Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

20
Set14

"Our Love (2)" - Capítulo 1


JustAnOrdinaryGirl

 

Rachel Stevens tinha passado um dos melhores verões da sua vida. E tudo porque o passara ao lado da pessoa que ama: Daniel. Tinha lutado para poder estar com ele e conseguiu. Era um daqueles amores proibidos que no final vencia tudo e todos.

Naquela tarde, depois da sua formatura, tomou uma decisão que sabia que ia mudar tudo. Nos três meses que se seguiram apenas voltou a casa dos pais uma vez para ir buscar o resto das suas coisas e foi nesse dia que falara com o pai pela última vez. Agora apenas sabia dele através da mãe, quando falava com ela ao telefone ou quando tomavam o pequeno-almoço juntas. Mas Rachel sabia que um dia o pai iria aceitar aquele namoro.

Rachel e Daniel vivem na casa dele, Rachel arranjou um part time que lhe permitiu aproveitar o verão e que também lhe permitiu juntar dinheiro para ir para a universidade.

Sabia que essa novidade iria deixar o pai feliz, por isso, deixou-lhe uma carta a contar-lhe...isso e que Daniel a tinha pedido em casamento. Tinha sido no dia da formatura mas ainda não tinha dito nada aos pais. Esperava que ele reagisse bem.

 

Daniel: O teu pai já disse alguma coisa sobre o casamento?

Rachel: Não! Mas não te preocupes, ele também não disse nada sobre a minha entrada na universidade!

Daniel: Achas que foi boa ideia contar-lhe?

Rachel: Ele tinha de saber. E está na hora de ele acabar com esta birra. Vais ver que em breve vamos ter notícias!

Daniel: Resta esperar que sejam boas!

 

Rachel sorriu a Daniel e abraçou-o com força. Ao que ele retribuiu com um leve beijo nos lábios da namorada. Depois, pegaram nas suas coisas e dirigiram-se ao carro. Era o primeiro dia de aulas, tanto para Daniel como para Rachel. Antes de ir para a escola, para a sua primeira aula do ano, Daniel deixou Rachel na universidade. A rapariga tinha conseguido entrar na universidade da cidade onde moravam, na mesma universidade onde Daniel tirara o seu curso.

 

Daniel: Chegámos! Pronta para o primeiro dia de aulas?

Rachel: Acho que sim. Mas diz-me, tu que tens mais experiência, é normal sentir um friozinho na barriga e o meu coração estar mais acelerado que o costume?

Daniel: Claro que sim, amor! Mas vai tudo correr bem. Vais adorar esta universidade. Boa sorte!

Rachel: Obrigada! E boa sorte lá na escola! Achas que ainda se lembram do que se passou na formatura?

Daniel: O quê? Tu teres saído do palco e teres corrido para os braços do teu professor de português?

Rachel: Sim.

Daniel: Provavelmente! Mas não te preocupes, continuo a dar aulas lá e tenho várias turmas. Duvido que alguém tenha achado um problema.

Rachel: Ainda bem. Bom, está na hora de ir embora. Amo-te!

Daniel: Eu também te amo! Venho buscar-te à tarde?

Rachel: Sim!

 

Rachel entrou na universidade da mesma maneira que saiu do carro do namorado: nervosa. Aquilo era um mundo totalmente diferente. Mas também era o futuro dela, o sonho dela cada vez mais perto de ser concretizado. Procurou o sítio onde era suposto os novos alunos encontrarem-se naquele primeiro dia e dirigiu-se até lá. Já havia imensas pessoas e foi logo abordada por um grupo de estudantes trajados que lhe indicaram onde devia esperar e onde estavam os outros alunos de matemática. Agora, mais que nervosa, estava ansiosa para começar mais uma etapa.

Daniel também entrou na escola secundária e dirigiu-se á sala de professores. Pelo caminho encontrou alguns dos seus alunos do ano anterior que o cumprimentaram. Pegou no livro de ponto da turma a quem ia dar aulas e dirigiu-se à sala onde os seus alunos já o esperavam. Tal como no ano anterior, a sua primeira aula era com o décimo segundo ano, a turma onde Louis estava inserido para melhorar as suas notas. Este ano Daniel já não estava nervoso, já sabia como as coisas funcionavam. A diferença é que este ano não teria lá Rachel.

