Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

05
Abr14

"Our Love" - Capítulo 12


JustAnOrdinaryGirl

Há um mês que Rachel e Daniel andavam a lutar para resistir à tentação de estarem juntos, de se encontrarem às escondidas. Há um mês que tentavam agir como se nada se passasse entre eles. E, na verdade, ultimamente não se passava mesmo nada entre eles. Tinham decidido que o melhor seria afastarem-se. Nem ele podia desistir de dar aulas nem ela podia abandonar aquela escola a meio do último ano. Era difícil mas tinham decidido que seria a melhor maneira. Além disso, era crime um professor andar envolvido com uma aluna. Agora, ele continuava a dar-lhe aulas como sempre fizera e até mesmo aulas de apoio, com a diferença de que agora havia mais gente a assistir. Para poderem estar algum tempo juntos, Daniel ia muita vez almoçar com a turma dela, assim sempre estavam mais perto e isso já não era proibido. Custava mas, como tinham dito na noite em que decidiram agir assim, se isto for verdadeiro, as coisas vão correr bem, apesar de tudo. E faltavam apenas dois meses e meio para poderem finalmente ficar juntos. Passaria num instante se acreditassem.

 

Ashley: Não sei como aguentas! Eu lembro-me que quando comecei a namorar com o Louis, antes de os meus pais descobrirem, mal aguentava as saudades e a vontade de estar com ele.

Rachel: E achas que eu aguento muito? Só me apetece agarrá-lo e beijá-lo e estar com ele a toda a hora mas…

Ashley: Mas ele continua a ser teu professor.

Rachel: Sim. Mas é assim e sei que vou aguentar até ao fim, tem de ser. Sabes, às vezes gostava de ter aqueles problemas normais, como em romances normais e não estes que tenho tido, os trágicos e complicados.

Ashley: Estás arrependida de teres decidido ficar com o professor?

Rachel: Não, nada disso. As coisas com o Daniel são diferentes, ele é diferente. Mas custa não poder estar com a pessoa que amas. Mas pronto, a minha queda para estas coisas nunca é das melhores. Tem de haver sempre algo de complicado!

Ashley: Eu sei disso. Mas se fosse tudo fácil depois também não era tão bom. Mudando de assunto, tens visto o Louis?

Rachel: Ashley…

Ashley: Calma, não estou a dizer que me importo ou que quero ir ter com ele. Só não o vejo há tanto tempo por cá…só curiosidade mais nada. O Louis é um capítulo fechado.

Rachel: A última vez que o vi foi numa aula de apoio de português, porque foi obrigado pelo diretor. Mas bastava olhares para ele para perceberes que estava super envergonhado com o que fez, apesar de ter tentado disfarçar, claro. Ninguém o suporta neste momento. Bom, vamos embora? Temos muito que estudar querida amiga!

Ashley: Eu ainda não vou. Fiquei de ir falar com a professora de matemática por causa do trabalho, mas vai andando. Mais tarde passo em tua casa.

 

Rachel saiu da escola e tomou o caminho de acesso à paragem dos autocarros. No momento em que ela estava prestes a atravessar a passadeira, um retomou o seu caminho. Rachel viu o carro ao longe mas, como os outros pararam, aquele teria de parar também atrás deles, e atravessou. Mas o carro não parou. Quando voltou a acordar, a única coisa que Rachel via eram luzes e pessoas vestidas de bata branca. Estava no hospital porque tinha sido atropelada.

 

Médico: Estás a ouvir-me, Rachel?

Rachel: Sim…o que é que se passou? Onde é que eu estou?

Médico: Calma. Tu estás no hospital porque foste atropelada.

Rachel: Estou muito mal? Vou morrer ou ficar com algum problema grave?

Médico: Não, fica descansada. Partiste um braço mas de resto parece que estás bem. Não tens traumatismos nem nada, portanto. Preciso apenas que me digas se te lembras de quem és e essas coisas.

Rachel: Sou a Rachel Stevens, estava a sair da escola antes de vir para aqui…

Médico: És casada!

Rachel: Casada?!

Médico: Sim. Eu lembro-me de ti. Quando estiveste cá com a tua amiga que teve um acidente. O rapaz que estava contigo era teu marido…divorciaram-se? É que foi a ele que telefonámos.

Rachel: Bem me parecia que conhecia a sua cara. Eu continuo casada, claro. Mas porque é que o chamaram a ele e não os meus pais?

Médico: O teu telemóvel ficou destruído e como tínhamos o número dele na ficha da tua amiga ou prima ou lá o que é…

Rachel: Fizeram bem.

Médico: Vou mandá-lo entrar. Mas não pode demorar muito.

 

Assim que viu Rachel deitada naquela cama de hospital, Daniel correu para ela e beijou-a. Teve tanto medo quando lhe telefonaram do hospital que tudo o que queria era vê-la, abraçá-la.

 

Daniel: Como é que te sentes? Não imaginas como fiquei preocupado!

Rachel: Aparentemente, é só um braço partido. Eu fiz tanto cuidado, todos os outros carros estavam parados e aquele vinha atrás de todos. Não devia ter atravessado.

Daniel: A culpa foi toda dele. Já estão a tentar identificá-lo. Houve pessoas que o viram e houve alguém que o reconheceu e já foi falar com a polícia. Os médicos acabaram de me dizer isso.

Rachel: Obrigada por teres vindo. Eu sei que era suposto estarmos afastados até ao final, mas precisava mesmo de ti agora.

Daniel: Tinha de vir, precisava de ver se estavas bem. Nem imaginas o medo que tive. E, aparentemente, somos casados, portanto…

Rachel: O médico disse-me, mas continua desconfiado.

Daniel: Mas agora já não estamos tão longe disso, pois não?

Rachel: Não. Naquela noite em que inventaste essa mentira não pensei que passados uns tempos íamos estar juntos. Parece um sonho!

Daniel: Mas é a realidade.

 

Daniel aproximou-se e deu-lhe um leve beijo nos lábios. Depois, sentou-se novamente na cama, ao lado dela e pegou-lhe na mão. Estavam assim quando sentiram alguém a entrar no quarto. Como pensaram que era o médico ou alguma enfermeira continuaram de mãos dadas.

 

MãeRachel: Filha, querida, tu…. Rachel?! O que é que se passa aqui? O que é que o teu professor de português faz aqui?

PaiRachel: E porquê essa proximidade toda?

 

.........................................

Bom dia leitores.

Apesar do pouco tempo e das muita coisas que tenho para fazer, arranjei um tempinho para vir postar.

Gostaram? Ainda não sei quantos capítulo terá a fic, mas não deverá ser MUITO grande.

Mas gostaram ou nem por isso? Não se esqueçam de deixar a vossa opinião :)

Fiquem bem e até para a semana!