Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

01
Nov14

"Our Love (2)" - Capítulo 7


JustAnOrdinaryGirl

Daniel: Bom dia turma! Tenho aqui os vossos testes!

Louis: Diga-me que há boas notas, por favor!

Daniel: Sim, há boas notas… mas também há algumas menos boas.

Louis: E isso quer dizer…

Daniel: No teu caso quer dizer que tiveste uma nota razoável… tiveste um 12.

Louis: Sabe-me a 20, acredite!

Daniel: Acredito. Mas também acredito que consegues mais que isso. Olivia… a tua nota é que não foi das melhores. Tinhas dúvidas na matéria? Na ficha de preparação tiveste uma ótima nota mas agora…

 

Ao pegar no teste e olhar para a nota escrita a vermelho, Olivia começou por ficar parada, mas depois, as lágrimas surgiram nos seus olhos.

 

Louis: Ei miúda, também não precisas de chorar. Eu ando há três anos a ter notas miseráveis e ainda não morri por causa disso.

Olivia: Mas lá que tu não tenhas objetivos de vida, não quer dizer que eu não os tenha. Eu não quero ficar no secundário para sempre, tal como tu, oh atrasado!

Louis: Vê lá a quem é que chamas atrasado, oh pindérica!

Daniel: Vamos acabar com os insultos, sim? Olivia, não precisas de te preocupar. É para estes casos que serve o apoio. Vamos fazer de tudo para que melhores as notas, ok? Louis, não provoques, sabes como isso costuma acabar.

 

Assim que Daniel virou costas para se dirigir ao quadro, Olivia limpou as lágrimas a um lenço de papel e esboçou um pequeno e discreto sorriso. No final da aula, Louis demorou-se de propósito para que pudesse ficar sozinho com Daniel. Mas pelos vistos Olivia tinha os mesmos planos.

 

Louis: Preciso de falar conti … (olha para Olivia) … consigo, professor!

Olivia: E eu também, professor Daniel. E é importante!

Daniel: Podes dizer, Olivia!

Olivia: Era só para combinar o apoio.

Daniel: O horário está afixado aí na porta.

Olivia: Não sabia que já havia um horário…

Daniel: Sim, há. É o mesmo horário que os teus colegas têm desde o início do ano.

Olivia: É em grupo?

Louis: Querias aulas privadas, era?

Olivia: Importas-te de não te meteres nas conversas dos outros? Mal-educado!

Daniel: Sim, Olivia. É em grupo. Eu não tenho horário para atender cada aluno individualmente.

Olivia: Claro… Então, até depois, com licença!

*****

Louis: O que é que tu fazes para cada ano teres uma aluna atrás de ti?

Daniel: Não brinques com a situação. O que é que me querias dizer?

Louis: Quero falar-te da Olivia! Sabes que no ano passado ela tinha boas notas? Não achas estranho que de repente tenha tirado uma negativa?

Daniel: Eu já sei isso, está tudo no processo dela. Mas pode ser apenas uma má fase. Olha tu, também tinhas más notas e de repente tiveste uma boa nota!

Louis: É totalmente diferente! Eu deixei as drogas, o álcool e comecei a empenhar-me. Ela era boa aluna e agora tira uma negativa. E queres saber o que acho? Ela está a fazer isto tudo para ter aulas de apoio! Porque é que achas que ficou com aquela cara quando descobriu que o apoio é em grupo? Já te disse e como teu amigo volto a dizer, tu tem cuidado com esta miúda!

 

*****

Rachel: Amor! Cheguei!

Daniel: Estou aqui na cozinha.

Rachel: A fazer o jantar outra vez? Acho que me vou habituar!

Daniel: Pensei em preparar um jantar especial, só para nós os dois. Era para ser ontem, mas depois estava cá o teu amigo…

Rachel: E que achaste dele?

Daniel: Pareceu-me ser boa pessoa…

Rachel: Ciúmes?!

Daniel: Não, não são ciúmes! Eu confio em ti! Ele parece-me ser um bom amigo e fico muito feliz que tenhas bons amigos na universidade. Também tens amigas, certo?

