Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

06
Abr19

You And I - Capítulo 24


JustAnOrdinaryGirl

Resultado de imagem para merlí gif

Aquele presente dos amigos tinha melhorado imenso o fim-de-semana de Laura. Apesar de ter de estar com mil cuidados para não ser apanhada, conseguiu falar com o namorado e também com os amigos. Falou durante um bom bocado com Nick, através de mensagens, e isso foi o suficiente para saber que alguma coisa o estava a incomodar. Só ainda não sabia o que era. 

No quarto ao lado, Leo também estava "incomodado" com alguma coisa. O rapaz tinha tentado abstrair-se do que se tinha passado mas nem o estudo e os infinitos trabalhos de casa tinham conseguido afastar Nick dos seus pensamentos. Ligou o computador mas, tal como esperava, também não estava a resultar. Ainda pensou em sair de casa, mas não lhe apetecia andar a vaguear pela cidade sozinho. No sábado à noite acabou no quarto de Laura e, juntamente com Emma, fizeram uma sessão de cinema com direito a pipocas e gomas. Isso até ajudou, pelo menos por alguns momentos. Nessa noite adormeceu tarde e no domingo apenas se levantou perto do almoço. 

- Bom dia! - Laura entrou no quarto do irmão assim que deu conta dele acordar - Finalmente, dorminhoco! - provocou

- Bom dia.. - Cumprimentou, não com grande entusiasmo

- Estás bem, Leo? - Laura perguntou. Desde o dia anterior que tinha a certeza que alguma coisa se estava a passar com o irmão - Estás estranho desde ontem... - comentou

- Não te preocupes, não se passa nada - Leo tentou disfarçar mas, pelo olhar da irmã, percebeu que não tinha tido sucesso - Não devias estar com a Emma? Ela vai-se embora depois de almoço - desviou o assunto

- A Emma não está cá, saiu para se ir despedir do Nick - a irmã contou - Que, por sinal, também não está grande coisa - Laura lembrou as mensagens que trocara com o amigo no dia anterior - Aconteceu alguma coisa? Vocês encontraram-se ontem...

- O que é que se haveria de ter passado, Laura? - Leo perguntou num tom que Laura estranhou

- Nada, apenas estava a perguntar - a rapariga defendeu-se - A verdade é que vocês estão os dois estranhos e, por acaso, encontraram-se. Podias saber de alguma coisa... - explicou e viu o irmão negar - Tudo bem, vou deixar-te em paz. Mas se precisares de alguma coisa, sabes que podes falar... - disse antes de o deixar de novo sozinho. 

Tal como estava previsto, Emma deixou os Collins pouco depois de almoço. A rapariga despediu-se com a promessa de voltar em breve e pediu e Edward e a Theresa para deixarem Laura e Leo passarem um fim-de-semana com ela. Depois de a amiga sair, Laura voltou a ir para o quarto. Os pais ainda tentaram fazer conversa mas ela ainda não estava preparada para agir como se nada fosse. Com o fim-de-semana a chegar ao fim, Laura estava ansiosa por voltar à escola e poder estar com Alex. Por outro lado, Leo apenas queria que o fim-de-semana nunca chegasse ao fim. Pelo menos não até ele conseguir organizar os pensamentos. Como é que ia encarar Nick? Se ao menos não fossem da mesma turma. Depois de se certificar que os pais estavam na sala, entretidos, Leo decidiu-se a ir falar com a irmã. Se havia alguém que o podia entender, era Laura. Bateu de leve à porta e esperou pela resposta dela. 

- Hey! - Leo disse, numa voz quase inaudível, e sentou-se na cama - Preciso de falar contigo, Laura! - disse

- Então sempre se passou alguma coisa... - Laura percebeu

- Sim... - ele confessou. Não sabia como começar ou o que dizer por isso esperava que a irmã estivesse com paciência - Ontem aconteceu uma coisa, quando saí de manhã - começou

- Quando saíste para ir ter com o Nick? - viu o irmão assentir - Leo, tu não ficaste chateado por causa da ideia do telemóvel, pois não? - perguntou

- Claro que não, Laura, a ideia foi ótima - sorriu-lhe - Foi outra coisa... - voltou a fazer uma pausa. Bolas, porque é que era tão difícil falar? - Eu... 

- Leo, o que quer que tenha acontecido, podes falar comigo - Laura disse-lhe para o tentar acalmar - Eu sou tua irmã e vou estar aqui para te ajudar - garantiu

- O Nick já falou contigo? - Leo perguntou. Eles eram os melhores amigos e era normal falarem sobre essas coisas - Ele disse-te o que se passou?

- Não, ele não me disse nada - a rapariga garantiu - Ele apenas me pareceu estranho. As mensagens dele costumam ser diferentes e desde ontem que são curtas, sem sentido de humor. Parece que está na lua... - ela explicou - Mas vocês chatearam-se ou assim? 

