Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

You And I

22
Fev14

"Our Love" - Capítulo 6


JustAnOrdinaryGirl

 

Rachel: Eles já deviam ter chegado, professor. Eles saíram antes de nós. E nós ainda estivemos a falar e ainda fomos buscar as nossas coisas. Aconteceu alguma coisa, tenho a certeza. Eu dou cabo dele se aconteceu alguma coisa à Ashley (começa a chorar e encosta-se ao banco do carro.)

Daniel: Calma, Rachel. Talvez tenham ido para outro sítio. Não terão ido para casa da Ashley?

Rachel: Duvido. Os pais dela devem estar em casa e eles odeiam o Louis. Nunca teriam ido para lá.

Daniel: Então talvez….Não sabes de mais nenhum sítio para onde eles costumam ir?

Rachel: Só se tiverem ido para o bar da praia. Aquilo é duns amigos do Louis e eles costuma ir para lá fazer festas.

Daniel: Então vamos até lá. Talvez tenham decidido ir para lá em vez de virem logo para casa.

Rachel: Sim, podemos tentar. Só espero que estejam mesmo lá…E a Ashley continua sem atender o telemóvel.

 

Seguiram até à praia onde se situava o bar que costumava ser frequentado por Ashley e pelo namorado. Seguiam ambos em silêncio. De vez em quando, Daniel olhava para Rachel e sempre que o fazia via que a rapariga estava num enorme estado de nervos. No fundo, também ele tinha um mau pressentimento, mas não a queria preocupar mais. Talvez estivesse tudo bem. Mas foi então que foram obrigados a parar a sua viagem. Ainda ao longe, começaram a ver umas luzes azuis. Mal deu conta das luzes, Rachel sobressaltou-se e inclinou-se para a frente, para tentar ver melhor o que estava a acontecer. Quando se aproximaram foram mandados parar pela polícia e foi aí que viram que as luzes eram de duas ambulâncias e de um carro da polícia. Rachel saiu imediatamente do carro e ficou em pânico. Não via o carro acidentado e não via ninguém ferido. Só esperava que não fosse nada do que estava a pensar. Entretanto o médico aproximou-se dela para a tentar afastar do meio do acidente.

 

Rachel: O que…o que é que aconteceu?

Médico: Um carro onde seguia uma jovem despistou-se e foi contra um veículo que seguia no sentido oposto. Agora se não se importa, vai ter de se afastar para podermos trabalhar.

Rachel: Ia um casal em alguns dos carros?

Médico: Não. Ambas as raparigas iam sozinhas!

Rachel: E…não souberam de mais nenhum acidente?

Médico: Não, não soubemos de nada. Mas porquê? Sabe de mais algum acidente?

Rachel: Não. É só porque uma amiga minha também ia de carro e não sabemos nada dela. Tem a certeza que ambas iam sozinhas?

Médico: Absoluta. Quando fomos chamados, apenas as duas vítimas e o rapaz que chamou a ambulância estavam no local. O rapaz entretanto já deu as declarações e foi embora. Mas se quiser ficar mais descansada, os carros das vítimas estão ali à frente no reboque. Pode ir ver se algum pertence à sua amiga.

Rachel: Não, se ambas iam sozinhas, não….Oh meu Deus! Ashley!

Médico: Está tudo bem, menina?

Rachel: Ashley! (começa a correr até ao professor que tinha ido desligar o carro) Professor Daniel!!

Daniel: Que se passa, Rachel?

Rachel: Está a ver aquele carro que está agora a ser rebocado? É o carro do Louis. A Ashley…eu sabia que tinha acontecido alguma coisa, eu sabia!

 

Rachel começou a chorar sem tentar sequer conter as lágrimas e respirar fundo. Daniel, vendo a rapariga naquele estado e sem saber o que fazer, abraçou-a. Ela deixou que ele o fizesse e agarrou-se a ele. Por momentos ambos se esqueceram que eram professor e aluna e deixaram-se assim ficar por uns momentos. Depois acabaram aquele abraço e Rachel limpou as lágrimas.

 

Daniel: Estás mais calma?

Rachel: Acho que não se consegue estar calmo numa situação destas.

Daniel: Tens razão. Para ser sincero, também estou nervoso, mas temos de tentar controlar-nos. Vou falar com os médicos para ver se nos podem dizer alguma coisa.

 

***************

 

Daniel: Pode dizer-me se a situação das vítimas é grave?

Médico: São da família, amigos?

Rachel: Eu sou a melhor amiga de uma das raparigas, a Ashley. Alguma delas….

Médico: A Ashley é mais nova, certo?  São apenas ferimentos ligeiros…as duas. Vamos apenas levá-las para o hospital por precaução. Mas…a menina não disse que a sua amiga ia acompanhada?

Rachel: Pelos vistos não ia. Posso ir com ela para o hospital?

Médico: Na ambulância não. Lamento. Diga-me só uma coisa, tem o número de telefone dos pais dela? Não encontrámos nenhum telemóvel no carro.

Rachel: Dos pais dela?!

Médico: Sim, dos pais ou de um outro familiar. Precisamos de entrar em contacto com alguém da família.

Rachel (olhou para Daniel): Não, não tenho nenhum contacto mas…

Daniel: Eu sou…primo da Ashley. E sou maior de idade, posso ir com ela. Os pais dela estão fora da cidade e não temos cá mais familiares.

Médico: Com certeza. Vai de carro ou prefere ir na ambulância?

Daniel: Vou de carro para poder levar a Rachel comigo.

 

*********

 

Rachel: Obrigada…por ter mentido.

Daniel: Percebi que era o que precisavas. Tinhas-me dito que os pais dela não gostam do Louis. Calculei que não iam aceitar isto muito bem…E por falar em Louis…

Rachel: O médico disse que quando chegaram ao local só estava a Ashley, a outra senhora e rapaz que pediu ajuda.

Daniel: Então, ele fugiu?

Rachel: Era o que se podia esperar de um traste como ele. E o mais estranho é que o telemóvel da Ashley desapareceu.

Daniel: E onde é que está o rapaz que pediu ajuda?

Rachel: Foi embora quando a ajuda chegou e depois de contar o que viu…

Daniel: Hmm, acho que já percebi quem é que pediu ajuda!

Rachel: Sentiu remorsos por deixar as raparigas assim, mas teve medo de ir preso. Típico daquele anormal!

 

..........................

E aqui está mais um capítulo!

O que acharam? Não se esqueçam de deixar uma opinião :D

E até ao próximo capítulo! Fiquem bem!

Pág. 1/5