Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

30
Abr16

"Taking Chances" - Capítulo 7


JustAnOrdinaryGirl

Tinha passado uma semana desde o regresso de Brittany a casa e o assunto da viagem tinha sido finalmente esquecido na casa da rapariga. Os dias tinham voltado à normalidade de sempre, com Henry a estar lá em casa praticamente todos os dias. Os telefonemas com Gustav aconteciam apenas à noite, de modo a evitar que Claire se sentisse mal. Também faltava apenas uma semana para as férias da Páscoa e a única pergunta na cabeça da rapariga era “Será que a vinda do Gustav vai correr bem?”

Brittany desceu as escadas de forma apressada, dirigindo-se à porta de casa, abrandando apenas quando ouviu a voz da mãe vinda da cozinha. Espreitou pela porta e viu Claire já a arrumar a mesa do pequeno-almoço.

- Não vais comer nada? – A mais velha perguntou – E porque é que estás tão atrasa hoje? A esta hora costumas sempre estar mais que pronta – notou a mãe

- Ontem esqueci-me de por o despertador para hoje – Brittany confessou – E como qualquer coisa na escola, já estou atrasada – disse enquanto abria a porta de casa para sair e dirigir-se à escola. Por sorte encontrou uma das amigas pelo caminho e teve direito a uma boleia, poupando assim as pernas a uma corrida matinal. Depois de uma breve viagem, ambas chegaram à escola e foram juntar-se ao grupo de amigos, incluindo Anna, uma das melhores amigas de Brittany. 

- Então, quando é que o bonzão do teu irmão te vem fazer uma visita? – A amiga de Brittany perguntou, fazendo a rapariga rir-se. Adorava a maneira de ser da amiga – Não te esqueças que eu depois vou querer conhecê-lo!

- Deve vir na férias da Páscoa – Brittany informou – E depois eu posso apresentar-to. Mas não te esqueças que ele é um pouco velho para ti! – Acrescentou num tom sério, evitando conter a vontade de rir que tinha

- Não podes falar muito, o teu namorado tem a mesma idade que ele! – Anna ripostou, agora também fingindo uma cara séria. Depois ambas deram uma gargalhada – Por isso, não reclames, apenas apresenta – disse, no meio de uma gargalhada

- Tudo bem, eu apresento-te o meu irmão – Brittany concordou – Mas olha que não sei se ele é a pessoa certa para ti, ele é uma pessoa calma, ao contrário de ti. Talvez o Jack seja melhor para ti – riu

- Jack? – Anna perguntou, curiosa

- O melhor amigo do meu irmão. Conheci-o quando fui a Los Angeles. Do pouco que conheço dele parece-me que tem mais a ver contigo! Apesar de ele não vir cá com o meu irmão. - Informou

- Talvez o Jack até fosse bom para ti, para ver se começas a divertir-te mais e essas coisas – Anna sugeriu com um sorriso provocador provocando um revirar de olhos na amiga

- Não sejas parva. Eu tenho o Henry e estamos muito bem assim! Além disso, eu divirto-me! – Acrescentou

- Bem, se tu o dizes! – Anna voltou a provocar - Mas agora a sério, como é que tua mãe está a lidar com esta história?

- Ela tem medo que o meu irmão me vire contra ela…ou que seja o meu pai a fazer isso – Brittany disse – Mas eu sei que isso não vai acontecer. O Gustav nunca faria isso, tenho a certeza – disse de forma convicta

- E achas que o teu pai poderia fazer isso? No caso de um dia decidires estar com ele, quero dizer – Anna perguntou, olhando a amiga com atenção

- Não conheço o meu pai para poder ter certezas. Ele errou no passado e isso é a única coisa que sei, ainda nem sequer perguntei nada ao Gustav sobre ele. – Afirmou, com o rosto a ficar com uma expressão mais triste – Apenas sei o que a minha mãe me contou. Ele traiu a mulher dele com a minha mãe, engravidou a minha mãe e três anos depois apercebeu-se de que afinal ainda gostava da mulher e voltou para a família.

- Posso ser sincera contigo? – Anna perguntou e apenas prosseguiu quando Britt assentiu – Acho que falta alguma coisa nessa história, seja da parte da tua mãe ou da parte do teu pai.

Ambas entraram na sala de aula e aquela afirmação de Anna não saiu mais da cabeça de Brittany durante toda a aula. Apenas tinham duas aulas de manhã e a última não era a mesma para Anna e Brittany, uma vez que a primeira ia para francês e a segunda para espanhol. Brittany já não conseguiu continuar aquela conversa com a amiga e o caminho para casa foi todo a pensar naquilo. A verdade é que ela própria já tinha pensado nisso, que poderia faltar alguma coisa naquela história. Mas dito por outra pessoa apenas a deixava ainda com mais certezas. E Brittany sabia que só havia uma forma de começar a esclarecer tudo. E para isso apenas precisava de esperar mais uns dias até à chegada de Gustav a Nova Iorque.

................

Boa tarde!! Aqui está mais um capítulo e eu espero que vocês gostem :) Hoje deu para conhecer a melhor amiga da Brittany, a Anna, que já a veio deixar com mais coisas para pensar. Acham que ela pode ter razão? Ah, e no próximo capítulo o Gustav está de volta!! Até lá, digam-me o que acharam até aqui e o que acham que ainda vai acontecer! Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)