Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

16
Abr16

"Taking Chances" - Capítulo 5


JustAnOrdinaryGirl

Claire estava sentada no cadeirão que tinha na sala de estar quando ouviu umas suaves atidas na porta. Ainda penso que fosse Brittany, mas ainda era cedo para a filha chegar. Abriu a porta e encarou com Henry, ficando igualmente feliz por o ver ali.

- Bom dia, Claire – cumprimentou o rapaz, com um sorriso no rosto – A Britt já chegou?

- Olá Henry! Não, mas deve estar quase a chegar – informou, indicando depois ao rapaz para que entrasse

- Ainda pensei que a fosse buscar ao aeroporto, mas vi o seu carro estacionado lá fora – Henry disse, sentando-se numa das pontas do sofá

- Não. Ela disse que apanha um táxi, assim eu não faltava ao trabalho. Sabes como é a Britt. – Riu

- Sei – Henry sorriu também – Mas a Claire acabou por faltar ao trabalho na mesma.

- Quero estar em casa quando ela chegar – informou – Não consigo aguentar a ansiedade que tenho de a ver até ao final do dia – acrescentou e Henry reparou que a mulher tinha uma expressão triste

- Está tudo bem, Claire?

- Estou apenas com medo de que a Brittany venha diferente… comigo – admitiu – Tenho medo que aquele homem a tenha posto contra mim… O George - acrescentou, perante o olhar confuso do rapaz

- A Britt sabe o que ele fez… tanto a si como a ela. – Henry tentou acalmá-la – A Britt nunca ficará contra si, ela sempre a apoiou e é assim que vai continuar, tenho a certeza. Além disso ela apenas esteve com o irmão…

- Meio-irmão! – Claire interrompeu

Antes que pudesse continuar a conversa, a porta da entrada foi aberta e logo ambos se levantaram para receber a rapariga

 

- Brittany, finalmente em casa, querida – Claire disse, ao mesmo tempo que se aproximava da filha e a apertava nos seus braços – Tive tantas saudades!

- Mãe… - A rapariga tentou falar, mas estava difícil, uma vez que a mãe a apertava com força - Achei que estavas a trabalhar… Tal como tu, Henry – Disse, olhando para o namorado e conseguindo, finalmente, aliviar a força que os braços da mãe faziam à volta do seu corpo

- Quisemos estar aqui quando chegasses – Henry disse, beijando depois os lábios da namorada

- Obrigada… - Brittany disse e entrou na sala

- Como correu a viagem? – Claire quis saber

- Correu bem. Andar de avião não é nada mau - disse, com um sorriso

- Não era a essa parte da viagem que me referia, filha - Claire clarificou – Era à parte em que conheces “o mundo” daquele homem.

- Não conheci o mundo dele, apenas o filho – a rapariga disse e recostou-se no sofá, olhando para a mãe, que estava à sua frente – Nem sequer vi o pai…

- E querias ter visto? – Claire estava com receio do que aquela viagem poderia ter feito com a filha

- Ainda é cedo para isso – Brittany disse, agora sem qualquer sorriso no rosto – Mas gostei de conhecer o Gustav, ele é uma ótima pessoa – o sorriso voltou a aparecer no seu rosto

- Talvez seja apenas fachada, Brittany. O mais certo é ele ser como o pai dele

- Não, mãe! – Brittany contrariou a mais velha – O Gustav é mesmo uma boa pessoa. Recebeu-me de braços abertos e em momento algum deixou que eu me sentisse mal ou culpada por alguma coisa que o pai lhe tenha feito – acrescentou – Eu sei que as coisas com o pai não correram bem e tenho pena de não ter crescido com um pai mas… agora que tenho a oportunidade de conhecer o meu irmão, não a quero desperdiçar!

- Meio-irmão, Brittany! – Claire falou, num tom de voz mais elevado – Tens de perceber que ele pode estar apenas a fazer esse papel de simpático a pedido do pai dele!

- Não está! Ele não disse nada ao pai sobre mim. O pai nem sequer sabe que o Gustav me encontrou e só vai falar com ele quando eu lhe pedir para que isso aconteça! – Brittany disse, defendendo o irmão

- E queres que isso aconteça? – Claire controlou uma lágrima – Queres mesmo conhecer aquele homem?

- Talvez um dia… - a rapariga admitiu, deixando a mãe com um olhar um pouco apreensivo – Mas por enquanto quero apenas conhecer o Gustav. Aliás, eu convidei-o para vir passar uns dias a Nova Iorque na altura da Páscoa – viu que a mãe ia falar e por isso acrescentou de imediato – Não te preocupes que ele não tem de ficar aqui em casa – ao ouvir isto Claire descontraiu um pouco e Brittany levantou-se, acrescentando – Vou desfazer as malas e preparar-me para as aulas da tarde, já faltei o suficiente

Claire ainda tentou continuar aquela conversa mas Henry fez-lhe sinal para que não insistisse. Decidiu esperar que Brittany chegasse ao quarto e depois ele próprio foi ter com ela, para falarem e estar um pouco com ela, uma vez que já tinha saudades da namorada. 

..............

Boa tarde!! Aqui fica mais um capítulo! Gostaram? Não se esqueçam de deixar as vossas opiniões a dizer o que acharam e o que pensam que vai acontecer. O próximo capítulo terá uma conversa entre a Brittany e o Henry. Vai ser a primeira vez desde que comecei a publicar esta história que eles vão ter um momento dedicado a eles, como casal :) Obrigada a quem tem acompanhado :) Fiquem bem e até ao próximo capítulo!