Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

17
Abr19

You And I - Capítulo 25


JustAnOrdinaryGirl

 

- Só queria que este fim-de-semana chegasse ao fim! - Laura disse. Ela e Alex estavam sentados num recanto da escola. Queriam aproveitar ao máximo todos os momentos que tinham para estar juntos. - Tinha saudades tuas! - disse ao namorado mesmo antes de o beijar. Laura já lhe tinha contado a conversa com os pais, por isso o rapaz sabia bem como estava a situação. 

- Tens a certeza que queres enfrentar o teu pai por minha causa? Laura, eu não quero que sofras... - Alex disse, destroçado por ser a razão daquela zanga com os pais

- Eu não vou desistir, Alex! - Laura garantiu, encarando-o - Eu gosto de ti. Muito! E não vou deixar que o meu pai impeça a nossa relação por um motivo tão parvo como este - Alex sorriu, orgulhoso da maneira de ser dela, da maneira como lutava pelo que sentia, pelas coisas em que acreditava e, acima de tudo, por eles. Ainda a sorrir, puxou-a para mais um beijo apaixonado. 

***** ***** ***** ***** *****

- Eu sei que já te disse isto no sábado, mas... quero pedir-te desculpa outra vez - Nick disse, dando início àquela conversa. Estar com grandes rodeios e silêncios só iria fazer com que aquele momento fosse ainda mais desconfortável para os dois rapazes

- Não tens de pedir desculpa, Nick. - Leo disse-lhe - Tu não me obrigaste a nada... Eu também te beijiei - Leo acrescentou e reparou como, apesar de tudo, conseguia estar a falar com Nick sem se sentir tão constrangido como achou que se iria sentir - Foi um momento de desabafo, eu estava carente e sei lá...aconteceu - concluiu - É só que... Eu não sei porque é que aconteceu. Eu nunca tinha feito aquilo antes - acrescentou e olhou para o rapaz à sua frente, que também o olhava com atenção

- Eu quero que saibas que eu não me quis aproveitar de ti ou da situação - Nick disse de repente. Não queria, de todo, que o outro ficasse com a ideia errada dele - E espero que a nossa amizade seja forte o suficiente para o que aconteceu não estragar tudo - pediu

- Não vai estragar, Nick! Havemos de dar a volta a isto - Leo garantiu - E no sábado apenas me fui embora porque fiquei confuso. Não sabia o que havia de pensar ou fazer ou dizer. Estava tudo uma confusão, tinha a cabeça à roda - Foi a vez de Leo se justificar

- Eu percebi que ficaste à toa - Nick disse - E como é que estás agora? - perguntou

- Tive uma conversa com a Laura que me ajudou a acalmar - Leo confessou e Nick sorriu. Ele sabia que Laura teria as palavras certas para o irmão - Mas a minha cabeça ainda está uma confusão. Não consigo perceber como é que aquilo aconteceu - contou - Eu sempre tive amigos e já desabafei com eles e eles comigo mas nunca tinha beijado nenhum. E sempre achei que se um gajo me tentasse beijar eu me fosse afastar ou acabar por lhe bater - confessou - Isto é tudo uma confusão, Nick! 

- Acredito que seja - Nick entendia-o e fê-lo perceber isso - E não te preocupes porque eu não vou voltar a este assunto se não quiseres. Aconteceu e pronto! - Apesar de para ele ter sido importante, não queria colocar Leo numa posição ainda mais complicada para ele. Leo assentiu em agradecimento. Não sabia bem o que dizer em resposta, mas depois perguntou:

- Também foi assim contigo? Quando deste o primeiro beijo a um rapaz? 

- Nessa altura eu já sabia que gostava de rapazes, que me sentia atraído por eles. - Nick revelou - Tu sabes como eu descobri, não sabes? - perguntou e viu Leo assentir - Esse primeiro beijo foi apenas uma forma de eu ter a certeza do que sentia. - confessou

- A Laura disse que tu tiveste uma paixoneta por um rapaz. Deu em alguma coisa? - Leo perguntou apenas por curiosidade, sem ideia da resposta que Nick lhe ia dar. 

