lado... - Alycia acrescentou e sorriu-lhe

- Quem diria que nós os dois, que começámos com insultos e estalos, íamos estar aqui, sentados no teu sofá, a partilhar confidências - Tim disse - Obrigada! 

- Pelo quê? - Alycia perguntou 

- Nem eu sei bem... talvez por me teres dado uma oportunidade - Tim encolheu os ombros - Acho que és a primeira pessoa com quem falo assim... Nem mesmo com o Leo costumo ser tão sentimentalista.... Acho que ia ser demasiado gay - riu, apesar de estar a ser sincero no agradecimento

- Mais um preconceito que precisas MESMO de mudar, Tim! - Alycia disse, não revelando mais nada, nem mesmo quando Tim quis uma explicação. Não lhe cabia a ela falar - Enfim, talvez este sentimentalismo todo se deva aos corações partidos e ao vinho que temos estado a beber... - Ela disse, abanando o copo à frente dele - Mas eu também te quero agradecer por me teres ouvido e por teres sido o meu "saco de boxe". Não te devia ter falado assim mas ajudou, sabes? Por isso, obrigada! - agradeceu, sorrindo-lhe.
Com o olhar dela fixo nele, Tim não perdeu tempo e avançou para Alycia, beijando-a. Foi tão inesperado que Alycia acabou por deixar cair o copo que tinha na mão. Acabou por deitar-se mais no sofá, deixando Tim chegar-se para cima dela. Sentia o peso dele e os lábios em perfeita sintonia. Uma parte de si queria parar e perceber o que se estava a passar. Mas a outra parte, a que falava mais alto naquele momento, não queria separar-se dele. 

...........................

Boa tarde, como estão? Este fim-de-semana em You And I está a dar que falar. Quem diria que o Tim e a Alycia chegavam a este ponto. Será que ele está a fazer e a dizer o que sente ou acham que isto pode trazer "água no bico"? Deixem as vossas opiniões. Espero que estejam a gostar. Este "fim-de-semana" de You And I ainda vai trazer mais coisas. E espero que gostem do que aí vem. Ah, e para quem leu e se lembra de Amnesia, preparem-se porque esta será, de certeza maior. Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)