Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

15
Mar14

"Our Love" - Capítulo 9


JustAnOrdinaryGirl

 

Na manhã do teste de português, Rachel sentia-se um pouco nervosa mas muito mais confiante em relação às outras vezes em que tinha de fazer um teste para aquela disciplina.

 

Ashley: Bom dia, Rach! Preparada?

Rachel: Por incrível que pareça, acho que sim.

Ashley: Acho que ambas sabemos porque é que estás preparada!

Rachel: Porque estudei e porque tive aulas de apoio que me ajudaram imenso.

Ashley: E porque tinhas motivação para as aulas de apoio. Admite, se fosse o Sr. Peter a dar essas aulas, não tinham corrido tão bem, pois não?

Rachel: Nem vale a pena começares, a sério. Mas falando de coisas importantes, já te disseram mais alguma coisa por causa do acidente? Tinhas dito que podia haver problema com a carta de condução.

Ashley: Recebi uma carta para ir à polícia prestar declarações. Se for considerada culpada pelo acidente posso ficar sem carta durante algum tempo.

Rachel: Não achas que se contasses a verdade seria mais fácil?

 

Louis: Queres falar de verdades, Rachel? Olha que teríamos conversa para muito tempo.

Rachel: Desculpa?! Estás a falar de quê?! E porque é que estavas a ouvir a conversa?

Louis: Porque tenho dois ouvidos para ouvir! E quanto ao que eu estava a falar, agora não é o momento mais oportuno. Vem aí o te…o professor.

Daniel: Bom dia! Preparados para o teste?

Louis: Nem por isso. Mas a Rachel parece estar, não é bebé?

Rachel: Se me voltas a chamar isso…

Louis: Acredita que é melhor não te pores com ameaças. Quem ia ter problemas eras tu…bebé!

Daniel: Parece que te esqueceste da nossa conversa acerca do respeito, Louis. Entrem lá, vamos começar o teste.

 

Rachel fez o teste da melhor maneira que conseguiu. E sentiu que desta vez estava a correr bem. Levantou a cabeça e olhou para Daniel. Os olhares dos dois encontraram-se e por momentos ficaram a olhar-se como se mais nada existisse à volta deles. O momento foi quebrado por Louis, que decidiu tossir de propósito e bem alto. Rachel voltou ao teste e só voltou a olhar para Daniel quando ele deu o tempo do teste por concluído. Os alunos levantaram-se e deixaram as folhas em cima da mesa.

 

Daniel: Correu bem?

Rachel: Acho que vou saber quando receber as notas. Mas obrigada, correu muito melhor que todos os outros.

 

Na semana seguinte Daniel já tinha as notas do teste consigo. Colocou os testes em cima da mesa e esperou que todos se sentassem para começar a distribuir os resultados.

 

Daniel: Tenho a dizer que estou muito contente com as vossas notas. Tirando uma ou outra nota mais fraca, estão no bom caminho… (chega ao lugar de Rachel) Muito bem Rachel, tiveste um 14. Melhoraste bastante em relação ao ano passado. Parabéns!

Rachel: Obrigada!

Louis: Se eu andasse a dar em cima do professor também tinha boa nota!

 

Claro que com este comentário a turma começou a rir e o caos instalou-se. Daniel ficou a olhar para Louis e depois para Rachel. Ela levantou-se e saiu da sala a correr deixando todos a tentar saber o que Louis quis dizer com aquilo. Nesse momento, e antes que alguém pudesse dizer alguma coisa, foi a vez de Ashley falar.

 

Ashley: Precisavas mesmo de descer tão baixo? És nojento! Eu vou ver da Rachel, professor.

Daniel: Deixa estar Ashley, eu vou lá. Faz-me um favor e pede à funcionária para ficar aqui um pouco. Ninguém sai desta sala antes de eu voltar, entendido?

Louis: Tem medo que o escândalo se espalhe, é? Mas vá, vá lá ver da sua menina! (dá uma gargalhada)

Daniel: Não te rias muito, Louis. Vais ser chamado ao diretor por insulto a uma colega e a um professor.

Louis: Se fosse mentira não havia este escândalo todo, não acha?

Ashley: CALA-TE, Louis! És um traste. Todos tinham razão em relação a ti, só aqui a parva é que não queria ver.

Louis: ´Tás muito arrebitada!

Ashley: Desta vez não me vou calar, Louis. E vais pagar por estares a fazer isto à Rachel!

Louis (levanta-se): Tu não me ameaças! (Dá um estalo a Ashley)

Ashley:Prepara-te Louis. Além de acusado por insulto a uma colega e a um professor, vais ser acusado de agressão…Ah, e em breve vais receber uma carta para te apresentares na polícia...por causa do acidente que provocaste e do qual fugiste.

Louis:O quê?!

 

Depois de Ashley ter ido chamar a funcionária e de esta ter chegado à sala para “guardar” os alunos, Daniel foi à procura de Rachel. Presumiu que ela se tivesse escondido na casa de banho das raparigas e foi até lá. Quando chegou à porta ouviu alguém chorar e soube que só podia ser ela. Podia ter esperado para ver se ninguém o via entrar ali mas não se deu a esse trabalho. Por sorte, só lá estava Rachel. Encontrou-a encostada a uma das paredes, a tentar controlar-se.

