Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

16
Jun19

You And I - Capítulo 31


JustAnOrdinaryGirl

Imagem relacionada

 

Laura reparou como Leo ia pensativo durante o caminho de regresso a casa. E reparou também em como, de vez em quando, ele sorria quase sem se aperceber. Quando chegaram a casa, era praticamente hora de jantar. Mas os avós tinham tido isso em conta. Mandaram vária comida, quantidade suficiente para os alimentar por mais que uma refeição. Depois de jantarem, os quatro estavam sentados na sala, quando a campainha se fez ouvir.  

- Estão à espera de visitas? - Edward perguntou enquanto olhava para o relógio que tinha no pulso. Eram quase dez da noite. Theresa levantou-se e encaminhou-se para a porta, deixando os outros três na sala, curiosos com a visita tardia. 

***** ***** ***** ***** *****

- Boa noite! Peço desculpa vir a esta hora... - começou, esboçando um pequeno sorriso a Theresa - Eu chamo-me Henry e sou... amigo da Laura - hesitou um pouco mas achou que se poderia considerar amigo de rapariga. E era mais simples convencer Theresa com "amigo" do que com "conhecido". - Preciso de falar com ela.. - explicou, apesar de não referir o assunto. Theresa concordou e pediu-lhe que a seguisse até à sala, onde iria encontrar Laura. 

- Laura, querida, está aqui este rapaz para falar contigo - anunciou assim que entraram na divisão. Edwarda observava o desconhecido com atenção. Já Leo tinha quase a certeza que o conhecia. Até que se lembrou ao ouvir o nome dele.

- Henry?! - Laura ficou surpreendida por vê-lo ali - Aconteceu alguma coisa? - perguntou, ligeiramente preocupada. 

- Preciso de falar contigo, achas que pode ser agora? - Henry pediu

- Sim, claro - Laura concordou e levantou-se do sofá - Podemos falar lá em cima, no meu quarto - informou

- Ou podem falar ali no escritório - Edward interveio. Não gostava nada da ideia de ter a filha fechada no quarto com um desconhecido que era, claramente, mais velho que ela. Laura acabou por concordar com o pai, não valia a pena arranjar problemas ou iniciar uma discussão agora. Henry seguiu Laura até ao escritório, deixando os restantes na sala - Ele é vosso colega de escola? - Edward perguntou assim que ficaram sozinhos

- Não, ele acabou no ano passado - Leo informou - É o ex-namorado...

 Da tua irmã?! - Edward interrompeu assim que ouviu a palavra "namorado"

- Não, do Nick... - Leo explicou e percebeu finalmente que não estava, de todo, feliz com aquela situação

- Mas será que a tua irmã não consegue ter amigos normais? - Edward perguntou, claramente nada feliz com as amizades da filha mais nova

- Os amigos da Laura são normais, pai! - Leo disse, um pouco mais exaltado que o costume

- Está visto que a tua irmã, e esses vossos amigos, te andam a dar a volta à cabeça - Edward começou e Leo revirou os olhos - Quando namoravas com a Clarissa e saías mais com o Timothy, tinhas... - Edward continuou

- Tinha o quê? - Leo interrompeu o pai, que ficou a olhar para ele, confuso com o tom de voz do filho - Tinha uma namorada que me traía e um melhor amigo que sabia de tudo e não me contava? - Leo perguntou, encarando o pai - O Nick, o Alex e a Aly são ótimos amigos para a Laura... e para mim, tendo em conta que eu nem sempre os defendi quando o Tim os ofendia - explicou - Um dia ainda gostava de saber qual é o teu problmea com eles... - Não esperou por nenhuma justificação. Limitou-se a sair da sala e a ir para o seu quarto. Só queria que a conversa de Laura com Henry acabasse depressa. 

***** ***** ***** ***** *****

- Afinal o que é que se passa, Henry? - Laura perguntou. Até ali, Henry apenas tinha feito alguma conversa de circunstância - Aconteceu alguma coisa? 

- Eu tenho uma coisa para contar ao Nick, mas... Antes eu queria saber como é que ele está desde que nós acabámos. Ele tem alguém?  - perguntou

- O Nick está bem - Laura garantiu - É claro que ele sofreu com a vossa separação - Laura retificou. Não queria que Henry ficasse com a ideia de que Nick tinha ficado insensível à separação - E no início custou-lhe, mas felizmente ele acabou por conseguir ultrapassar - explicou - Ele não tem ninguém... Mas gosta de uma pessoa - admitiu. Não o podia negar. Até porque se tratava do irmão e, se Henry tinha ideias de tentar voltar com Nick, Laura não podia pôr o que Leo e Nick tinham passado assim de parte

- É o teu irmão? - Henry perguntou e Laura deve ter feito uma cara de surpresa porque ele apressou-se a explicar - Eu sabia que o Leo tinha sido o primeiro amor, ou paixoneta, do Nick e sempre soube que ele teria um lugar especial na vida do Nick. E além disso, reparei como o teu irmão me olhou há bocado - explicou - Sempre pensei que o Leo fosse hetero, mas afinal...

