Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

24
Fev19

You And I - Capítulo 19


JustAnOrdinaryGirl

Imagem relacionada

- Tens a certeza que é boa ideia, Laura? - Nick perguntou quando os três se dirigiam à porta de entrada dos Collins - As coisas já estão complicadas, não te quero arranjar mais problemas  - disse. Não queria mesmo ser motivo de mais uma discussão entre pais e filhos

- Até parece que não me conheces, Nick! - Laura repreendeu-o enquanto esperavam que Leo tirasse as chaves do bolso - Tu és meu amigo há anos, sempre vieste aqui a casa. E isso não vai mudar só porque os meus pais são preconceituosos e acham que tudo tem de seguir uma certa regra - exlplicou. Leo abriu a porta e os três entraram dentro da casa - Mãe! - Ela chamou antes de dar tempo para alguma coisa acontecer.

- Olá, meninos... Oh, olá Nick! - A mãe apareceu vinda da cozinha, com um pano na mão. O cheiro que pairava no ar indicava que estava a fazer o jantar - Não sabia que traziam visitas... - comentou, claramente desconfortável com a situação

- Convidei o Nick para jantar, ele não vem cá desde a passagem de ano - Laura anunciou

- Mas eu não quero incomodar, Sra. Collins, eu posso ir andando - Nick disse de imediato e Laura olhou-o com aquele olhar que ele bem conhecia

- Mãe, o Nick sempre veio cá a casa - A morena começou a partilhar os seus argumentos - As coisas só têm de ser diferentes se nós quisermos. E eu sei que sempre trataste o Nick como mais um filho. Será que não podemos fazer um esforço para voltarmos a esses tempos. - Tentou com que a mãe entendesse - Por favor, mãe, é apenas um jantar - pediu. Apesar de a mãe também ter os seus preconceitos, Laura e Leo sabiam perfeitamente que isso acontecia um pouco por causa das atitudes do pai. Ele sim era preconceituoso, alguém que não aceitava nada, ou quase nada, além da "normalidade" - É apenas um jantar! - insistiu

- Tudo bem, o Nick pode ficar - A Sra. Collins concordou - Mas peço-vos que isto fique apenas entre nós!

- Mãe... - Laura ia lançar mais alguns argumentos mas viu-se ser interrompida

- Laura, o teu pai não vai saber deste jantar! - A progenitora insistiu, soando mais a ordem do que a pedido - Desculpa, Nick! É só que... se pudermos evitar mais um problema, vamos evitá-lo. Não leves a mal, por favor! - desculpou-se e, apesar de tudo, estava a ser sincera. 

- Não se preocupe, eu compreendo - ele garantiu, sorrindo quase discretamente. 

- Vá, agora vão lá tirar as mochilas e os casacos e venham para a mesa, o jantar está pronto - a mais velha pediu

- Obrigada, mãe! - Antes de sair da cozinha, Laura deu um beijo na bochecha da mãe. A progenitora podia, na maioria das vezes, optar por ficar do lado do marido, mas Laura sabia que ela não era tão preconceituosa assim. Muitas vezes deixava-se apenas levar para que depois não caísse tudo sobre si. Quando os três voltaram à cozinha, a mãe dos Collins já tinha a mesa preparada. Sentaram-se e deram início à refeição que correu bastante bem. Os jovens falaram sobre a escola e sobre algumas coisas do dia-a-dia. E foi como se Nick nunca se tivesse afastado daquela família, foi como regressar aos velhos tempos. - Mãe, eu gostava de falar contigo, tenho uma coisa para te contar! - Laura disse quando acabaram de arrumar a cozinha. A rapariga tinha optado por contar as novidades primeiro à mãe e só depois falar com o pai. Apesar de que a parte mais difícil para eles ainda não ia ser revelada agora. Primeiro a parte do namorado, depois a identidade dele. Não podia estragar tudo logo no início. A mãe ficou logo curiosa ao ouvir aquelas palavras. 

- Eu e o Nick vamos até ao meu quarto, precisamos de estudar - Leo disse. Não tinham combinado estudar mas preferiam deixar as duas a sós.

- Podem ficar na sala, eu e a tua irmã falamos na cozinha - A sra. Collins disse. Não que achasse que Leo e Nick poderiam fazer algo que não devessem, sabia que o filho não era assim. Mas preocupava-a o facto de o marido poder chegar a qualquer hora. Seria uma situação mais fácil de resolver se os dois rapazes estivessem na sala e não fechados no quarto. Leo encolheu os ombros e acabou por aceitar. Os dois sentaram-se no sofá. E, apesar de terem aberto os livros, estavam mais concentrados no que se passava na cozinha. 

- Então, querida, o que é que tens para me contar? Alguma coisa boa, espero - A mãe começou assim que os dois rapazes as deixaram

- Sim, é uma coisa boa - Laura sorriu, um pouco envergonhada. Alex era o seu primeiro namorado, o que fazia com que esta fosse a primeira conversa com os pais sobre este assunto - Eu queria contar-te que tenho um namorado! - disse sem pausas para não perder a coragem. Mais valia dizer de uma vez. 

- Mas isso é uma ótima notícia, filha! - A mãe sorriu-lhe, fazendo-lho uma carícia no rosto - E posso saber quem é o felizardo? - perguntou

- Ainda é cedo para apresentações à família, mãe. Namoramos há muito pouco tempo - Laura apenas disse.

