Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

30
Mai15

"Unconditionally" - Capítulo 11


JustAnOrdinaryGirl

David: Bella… eu posso explicar!

Bella: O quê? Que durante este tempo todo dizias que me amavas, ficavas fulo quando alguém te chamava gay, mas no entanto acabei de te encontrar a beijar um homem! É isso que me queres explicar? Acho que não preciso de qualquer tipo de explicação, eu percebi. E tu, Peter? Queres explicar alguma coisa ou não vale a pena?

Peter: Bella…

Bella: Pensei que fosses o meu melhor amigo, Peter! E sabes o que os melhores amigos não fazem, ou pelo menos não devem fazer? Não devem meter-se com os namorados uns dos outros!

Peter: Não é nada do que possas estar a pensar, Bella. Aquilo que tu viste foi…

David: Bella o que tu viste não era suposto ter acontecido…

Bella: Já sei, foi um erro!

David: Foi uma coisa do momento. Chatearam-nos no restaurante, acabamos por vir até aqui, bebemos…

Bella: Estás bêbedo, portanto…

David: Não, mas…

Bella: Ah, não estás bêbedo! Então qual é a explicação? Afinal gostas de homens?

David: Não…

Bella: No entanto beijaste um!

David: Foi…

Bella: Não! Não vale a pena desculpares-te com um “foi ele que me beijou” porque eu vi tudo! Foste tu quem o beijou. No entanto a culpa foi dos dois, tua porque o beijaste, David, e tua, Peter, porque deixaste, mesmo sabendo que ele era meu namorado!

David: Era?!

Bella: O quê estavas à espera que eu te apanhasse aos beijos com outra pessoa e que ficasse tudo bem? Nem penses, David!

 

Bella virou costas aos rapazes, incluindo Ryan que tinha saído do carro atrás de Bella e que tinha acabado por ficar a assistir àquela discussão. Quando Bella virou costas, Ryan apenas olhou os outros dois e foi também embora, tentando alcançar a rapariga que já tinha passado o carro e continuava a andar. David e Peter não fizeram nada, limitaram-se apenas a encostar-se ao carro de David.

 

Ryan: Bella!

Bella: Deixa-me, Ryan! Preciso de estar sozinha!

Ryan: Bella!

 

Quando finalmente conseguiu alcançar a morena, Ryan agarrou-a por um braço e puxou-a para junto de si, fazendo com que ela desse uma volta e ficasse a olhar para ele.

 

Bella: Preciso de estar sozinha, Ryan, por favor!

Ryan: E achas mesmo que vou deixar sozinha no meio da rua, a estas horas? Nem penses. Vou levar-te a casa e aí sim, ficas sozinha.

Bella: Ryan…

Ryan: Estou a falar a sério, Bella. Não te vou obrigar a falar, se não quiseres, mas vou obrigar-te a entrar no carro e a deixares-me levar-te a casa!

Bella: E se eu não quiser?

Ryan: Já te disse que te vou obrigar e, se teimares em não vires comigo, posso bem pegar-te ao colo e enfiar-te dentro do carro. Como preferes?

Bella: Não serias capaz…

Ryan: Observa só como sou capaz!

 

Ryan pegou em Bella ao colo, não dando tempo que ela fugisse. Bella bem que barafustava para que ele a metesse de novo no chão mas era escusado. A rapariga percebeu que não tinha outro remédio se não esperar que Ryan chegasse com ela ao carro, só aí a iria por de volta no chão.

 

Bella: Vou odiar-te para sempre por me teres feito isto!

Ryan: Não vais não, consigo ver que estás agradecida só de olhar para ti. E além disso, ainda tiveste a sorte de andar ao meu colo, não é para todas!

Bella: Parvo!

 

Ryan pousou Bella no chão e, como castigo, levou uma palmada no ombro. No entanto, também recebeu um pequeno sorriso de Bella que de seguida lhe agradeceu e logo depois entrou no carro, sem dizer mais nada até que chegaram a casa.

 

Ryan: Ficas bem?

Bella: Não… Mas agora quero mesmo ficar sozinha…

Ryan: E agora já podes, aqui é mais seguro. Na rua não te ia deixar sozinha. Descansa e… descansa...

Bella: Obrigada, Ryan!

 

Bella entrou em casa e subiu as escadas, evitando fazer qualquer tipo de barulho. Tudo aquilo que não precisava no momento era que os avós ou a irmã acordassem. Muito menos a irmã. Naquela hora queria evitar certas conversas e comentários e sabia que, se Chloe soubesse o que se passara, iria logo começar com as suas coisas. Entrou no quarto e fechou a porta atrás de si, atirando-se de seguida para cima da cama. Só aí se permitiu chorar e rever tudo o que acontecera naquela noite. Como é que David foi capaz de lhe fazer aquilo? E Peter? Se calhar Chloe tinha razão nos seus comentários. Sentiu a porta abrir-se e escondeu a cara na almofada.

 

Chloe: Bella?

Bella: … … …

Chloe: Bella? Está tudo bem?

Bella: Sim…

Chloe: Só chegaste agora? Onde andaste?

Bella: Estive com o Ryan…

Chloe: Com o Ryan? Até esta hora?

Bella: Sim, tínhamos um trabalho para fazer…

Chloe: Ok… Tens a certeza que estás bem?

Bella: Estou ótima, só preciso de dormir. Importas-te de sair?

 

Quando deu conta da irmã fechar a porta, Bella acendeu a luz e pegou no telemóvel, começando a escrever uma mensagem: Ryan, obrigada mais uma vez por não me teres deixado sozinha. Achas que podes manter segredo do que se passou? Não sei se consigo lidar com tudo isto, com os comentários, com as perguntas… Beijo, Bella!

 

Só depois de ter enviado a mensagem reparou que tinha uma mensagem de David e outra de Peter. Ignorou ambas. Limpou as lágrimas e meteu-se dentro da cama, com a intenção de dormir, ou de pelo menos tentar. Quando fechou os olhos, as imagens do que acontecera entre David e Peter voltaram. Avizinhava-se uma longa noite mal dormida.

 

................

Bom dia! Aqui está o capítulo desta semana, espero que gostem :)

Obrigada a quem tem lido e comentado, não sabem como isso me deixa feliz!

Fiquem bem e até ao próximo capítulo :)