Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

02
Ago16

"Taking Chances" - Capítulo 20


JustAnOrdinaryGirl

Anna estava sentada no sofá, encostada a Gustav. Era a primeira vez que estava numa relação séria e estava a gostar de como estava a ser. Sentia-se feliz, livre.

- Estou tão feliz por estar aqui contigo, Gusti! – Anna disse, virando-se para olhar para o namorado

- Também estou contente que estejas aqui! – Gustav começou, acariciando o rosto da namorada – Gostava que pudesse ser assim para sempre – acrescentou, e depois deixou um suave beijo nos lábios da rapariga

- Só não vai ser durante os últimos meses de aulas. Vamos estar ocupados e nem vamos dar pelo tempo passar – Anna tentou ver as coisas pelo lado mais positivo – Depois podemos estar juntos novamente – sorriu e desta vez foi ela quem beijou o namorado

- Desculpem interromper – George disse assim que entrou na sala – Vinha saber se têm notícias da Brittany? Queria saber como correram as coisas… - disse, preocupado

- Tenho a certeza de que tudo correu bem, Sr. George – Anna descansou-o – Não tarda nada e ela está aí para o resto das férias – disse, sorrindo

George sorriu e, antes de se retirar, acrescentou – E por favor esquece o Senhor, George chega!

Anna e Gustav continuaram sentados no sofá, aninhados um no outro. Gabe, o irmão mais novo apareceu e, depois de um pequeno constrangimento inicial por ver o irmão assim com uma rapariga, acabou por ficar também. A porta de entrada abriu-se e Eliza entrou, com um sorriso.

- Trago companhia – disse, ainda a sorrir e de imediato os outros três viraram as cabeças para ver quem era – Podes entrar, Jack, eles estão todos aqui – acrescentou e imediatamente os outros voltaram a sua atenção para o que estavam a fazer antes

- Não, Jack, a minha irmã ainda não está em casa – Gustav disse assim que o melhor amigo se juntou a eles na sala de estar

- Eu não perguntei nada, Gustav! – Jackson disse, disfarçando o embaraço

- Mas ias perguntar, já te conheço – Gustav contra-atacou

Jackson acabou por se juntar aos amigos, olhando de vez em quando para o relógio. Era provável que Brittany chegasse naquele dia, pelo menos era o que tinha comentando. Naquele momento achava-se um adolescente, com aquele nervosismo parvo. Tentou abstrair-se e dar atenção ao que os outros três estavam a ver na televisão. Passada quase uma hora a campainha tocou e Gabe saltou do sofá para ir abrir a porta. O mais novo da família estava animado por ter a meia-irmã ali durante alguns dias.

- Olá, Brittany – cumprimentou com um entusiasmo e em troca recebeu um beijo na bochecha – Já estávamos todos à tua espera! – Acrescentou com um sorriso

Brittany seguiu o rapaz até à sala, onde Eliza também já estava. Todos a receberam com um sorriso.

- Estamos todos muito contentes que tenhas aceitado passar uns dias connosco, Brittany – Eliza comentou, fazendo um pequeno sorriso – Anda comigo por as tuas coisas no quarto

Brittany seguiu Eliza até ao andar de cima e entraram numa das muitas portas que estavam naquele corredor. O quarto era enorme, com uma cama de casal, e quase ao estilo de um quarto de hotel. Brittany estava habituada ao seu aconchegante quarto de Nova Iorque. Aliás, tudo ali era enorme e Brittany sentia que se podia perder a qualquer momento. Quando regressaram à sala, ainda todos permaneciam nos mesmos lugares.

- O pai saiu há pouco para uma reunião e não deve vir jantar – Gustav informou – Estávamos a pensar ir jantar fora e depois sair, que dizes?

- Sim, por mim pode ser. – Brittany concordou, sentando-se no sofá junto deles

- Mas desde que não acabe como da última vez! – Jackson meteu-se, gozando com o melhor amigo – Sabes, deixarem-nos plantados porque querem ir namorar – o rapaz gozou, olhando para o melhor amigo

- Até parece que te importaste, Jack! – Gustav atirou e o melhor amigo encerrou o assunto por ali, olhando depois discretamente para Brittany

- Bem, eu e a Brittany vamos mudar de roupa e por a conversa em dia. Não demoramos nada – Anna informou, em parte porque era mesmo o que iam fazer e em parte para “salvar” a amiga daqueles comentários.

As raparigas subiram as escadas e entraram no quarto que Brittany estava a ocupar naquela casa. A irmã de Gustav começou a remexer na mala, escolhendo o que ia vestir para aquele jantar. Anna limitou-se a sentar-se na cama e a observá-la.