Rachel: Com            que então não tinhas ciúmes!! Mas sim, tenho algumas colegas. Mas o Chris é a pessoa com quem me dou desde o início… e acho que posso confiar nele e contar com ele, é por isso que o considero um amigo.

Daniel: É bom ter amigos assim! Agora vai trocar de roupa enquanto eu vou tomar banho para irmos jantar.

Rachel: Sim, chefe!

 

Rachel deu um leve beijo nos lábios do namorado e ambos subiram as escadas de acesso ao andar dos quartos e da casa de banho. Quando chegaram ao cimo das escadas, alguém tocou à campainha.

 

Rachel: Estás à espera de alguém?

Daniel: Não…

Rachel: Eu vou abrir, podes ir tomar banho.

Daniel: Quem quer que seja, podes despachar.

Rachel: E se for importante?

Daniel: O nosso jantar é mais!

*****

Rachel: Boa noite! Posso ajudar?

xXx: Boa noite! Sim, pode. É aqui que mora o Daniel Hudson, certo?

Rachel: Sim, é. Precisa de alguma coisa?

xXx: Sim, eu preciso de falar com ele.

Rachel: Pois, mas neste momento é impossível. Ele está ocupado e a seguir tem algumas coisas combinadas. Quer deixar recado?

xXx: Preferia falar pessoalmente. Já agora, quem é a senhora?

Rachel: Isso pergunto eu!

xXx: Sou uma… uma amiga!

Rachel: Eu sou a namorada… aliás, sou a noiva do Daniel!

xXx: Eu tenho de ir embora, depois falo com ele. Muito prazer, boa noite!

Rachel: Boa noite!

*****

Rachel: Daniel! Daniel!

Daniel: Estou a ir…

 

Quando saiu da casa de banho e entrou no quarto, Daniel encontrou uma Rachel com cara de caso, sentada ao fundo da cama e a entrelaçar os dedos uns nos outros, tal como fazia quando estava nervosa ou zangada.

 

Daniel: Estás bem?

Rachel: Estou ótima!

Daniel: Ok… E quem era?

Rachel: Não sei!

Daniel: Não sabes?! Mas era algum vendedor ambulante, um desconhecido? Estiveste imenso tempo lá em baixo…

Rachel: Era uma amiga!

Daniel: Uma amiga?! Acabaste de dizer que não sabes quem era! Tens a certeza que estás bem?

Rachel: Não sei quem era porque não era minha amiga… era uma amiga tua!

Daniel: Ok, já estou a perceber. Estás cheia de ciúmes, não estás?

Rachel: Não…

Daniel: Mas que amiga era? Aqui nesta zona só tenho uma amiga que me visita, a Andrea. Não era ela?

Rachel: Eu conheço perfeitamente a Andrea! Ela é professora na escola onde andei lembras-te? Esta era outra…

Daniel: Como é que se chama?

Rachel: Não disse. Mas estava muito interessada em falar contigo e não quis deixar recado.

Daniel: Estranho… Como te disse, não sou daqui e tenho cá poucos amigos. Como é que ela era?

Rachel: Da minha altura, e devia ser mais ou menos da minha idade, cabelos compridos, lisos e castanhos-escuros. Muito chique e diga-se que com alguma mania.

Daniel: Com essa descrição…

Rachel: Conheces alguém assim?!

Daniel: Não, não me parece. E agora anda, vamos jantar, antes que a comida arrefeça.

Rachel: ….

Daniel: Rach! Eu amo-te e tu sabes disso. Eu confio em ti e tu devias fazer o mesmo. Quem quer que seja, deve ter sido uma piada de mau gosto. Não fiques chateada, não tens motivos para isso.

Rachel: Eu sei. Amo-te! Desculpa se fui parva!

Daniel: Eu amo-te assim, parva! Anda cá!

 

Daniel puxou-a para si, abraçando-a contra o seu peito. Depois, pegou-lhe no rosto e prendeu o olhar dela, começando por beijá-la lentamente. E o jantar acabou por ficar para depois.

.................

Boa tarde! Desculpem hoje o capítulo ter vindo mais tarde! Espero que tenham gostado. Desconfianças em relação àquela visita inesperada em casa da Rachel e do Daniel? Deixem as vossas opiniões :) Fiquem bem e até para a semana :)