Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

02
Ago14

"Emily" - Capítulo 5


JustAnOrdinaryGirl

 

Emma: Podes entrar e fica à vontade. Os meus pais ainda estão a trabalhar. Queres comer alguma coisa?

Emily: Hmm, não obrigada, estou bem assim.

Emma: Então, o que é que me querias dizer sobre o Bryan e o Alex?

Emily: Bom, tenho duas novidades para te contar. Qual queres saber primeiro?

Emma: Se forem as duas boas, podes começar pela que tu quiseres. (sorri)

Emily: Então vou começar pela que tem mais a ver contigo e que tenho a certeza que te vai deixar feliz!

Emma: O que é?

Emily: Estive a falar com o Bryan e calhou falarmos de ti, do Alex e da Alicia. E sabes que mais? O Alex gosta de ti!

Emma: O quê?!

Emily: Isso mesmo que ouviste! O Alex adora-te! E só não te disse nada ainda porque acha que uma rapariga como tu nunca iria olhar para ele. Ah, e entre ele e a Alicia não deve haver nada. Pela maneira que o Bryan falou, ele gosta mesmo de ti, Emma!

Emma: Tens a certeza, Emily? Quer dizer, tu já olhaste bem para o Alex? O             que é que ele pode ver em mim?

Emily: Pode ver a rapariga fantástica que és! Afasta esses teus medos e inseguranças e aproveita. Fala com ele. Porque é que não o convidas para sair? Se quiseres, eu posso ajudar-te!

Emma: Sim, talvez tenhas razão! Mas ajudas-me com isso, pode ser?

Emily: É claro que ajudo! E por falar em ajuda, também vou precisar da tua ajuda. O Bryan convidou-me para jantar com ele hoje. Eu aceitei e agora não sei que faça.

Emma: Então, onde é que está essa tua confiança?

Emily: Acho que o problema não é a confiança. O problema é o medo!

Emma: Medo! Emily, desculpa a pergunta mas, tu não vieste para cá só para passares férias, pois não? Aconteceu-te alguma coisa com algum rapaz?

 

*******

 

Alex: Boa, puto! Assim é que é! E já sabes onde a vais levar?

Bryan: Sim. Marquei naquele restaurante ao pé de minha casa. E depois aproveitamos para ficar na zona do bar e dançar um bocadinho. Que achas?

Alex: Acho que ela vai adorar! Gostas dela, não gostas?

Bryan: Sim, acho que sim! Quer dizer, tenho a certeza que sim. Acho que desde o momento em que a vi naquela ponte.

Alex: O vosso primeiro encontro foi numa ponte?

Bryan: Uma longa história, mas não quero falar nisso.

Alex: Não precisas. Mas quando me mandaste mensagem dizias que tinhas duas coisas para me contar!

Bryan: Sim. Sabes quem é que gosta de ti? Mas mesmo gostar a sério?

Alex: Se me vens dizer que é a Alicia, esquece. Eu sei que ela só se mostra interessada porque lhe convém!

Bryan: Não é nada a Alicia. É a Emma!

Alex: A Emma? Não gozes comigo, meu. Sabes bem que eu gosto dela e que sofro por ela não olhar para mim.

Bryan: E ela sofre por pensar que não queres nada com ela! Foi a Emily que me disse, depois de falar com ela. A miúda adora-te. E estava cheia de ciúmes por te ver tão próximo da Alicia. Tu faz-te à vida e convida-a para sair, antes que seja tarde!

Alex: Tu tens a certeza disso?

Bryan: Absoluta! Vai atrás dela! E agora, se me dás licença, vou arranjar-me para o meu encontro. E tu, cai mas é ter com a Emma. Sei que ela está em casa dela, com a Emily!

 

*******

 

Emily: Tens razão. Eu não vim para cá passar férias. Pelo menos não foi com essa intenção, nem sequer tinha intenções de vir para cá…nem para lado nenhum. Os meus pais entraram em processo de divórcio há uns meses e desde aí que há uma guerra constante para tentarem ficar com a minha custódia. E quando digo guerra, é mesmo uma guerra horrível. Fazem de tudo para eu escolher um deles. Humilham-se, descem tão baixo como eu nunca pensei que fosse possível. E depois, quando eu achei que podia encontrar algum conforto no meu namorado, vou ter a casa dele um dia e encontro-o na cama com a filha da madrasta dele. Aquela que ele supostamente sempre considerou uma irmã mais nova. E ela não tinha sido a primeira. A partir daí entrei num estado depressivo.

Emma: E porque é que decidiste vir para cá?

Emily: Não decidi, trouxeram-me sem eu saber para onde vinha.

Emma: Quem?!

Emily: O Bryan! Ele encontrou-me numa noite, quando vinha a caminho de casa. Quando eu estava a tentar suicidar-me. Foi nessa noite que o conheci e ele decidiu que queria salvar-me. Devo-lhe a minha vida!

Emma: Uau! Não fazia ideia de que tivesses uma vida assim. Lamento! Agora já te sentes melhor ou achas que ainda podes…voltar a tentar suicidar-te?

Emily: Estou melhor. E tudo graças ao Bryan! E também graças a vocês.

Emma: É por isso que às vezes afastas o Bryan, por teres medo?

Emily: Sim. Eu sei que ele não tem culpa mas…é complicado voltar a confiar.

Emma: Eu percebo. Mas no Bryan podes confiar. E acho que devias arriscar com ele.

Emily: Acho que foi por isso que decidi aceitar o convite dele.

Emma: Fizeste bem. O Bryan gosta de ti, já reparei nisso. E com o Bryan, as coisas são sempre levadas a sério. E agora anda daí, vamos pôr-te bonita. Quer dizer, ainda mais bonita. Tenho ali um vestido que te vai ficar muito bem!

Emily: Obrigada, Emma! E quanto a esta conversa…

Emma: Fica só entre nós. Confia em mim!

 

.....................

Boa tarde leitores! Desculpem o capítulo só aparecer agora, mas foi-me impossível entrar no blog de manhã.

Mas espero que gostem e que deixem os vossos comentários.

E muito obrigada a todos os que comentaram os capítulo anteriores :)

Fiquem bem e até ao próximo capítulo!