- Não, nunca deu em nada - Nick começou - E ele não foi o meu primeiro beijo, se queres saber. Na veradade, nunca pensei que algum dia pudesse acontecer alguma coisa entre nós - continuou, despertando ainda mais a curiosidade do amigo

- Mas aconteceu... - Leo percebeu

- Sim, aconteceu. Foi apenas um beijo e o mais certo é nunca vir a passar disso. - Nick confessou

- Responde só se quiseres, claro, mas... quem era a tua crush? - Leo atreveu-se a perguntar, completamente à nora

- Não tenho problema em responder-te, Leo, apenas não quero que fiques chateado ou que isso torne as coisas estranhas, mais do que já possam ser por causa do que aconteceu - Nick disse, deixando o amigo confuso - Eras tu! - ele admitiu, deixando Leo surpreendido

- Não fazia ideia... - Leo acabou por dizer depois de algum tempo em silêncio - Isso quer dizer que a culpa de seres gay é minha? - Só depois de fazer a pergunta se apercebeu de quão estúpida devia parecer. 

- É claro que não, Leo! - Nick exclamou, admirado por uma pergunta daquelas ter saído da boca do amigo - Foi por sentir por ti o mesmo que a Laura e Emma sentiam em relação aos outros rapazes que eu percebi que era "diferente". Mas não é culpa de ninguém, como é óbvio. Eu sou assim e pronto! - Nick explicou e percebeu pela expressão de Leo que este estava claramente arrependido da maneira como tinha feito a questão

- Tens razão, desculpa... - Leo pediu - E desculpa por te ter beijado... - acrescentou agora que sabia o que Nick tinha sentido por ele há uns anos atrás

- Não foste tu que disseste que não era para pedir desculpa por causa do que aconteceu? - Nick perguntou e sorriu de seguida - Por mim está tudo bem, Leo! - garantiu

- E já te passou? - Leo perguntou de repente

- A minha crush por ti? - Nick perguntou de volta, apenas para ter a certeza de que era isso que Leo queria saber - Sim... já passou... - respondeu. Era mentira, claro. Nick tinha voltado a sentir alguma coisa por Leo, algo maior do que uma simples crush. Mas não ia dizer nada por enquanto. Não queria confundir ainda mais o amigo. E não queria que o outro tomasse alguma decisão apenas por causa do que ele sentia. Leo sorriu-lhe ligeiramente e pouco depois, antes de terem tempo de dizer mais alguma coisa, a campainha anunciou o início das aulas. - E fica tudo bem entre nós, certo? - Nick perguntou enquanto os dois se levantavam

- Tudo ótimo! - Leo garantiu com um sorriso. Mas as coisas não estavam proriamente iguais. Nick gostava de Leo e, depois daquele beijo, tinha ainda mais certezas disso. Já Leo continuava confuso. Menos do que no sábado, era certo, mas mesmo assim confuso, sem saber o que sentia ou porque é que sentia. Mas ambos tinham esperança de conseguir manter a amizade como dantes. 

- Leo! - O rapaz ouviu chamar, era a voz de Tim. Nick avançou ao ver que era ele e Leo ficou ali à espera que o outro o alcançasse. O rapaz tinha visto Leo e Nick sair sozinhos de onde estavam a conversar e decidiu fazer uma das suas habituais piadas - Não me digas que aquele anda a tentar converter-te! A levar-te ali para o canto e tal... - disse como se fosse a maior piada de sempre, acrescentando uma gargalhada

- Não sejas otário! - Leo apenas disse e seguiu caminho, deixano Tim a rir sozinho. 

.........................

Boa tarde! Como estão? Era suposto este capítulo ter saído no sábado passado mas, como não consegui publicar, e para não vos deixar à espera até ao próximo fim-de-semana, decidi publicá-lo já hoje. E no fim-de-semana teremos capitulo como de costume :) Dose dupla esta semana! Espero que tenham gostado deste capítulo e desta conversa entre o Nick e o Leo (P.S. Aceitam-se sugestões de nomes para este "ship". Nick+Leo=?) Muito obrigada a quem tem acompanhado <3 Fiquem bem e até ao próximo capítulo!