- Não, não nos chateámos... Nós... - Leo respirou fundo - Oh Laura, eu e o Nick beijámo-nos! - disse de uma vez, deixando a irmã espantada com o que acabava de ouvir

- Eu... não estava à espera que fosse isso - Laura confessou - Mas agora percebo porque é que estão os dois nesse estado - disse - Como é que te sentes? - perguntou, observando o irmão com atenção

- Sei lá, Laura! - disse e estava a ser sincero. Não sabia bem como estava - Estou confuso, não faço ideia de como isto foi acontecer. Eu precisava de desabafar e ele ouviu-me e... sei lá, eu estava carente e... Laura, eu não sou gay! - disse e a irmã percebeu que ele estava realmente confuso. Bastava olhar para ele

- Eu também não disse que és! - Laura disse-lhe

- Eu beijei um homem, Laura! - Leo repetiu caso a irmã não tivesse entendido tudo - O que é que isso faz de mim?

- Leo... - Laura aproximou-se do irmão e pegou-lhe nas mãos - Isso apenas faz de ti uma pessoa que beijou outra e que agora está confusa com o que sente. Tal e qual como acontece com milhares de pessoas. Isso aconteceu comigo quando dei o meu primeiro beijo. - tentou fazê-lo entender - Um beijo não vai definir quem tu és, Leo! E se ficares apenas a pensar no facto de serem os dois rapazes não vais conseguir pensar em mais nada - disse - O que é que sentiste? - Laura perguntou após alguns segundos de silêncio

- Perguntas difíceis a esta hora, Laura? - Leo disse - Não faço ideia, foi tudo muito rápido - contou - Só sei que num momento estávamos a falar e no outro estávamos a dar um beijo. Não tive tempo de pensar no que estava a fazer - continuou

-Oh Leo, tu não te passaste com o Nick, pois não? Tipo ao ponto de lhe bater? - Laura perguntou, subitamente nervosa

- É claro que não, Laura - o rapaz defendeu-se - O Nick não me obrigou a nada, não lhe ia bater. Eu disse que tinha de me vir embora e ficámos de falar - acrescentou

- Então é isso mesmo que têm de fazer, conversar sobre o que aconteceu - Laura sorriu - Tenho a certeza que ele está na mesma situação que tu e que, juntos, vão saber como lidar com isto. 

- Não sei se tenho coragem, Laura - Leo admitiu - O que é que eu lhe vou dizer? 

- Não sei, Leo. - Laura disse - Tens de ser tu a descobrir. Talvez lhe digas aquilo que sentes ou o que sentiste quando o beijaste... - A irmã sugeriu - Ou então ouve o que ele tem para te dizer e depois talvez descubras o que tu queres dizer - acrescentou. Leo, que ainda não tinha largado as mãos da irmã, puxou-a para um abraço

- Obrigada, mana! - agradeceu num sussurro - Precisava mesmo de desabafar e eras a única pessoa a quem podia contar isto - explicou quando se separou dela 

- E vou estar sempre aqui, seja para o que for - garantiu e voltou a abraçá-lo. Leo voltou a agradecer-lhe e estava prestes a sair do quarto quando Laura voltou a falar - Leo... dê no que der, espero que penses em ti e naquilo que realmente importa. - Aconselhou e o irmão saiu do quarto. Laura sorriu, apesar de estar preocupada com o irmão, e também com Nick tendo em conta os sentimentos dele por Leo. Mas esperava que os dois resolvessem o assunto.

*************************

A segunda-feira chegou e, tal como costume, os pais deixaram Laura e Leo na escola. Antes de os filhos saírem do carro, Edward "inspecionou" a zona com o olhar para tentar perceber se Alex ou outro amigo dos filhos estava por perto. Depois avisou que os vinha buscar mal terminassem as aulas e que esperava que se lembrassem do que tinham conversado na sexta-feira anterior.  

- Vou ter com o Alex - Laura avisou o irmão assim que os pais desapareceram da vista deles - Queres vir comigo? O Nick está com ele... - acrescentou e viu o irmão concordar. Assim que chegaram ao local onde os dois amigos estavam, Laura correu para Alex, que a abraçou com toda a força que tinha. Nick aproximou-se de Leo. Não sabia o que dizer e não queria, de todo, colocar Leo numa situação ainda mais estranha. 

- Nick, achas que podemos falar agora? - Foi Leo quem falou primeiro e outro acenou - Vamos para um sítio mais calmo? - Quando Nick acenou, os dois afastaram-se da multidão de alunos que àquela hora ali se juntava e foram sentar-se num canto mais sossegado. Os dois seguiram calados, ambos com o mesmo pensamento: que aquela conversa corresse bem. 

....................

Boa tarde! Como estão? Depois do que se passou no capítulo anterior, o Leo ganhou coragem para falar com a irmã e ficou mais calmo. Agora segue-se uma conversa ainda mais importante. Como acham que vai correr? Espero que estejam a gostar de ler You And I e obrigada a quem tem acompanhado :) Fiquem bem e até ao próximo capítulo!