 

Daniel: Muito bem-vindos a mais um ano letivo! Este ano é decisivo portanto espero que todos se esforçem e farei de tudo para que ninguém chumbe.

Tal como no ano passado, este ano também haverá aulas de apoio para quem tem mais dificuldades. Mas este ano apenas começarei essas aulas depois do primeiro teste e serão dadas em grupos. 

Louis: Ótima ideia, professor. As aulas individuais não foram a melhor ideia!

Daniel: Louis! Parece que continuas com sentido de humor. Bem-vindo à turma! Mas olha que não foram as aulas de apoio individuas que tiveram a culpa.

Louis: Estava só a meter-me consigo! E este ano conte comigo nessas aulas. Desta vez vou fazer as coisas em condições!

Daniel: Fico contente por ouvir isso! Está alguém a faltar?

Louis: Sim, falta a Olivia!

Olivia (bate à porta): Já aqui estou! Peço desculpa pelo atraso, professor!

Daniel: Não há problema, Olivia. Podes entrar e escolher um lugar. Mas já te tinha visto na escola quando cheguei, passou-se alguma coisa?

Olivia: Sim...Surgiu-me um pequeno imprevisto...uma coisa pessoal...

Daniel: Muito bem! Não perdeste muito da aula, apenas estive a dar algumas informações. Depois os teus colegas podem explicar-te! Há alguma dúvida, turma?

Olivia: Sim, professor Daniel, eu tenho uma pergunta! Ouvi dizer que no ano passado o professor dava umas aulas de apoio e eu estou interessada. Vai dar esse apoio este ano?

Daniel: Sim, Olivia! Mas apenas vou começar essas aulas depois do primeiro teste. Os alunos com mais dificuldades terão prioridade.

Olivia: Pois, eu acho que vou ser uma dessas alunas!

Daniel: O teu professor do ano passado disse que tinhas boas notas!

Olivia: Pois, mas isso era no ano passado!

Daniel: Vamos esperar pelo teste, sim Olivia? E pronto, se não há mais dúvidas, e como hoje é o primeiro dia, podem sair. Até amanhã!

 

Daniel: Louis! Estás com cara de quem tem alguma coisa para dizer! Estou enganado?

Louis: Por acaso tenho mesmo uma coisa a apontar.

Daniel: Diz lá!

Louis: O que é que tu fazes para deixares as alunas todas babadas por ti? No ano passado a Rach, este ano a Olivia!

Daniel: A Olivia?!

Louis: Não me digas que não reparaste na maneira como ela olhou para ti! Estava toda derretida, meu! E aquela conversa do apoio! Está na cara que vais ter mais uma aluna atrás de ti!

Daniel: Não inventes Louis! E nem sequer te atrevas a encher a cabeça da Rachel com esta história, entendido?

Louis: Calma! Sabes bem que eu já não sou assim. Acho que nos conhecemos uim bocadinho este verão para perceberes como é que eu agora sou. Só te quero dizer que tenhas cuidado. Além disso, a Olivia é conhecida por ser uma miúda que tem tudo o que quer!

Daniel: Não te preocupes! Com a Rachel foi diferente. E como te disse há pouco, as aulas de apoio não tiveram culpa. Eu senti que ela era especial logo desde o primeiro dia. E amo-a! A Olivia é apenas uma aluna como outro qualquer. Garanto-te!

 

xXx: Olivia!

Olivia: É arriscado vires ter comigo aqui, não achas?

xXx: Como é que correu?

Olivia: Não te preocupes! Está a correr bem! Não vai ser preciso muito para que as coisas aconteçam extamente como nós queremos!

xXx: Estou a confiar em ti, não falhes!

 


Boa tarde leitores! Aqui está o primeiro capítulo da segunda temporada de "Our Love". Hoje foi assim uma pequena apresentação, para perceberem como estão as coisas. Vou continuar a postar um capítulo todos os sábados. Espero que gostem e que acompanhem. E deixem-me as vossas opiniões :) Fiquem bem e até para a semana!