- Claro, eu compreendo - A mãe voltou a sorrir - Só quero saber se estás feliz e se... bem, e dizer-te que podes falar comigo sobre tudo, sempre que precisares - garantiu

- Sim, eu estou muito feliz! - sorriu - E sim, eu sei que posso contar contigo se precisar. Para tudo... - acrescentou. Só esperava que a mãe a pudesse apoiá-la quando revelasse o nome do namorado - E eu espero mesmo que isto dê certo, porque eu gosto mesmo dele - Laura acrescentou, fazendo a mãe olhá-la com atenção. No fundo, achava que a mãe percebia o motivo de não dizer nomes. Antes que pudessem conversar, ouviu-se o som de uma chave na porta. Olharam uma para a outra, ambas sabiam o que aí vinha. Na sala, Nick e Leo pegaram nos livros. Também eles sabiam o que a chegada do Sr. Collins significava.

- Boa  noite! - O tom de voz indicava que não estava a gostar da situação - Não sabia que tínhamos visitas! - disse, passando o olhar reprovador por todos os presentes

- Os rapazes estão estudar, Edward! - Foi a Sra. Collins que disse

- Não mencionaste nada esta tarde, quando estiveste no escritório, Leonard! - O pai repreendeu

- De qualquer maneira, eu tenho de me ir embora - Nick avisou, não queria causar problemas - Obrigada pela simpatia, Theresa! - Nik agradeceu à mãe de Laura e Leo, sorrindo-lhe - Vemo-nos amanhã na escola - disse aos amigos

- Queres que te deixe em casa? - Leo ofereceu-se e Nick recusou. Não que não quisesse, mas sabia que para Edward Collins aquilo seria um problema 

- Ah, é verdade, antes de de ires embora, Nick... - Theresa interrompeu-os, lembrando-se de algo. O marido olhou-a - Tenho um recado para vocês - avisou, deixando os três jovens de olhos fixos nela - Os pais da Emma ligaram-me esta tarde. Ela vem passar o fim-de-semana connosco - informou, deixando os mais que felizes. Emma vivia perto deles e andava sempre com Nick e Laura. Os três eram inseparáveis. Leo também sempre se deu muito bem com ela, e seria bom revê-la. 

- Vai ser TOP!! - Laura disse, radiante - Não marquem nada para este fim-de-semana, meninos - avisou os outros dois, que riram com o entusiasmo dela. Nick despediu-se e saiu pouco depois, deixando os Collins sozinhos. 

- E agora, alguém me vai explicar porque é que me desobedeceram? - Edward perguntou, olhando para os três e à espera de uma justificação

- O rapaz esteve aqui a estudar, nada de mais - Theresa tentou amenizar a situação - Eles não estavam sozinhos, se é isso que te preocupa - acrescentou - Além disso, a nossa Laura tem uma novidade e achou que seria bom ter a presença do amigo aqui em casa - a mulher disse, tentando melhorar a situação aos olhos do amigo

- Uma novidade?! - perguntou, curioso. Theresa olhou para a filha, encorajando-a

- Sim, eu... Eu comecei a namorar com um rapaz - contou, as faces a ficar ligeiramente rosadas

- Fico muito contente por ti, filha - sorriu-lhe - E quem é ele? - quis saber. Mas Laura deu a mesma resposta que deu à mãe. Edward, apesar de não totalmente satisfeito, acabou por aceitar a resposta. Depois de mais alguns minutos na sala, os dois irmãos subiram ao andar de cima para se irem deitar. 

- A primeira parte já está - Leo comentou enquanto caminhavam lado a lado 

- Só falta a parte mais complicada - Laura comentou - Tenho medo que o pai não aceite e que as coisas com o Alex corram mal - desabafou, entrando no quarto do irmão atrás dele 

- Sendo o pai como é, as coisas não vão ser fáceis - Leo disse - Mas tu és persistente e sei que não vais desistir. E o Alex também não me parece pessoa de desistir. Se fosse, teria desistido do que sentia assim que conheceu o pai - ele acrescentou, dando-lhe alguma força - Tenho a certeza que tudo vai acabar bem. Além disso, sabes que podes contar comigo, com o Nick, com a Aly e agora com a Emma! - ele disse, piscando-lhe depois um olho

- Resta esperar que a Emma não apareça aí de cabelo cor-de-rosa, ou a dizer que gosta de raparigas, oucheia de piercings e tatuagens. Caso contrário, acho que o pai nos interna a todos! - gozou, fazendo o irmão rir. Disse aquilo como uma piada, claro, mas sno fundo sabia que o pai era pessoa para tomar alguma medida drástica. - Até amanhã! - despediu-se do irmão e foi para o quarto. O próximo fim-de-semana prometia. Restava saber se prometia ser bom ou mau. 

.................

Boa tarde! Como estão? Aqui fica mais um capítulo de You And I e eu espero que tenham gostado :) Acham que a Laura deia logo ter contado a verdade toda ou fez bem em aguardar mais algum tempo? E como acham que vai ser a vinda da Emma. Deixem as vossas opiniões aqui nos comentários e obrigada a quem tem acompanhado. Ah, decidi, finalmente, dar um nome aos pais Collins. Edward e Theresa, os primeiros nomes que me lembrei e que achei que ficariam bem. Gostaram?Fiquem bem e até ao próximo capítulo! 

Pág. 1/3