Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

04
Jul15

"Unconditionally" - Capítulo 16


JustAnOrdinaryGirl

Peter calçou uns chinelos, desceu as escadas e dirigiu-se ao exterior da sua casa, onde David estava à sua espera, meio escondido atrás daquela árvore enorme em frente à janela do quarto de Peter.

 

Peter: Porque carga de água estás aqui escondido? Porque é que não bateste à porta ou telefonaste?

David: Porque não queria que os teus pais me vissem. Quero falar contigo em privado e dentro de casa há sempre mais hipóteses de eles aparecerem...

Peter: Já estão a dormir, mas com o barulho que fizeste a atirar pedras à janela também corrias o risco de os acordares. Mas enfim, isso não interessa. O que é que queres?

David: Estás estranho...

Peter: Depois da conversa de hoje à tarde, desculpa lá se não estou de muito bom humor. Mas diz lá o que é que é assim tão importante para vires aqui a esta hora e com tanta discrição?

David: Vim pedir desculpa, Peter! Fui um parvo. Agi como um autêntico cobarde. Tens razão no que disseste. Só agi assim com a Bella e o Ryan porque queria que as pessoas continuassem a acreditar que gosto dela... que gosto de mulheres...

Peter: Não gostas?

David: Talvez goste. Mas também gosto de ti...

Peter: ... ... ...

David: Não dizes nada?

Peter: Não sei o que dizer, David! Quer dizer, ainda há pouco dizias que não eras gay, que não sentias nada por mim e de repente... O que é que te fez mudar de ideias?

David: Não mudei de ideias. Eu já sabia que gostava de ti mas, tal como disseste, estava com medo de admitir, medo do que as pessoas poderiam dizer...

Peter: E já não tens esses medos?

David: Não tenho medo de admitir que gosto de ti. Percebi que estava a ser parvo. Fiquei a sentir-me mal depois de ter ver abalar, tão desiludido comigo. Não parei de pensar no nosso beijo durante toda a tarde. Aliás, não paro de pensar nesse beijo desde que aconteceu.

Peter: E em relação às pessoas e ao que elas dizem? Principalmente os teus amiguinhos da equipa?

David: Continuo a ter medo do que possam dizer mas... Não podia passar mais tempo sem te dizer o que sinto, Peter. Gosto de ti como só achei que ia gostar da Bella! E além disso, se eles podem ser felizes, eu também posso, certo? Eu sei que deves estar passado comigo, tens razões para isso. Já é a segunda ou terceira vez que te magoo-o. Mas sei que gostas de mim Peter. Podemos fazer com que isto resulte, não?

Peter: Acho que podemos tentar...

 

David, que ao longo da última parte da conversa tinha encurtado a distância entre os dois, acabou com essa distância de vez, depositando um beijo nos lábios de Peter, que logo correspondeu. Peter colocou os seus braços à volta do pescoço de David, entrelaçando os seus dedos no cabelo do rapaz. David colocou as suas mão à volta da cintura de Peter, puxando-o mais para si e prolongando mais aquele beijo. Quando separar os lábios, para recuperar o fôlego, Peter decidiu falar. 

Peter: Não imaginas como é bom ter-te assim! Há tanto tempo que gosto de ti, David. Mas nunca pensei que algum dia pudesse acontecer algo entre nós. Mas...

David: Mudaste de ideias? Não gostas de mim?

Peter: Não é nada disso! Eu... Eu amo-te, David! Sempre amei! Só quero levar as coisas com calma, ok? Apesar de estar feliz por nós, tenho de pensar na Bella. Não falei mais com ela depois daquele dia e não posso nem quero magoá-la mais. Antes de assumirmos o que quer que seja, vou falar com ela. Tenho de ter a certeza que ela aceita bem esta situação!

David: Acho que a Bella está mais preocupada com o Ryan neste momento...

Peter: Até pode estar mais próxima dele mas não como próxima de ti. Ainda não! A Bella amava-te mesmo! Primeiro vou resolver tudo com ela e tu devias fazer o mesmo. Depois logo assumimos o que se passa entre nós.

David: Assumir perante todos?

Peter: Não queres? Continuas com medo não é, David? Tens a certeza que queres mesmo estar comigo ou só queres se ninguém souber? Eu já passei por muito para admitir quem sou, não quero voltar atrás. Já entendi que nem todos me vão aceitar mas tal como disseste, se eles podem ser felizes, nós também podemos. E eu quero ser feliz contigo. Mas se não queres isso, acho que é melhor nem pensarmos mais nisto e...

David: Amo-te!

Peter: O quê?

David: Eu também te amo! E logo depois de estar tudo resolvido com a Bella, está na hora de sermos felizes! Portanto, vamos começar a resolver tudo já amanhã, que achas?

Peter: Parece-me bem! E obrigada por finalmente teres aberto os olhos!

 

**** **** **** **** ****

No dia seguinte, David esperou por Peter na entrada da escola. Cumprimentaram-se com um simples olá e seguiram juntos até ao interior da escola, onde tencionavam encontrar Bella. Decidiram que falaria um de cada vez, para evitar mais confusões. Peter pediu para ser o primeiro e David assentiu. Peter pediu a Bella que esperasse por ele no final das aulas, para terem uma conversa e ela concordou. Tinha passado algum tempo depois de toda aquela situação e a morena também achava que estava na hora de resolver tudo, tanto por ela, como pela amjizade de todos, que andava pior que estragada. Quando soou a campainha, Bella foi ter com Peter e dirigiram-se em silêncio para a casa do rapaz.

 

Bella: Acho que está na hora da conversa, não é?

...........................

Bom dia! Este foi um capítulo mais dedicado aos Pavid ou Deter  ou simplesmente Peter e David, como queiram chamar a estes dois :P As coisas estão a encaminhar-se e estamos mesmo na reta final. Espero que tenham gostado. Deixem as vossas opiniões :) Pode ser que esta semana haja mais um capítulo, assim um extra :) Fiquem bem e até ao próximo capítulo!