- Então, não dizes nada? – Anna perguntou ao ver que a amiga não abria a boca – Conta-me coisas, Britt! – Suplicou

- Primeiro tenho de te agradecer - começou, sentando-se também ela na cama – Se não me tivesses posto com todas aquelas dúvidas sobre faltar alguma coisa nesta história dos meus pais… sei lá, acho que as minhas dúvidas não me teriam feito nada de mais. – Justificou o agradecimento – Falei com a minha mãe e as coisas até correram bem entre nós.

- E estás a pensar continuar em Nova Iorque ou vais mudar-te para cá? – Anna quis saber

- Nem por um segundo pensei deixar a minha mãe para trás, Anna – a rapariga começou – Eu sei que ela me mentiu e tudo isso e também quero conhecer o meu pai mas a minha mãe sempre fez tudo por mim e não posso deixá-la. Acho que apenas vou ter de arranjar uma maneira de poder passar tempo com o meu pai e com os meus irmãos. – Concluiu, com um sorriso – E tu e o Gustav, já falaram no facto de um estar aqui e o outro em Nova Iorque?

- Vou para Nova Iorque até acabar as aulas e depois vamos passar o verão juntos, ou aqui ou lá ou metade num sítio e metade noutro – Anna fez um sorriso apaixonado e Brittany sorriu-lhe de volta – Mas por falar em relacionamentos, como é que ficaram as coisas com o Henry?

- Nós acabámos, Anna – Brittany contou – As coisas já não eram como antes, talvez sejamos demasiado diferentes, não sei. Mas eu não podia estar com ele só porque sim, não o posso magoar mais. Eu sei que ele ficou mal mas acredito que ele vai encontrar alguém que seja melhor para ele – Anna abraçou-a, reconfortando a amiga

- E o Jackson? – Anna perguntou assim que desfez aquele abraço

- O que é que tem? – Como resposta Anna apenas revirou os olhos e ambas foram tratar de se arranjar para irem jantar.

Na sala, os dois amigos estavam distraídos na conversa, maioritariamente sobre a relação de Anna e Gustav.

- Bem, quem diria, tu e a melhor amiga da tua irmã! – Jackson comentou com um sorriso

- Bem, eu posso dizer o mesmo – Gustav disse e Jack olhou-o confuso – Sim, quem diria, o meu melhor amigo e a minha irmã! – Gustav deu uma gargalhada ao ver o embaraço do amigo

- Não se passa nada entre mim e a tua irmã – Jackson disse, convicto – Somos amigos! Além disso, nem sei se ela tem ou não namorado – acrescentou

- Está bem, mas admite que tu até gostavas que não tivesse, meu – Gustav provocou. Jackson ia responder mas nesse momento Anna e Brittany juntaram-se a eles já preparadas para sair.

Os rapazes levantaram-se e aproximaram-se delas. Gustav deu primeiro um beijo na bochecha de Brittany e depois um beijo nos lábios da namorada. Jackson permaneceu ao lado de Brittany e apenas lhe sorriu.

- Tenho de dizer que estão as duas bastante bonitas – Gustav elogiou recebendo depois um obrigado por parte de ambas

- Bem, vamos lá então aproveitar a nossa noite – Anna começou, animando o resto do grupo – Temos de festejar esta nova fase da vida da Brittany: solteira e com a família finalmente reunida – Brittany sorriu, apesar de aquele primeiro comentário ter sido escusado. Mas Anna era assim, nada a fazer. Aqueles comentários eram parte dela e muitas vezes não pensava antes de falar. Talvez atinasse mais agora que estava Gustav.

Anna e Gustav saíram na frente, deixando Brittany e Jackson para trás. O rapaz aproveitou a distância dos outros dois para falar com Brittany.

- Está tudo bem? – Sussurrou e Brittany assentiu – Já agora, o Gustav tinha razão, estás muito bonita – acrescentou, com um leve sorriso. Brittany também lhe sorriu. Juntaram-se aos outros dois que estavam quase junto do carro de Gustav e depois partiram para terem uma noite descontraída e de amigos.

................

Boa tarde!! Quero pedir desculpa por não ter publicado no sábado, como costume, mas tive alguns problemas aqui em casa e não tnha vontade de fazer nada. Não tinha o capítulo terminado e imaginação para o escrever não havia. Enfim, foram daqueles dias em que nem dá vontade de pensar. Mas quanto ao capítulo, este foi assim mais simples mas espero que gostem :) Deixem as vossas opiniões porque eu adoro ler as vossas opiniões e ideias sobre a história e as personagens :) 

Estamos na reta final e eu espero que gostem do que aí vem!! Fiquem bem e até ao próximo capítulo!