 

Daniel: Estás bem?

Rachel: Desculpe!

Daniel: Estás a pedir desculpa porquê?

Rachel: Porque…não sei…porque o deixei numa situação complicada, não?

Daniel: Não me deixaste numa situação complicada. O Louis só disse aquilo para te irritar. Não te preocupes comigo. Não fizemos nada, Rachel. Não te preocupes porque não vou arranjar problemas. E tu também não.

Rachel: Eu sei que não fizemos nada mas…

Daniel: Mas?!

Rachel: Mas o Louis deu a entender que eu ando atrás de si, que se passa alguma coisa. Neste momento já toda a escola deve pensar o mesmo.

Daniel: Não, porque antes que isso aconteça vamos resolver esta situação. Os teus colegas estão todos na sala com uma das funcionárias. Vamos até lá e vamos resolver esta situação, pode ser? E vais entrar naquela sala de cabeça erguida. Vamos ter uma conversa com a turma e explicar como são as coisas. Não tens de ter qualquer tipo de problema, entendido? (passa a mão no rosto de Rachel, limpando-lhe as lágrimas)

Rachel: Desculpe a minha reação. Só piorei as coisas.

Daniel: Esquece isso.

 

Rachel recompôs-se e saiu da casa de banho seguida por Daniel. Respirou fundo e olhou para ele, que lhe sorriu logo de imediato. Entretanto apareceu Andrea, a professora de artes da escola e amiga de Daniel desde a universidade.

 

Andrea: Daniel! Aconteceu alguma coisa?

Daniel: Nada que não se resolva. Depois falamos, pode ser?

Andrea: Claro.

 

Assim que Daniel e Rachel entraram na sala todo o burburinho desapareceu. Todos se voltaram para a frente para tentarem perceber o que se tinha passado. Louis estava como se nada fosse e olhou para Rachel com um sorriso malicioso.

 

Daniel: Temos um assunto para tratar, turma. O que o vosso colega fez foi…uma coisa que não se faz. Não sei de onde ele foi ver de uma ideia dessas mas não se passa nem nunca se passou nada entre mim e a vossa colega.

Louis: Ai não?! Então o que é que foram fazer os dois, naquele domingo em que o professor a foi buscar a casa logo de manhã?

 

Mais uma vez começou-se a ouvir um burburinho na turma.

 

Daniel: Não queria ir por esse caminho, mas como foste tu quem deu início a este disparate todo, acho que a turma tem o direito de saber a história toda. O que aconteceu Louis, foi que nessa noite estavas bêbedo, enfiaste-te dentro de um carro e provocaste um acidente. E depois disso, fugiste, deixando a tua namorada no local.

Louis: O que é que isso tem a ver com a Rachel?

Daniel: Tem a ver que fui eu e a Rachel que tivemos de acompanhar a Ashley no hospital. No dia em que me viste ir buscar a Rachel, foi para irmos ao hospital buscar a Ashley. E depois voltei para deixar a Rachel em casa. Percebes agora?

Louis: Isso quer dizer…

Rachel: Quer dizer que não vales nada. Provocaste um acidente, fugiste, nem te importaste se ela tinha chegado ao hospital ou não e depois inventas uma história parva sem saber o que tinha acontecido na realidade. Tiveste sorte em ter sido eu e o professor a encontrar a Ashley. Se tivessem conseguido ligar aos pais dela, a esta hora estavas preso. E para que saibam, saí da sala a correr não por ter a consciência pesada, foi porque caso tivesse ficado ia dizer ou fazer alguma coisa de que me ia arrepender.

Daniel: Bem, agora que está tudo esclarecido, espero que uma situação destas não se volte a repetir.

Louis: Mas há uma coisa que não percebo. Na aula de apoio vocês estavam muito…contentes. Presumo que aí não tivesse nada a ver com o acidente.

Daniel: Louis…

Rachel: Deixe estar professor… Pois não, não teve nada a ver com o acidente. Estávamos a falar e eu ri-me. Qual é o problema? Nunca te riste com nada? Que eu saiba isso não quer dizer que duas pessoas tenham alguma coisa. Mais alguma coisa?

Daniel: Agora sim, penso que estamos esclarecidos. Com isto tudo a aula fica por aqui. Quem teve negativa vai passar a ter aulas de apoio comigo sempre que precisar. Rachel, as tuas aulas também se mantêm para conseguires manter a nota. Louis, para ti serão obrigatórias.

 

................

E o que acharam do capítulo desta semana? Espero que tenham gostado.

Eu sei que está um bocadinho grande, desculpem, mas teve mesmo de ser.

Mesmo assim, espero que leiam e que gostem :D Não se esqueçam de deixar a vossa opinião!

Fiquem bem e até para a semana :D

P.S. Na imagem do início, da Rachel, não liguem ao facto de estar a chover. Foi a única que encontrei dela a chorar!