- Eles nunca tiveram nada enquanto estavas com o Nick! - Laura apressou-se a defender o amigo - Ele tinha esquecido o Leo e estes sentimentos apenas voltaram agora... 

- Eu sei, Laura! - Henry defendeu-se - E fico mesmo feliz que o Nick tenha seguido em frente porque... há uma coisa que eu lhe quero contar - Henry voltou ao assunto que o tinha trazido ali - Vim falar contigo primeiro porque queria garantir que o Nick tinha seguido em frente - continuou e a preocupação de Laura voltou - Eu vou casar, Laura! - disse por fim, deixando Laura espantada e com um sorriso no rosto

- Tenho a certeza que o Nick vai ficar muito feliz por ti, Henry! - Conhecia o amigo e sabia que Henry era um assunto arrumado na sua vida - Parabéns! - Felicitou-o por fim, abraçando-o. Os dois ficaram mais uns minutos na conversa, falando maioritariamente sobre o pedido de casamento e como Henry estava feliz. Antes de sair de casa dos Collins, Henry voltou a pedir desculpa pela hora tardia. Laura desejou as boas noites aos pais e subiu ao andar de cima. Mas, em vez de entrar logo no seu quarto, foi bater à porta do irmão. - Posso? - Entrou e sentou-se na cama. O irmão estava sentado ao computador, a "viajar" pela internet. 

- O que é que o Henry queria? - perguntou. Laura percebeu que o seu tom de voz não estava normal. Percebeu que o irmão estava relativamente aborrecido e com alguns ciúmes

- Saber com o Nick está, se ele tem alguém... - Laura contou

- Por quê? Arrependeu-se e quer voltar? - Leo perguntou sem olhar para a irmã. 

- Nada disso, Leo - Laura negou. O irmão estava mesmo com ciúmes - O Henry vai casar! - contou e, finalmente, o irmão encarou-a. Depois de dar alguns minutos a Leo, para digerir a notícia, e acalmar-se, prosseguiu: - Leo, tu ficaste com ciúmes? - perguntou

- Não sei! - Leo respondeu - Na verdade, não sei o que sei e o que não sei! - Esta frase deixou Laura baralhada - Nós tivemos aquele momento no quarto, aquilo que eu te contei. E depois... - hesitou. Sabia que podia confiar na irmã, mas não se sentia confortável a falar daquelas coisas - Quando voltei lá acima, depois da nossa conversa, eu e o Nick acabamos aos beijos - contou, vermelho como um tomate

- E o que é que sentiste? - Laura perguntou

- Não me importei que tivesse acontecido! - confessou - Da primeira vez, houve um momento em que eu queria que aquilo não passasse de um sonho ou assim. Mas hoje, eu sabia que era o que ia acontecer e eu não me importei. Eu não estava a pensar em mais nada além daquilo que estava a acontecer. E quando gritaste o meu nome... Bolas, eu tive uma vontade de te matar! - disse, fazendo a irmã rir - E acho que não apenas por teres interrompido o momento, porque antes tu que outra pessoa, mas... Esse grito trouxe-me à realidade, Laura. - Ela estava a perceber onde ele queria chegar

- Uma realidade onde andas numa escola secundária e o teu melhor amigo e os teus pais são preconceituosos... - disse por ele - Eu percebo, Leo! - Infelizmente sabia bem o que era estar numa situação assim. Apesar de ter quase a certeza que Leo estava em piores lençóis perante os pais

- Como é que eu posso gostar do Nick numa realidade assim? - Leo perguntou, apesar de não estar à espera de uma grande resposta 

- Da mesma maneira que eu posso gostar do Alex! - Laura sorriu - E admitires que gostas dele já é meio caminho andado! - voltou a sorrir, dando depois um beijo na bochecha do irmão, que a puxou para um abraço - Espero que no final desta história, o mais importante consiga vencer. - desabafou, aninhando-se no abraço do irmão. 

..................

Boa noite! Como estão? Aqui fica mais um capítulo e eu espero que tenham gostado. O Henry finalmente apareceu e logo com uma notícia assim. Acham que o Nick vai reagir bem? E o que acharam deste final? Queria assim um momento entre irmãos, espero que tenha resultado :) Deixem as vossas opiniões aqui nos comentários e obrigada por continuarem aí desse lado! Fiquem bem e até ao próximo capítulo.